Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7205
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFREITAS, Hilda Rosa Moraes de-
dc.creatorMAGALHÃES, Celina Maria Colino-
dc.date.accessioned2017-01-03T15:29:21Z-
dc.date.available2017-01-03T15:29:21Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationFREITAS, Hilda Rosa Moraes de; MAGALHÃES, Celina Maria Colino. Metas e estratégias de socialização que mães de crianças surdas valorizam para seus filhos. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 19, n. 4, p. 545-561, dez. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbee/v19n4/v19n4a06.pdf>. Acesso em: 21 mar. 2016.pt_BR
dc.identifier.issn1413-6538pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7205-
dc.description.abstractResearch in Brazil has drawn attention to the prevalence of distinct models for creativity that arise from the social background, which are as follows: interdependent, independent and autonomous-relational. In light of this, the purpose of this study is to uncover the socialization goals and expectations of mothers of deaf children with regard to the future of their children. Interviews were conducted with 13 mothers of deaf children enrolled in a deaf public school; the study was carried out using a semi-structured questionnaire (officially recognized in Brazil) comprising questions about the goals and strategies of socialization. The group of participants consisted of the following: low-income mothers residing in an urban environment, with little formal education and aged between 31 and 40. The study reported 20 socialization goals that were divided into the following categories: social expectations, good behavior and self-improvement-in descending order-which suggests a tendency towards a 'sociocentric' dimension. The interdependent category was the predominant model of creativity. With regard to strategies of socialization, 37 were described, one of which (the category centered on itself) obtained the highest score with stress being laid on its cognitive features. It should be understood that although the model of creativity is independent, the strategies were concentrated on the figure of the mother. One possible analytical approach is to examine the linguistic barriers that are caused by deafness and which prevent the child and the environment from being taken into account by mothers as mediators of the children.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Educação Especialpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação especialpt_BR
dc.subjectMãespt_BR
dc.subjectCriançaspt_BR
dc.subjectSurdezpt_BR
dc.subjectSocializaçãopt_BR
dc.subjectBelém - PApt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.titleMetas e estratégias de socialização que mães de crianças surdas valorizam para seus filhospt_BR
dc.title.alternativeSocialization Goals and strategies for deaf children that their mothers value for their childrenpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.citation.volume19pt_BR
dc.citation.issue4pt_BR
dc.citation.spage545pt_BR
dc.citation.epage562pt_BR
dc.description.resumoEstudos sobre desenvolvimento infantil destacam não apenas o papel do ambiente físico e social da criança, como também das cognições parentais, compartilhadas em determinado contexto e momento histórico. Pesquisas no Brasil apontam a prevalência de modelos de criação distintos, em virtude do contexto cultural, são eles: interdependente, independente e autônomorelacional. Sendo assim, objetivou-se conhecer as metas de socialização e expectativas de mães de crianças surdas sobre o futuro dos seus filhos. Foram entrevistadas 13 mães de crianças surdas matriculadas em uma unidade especializada na educação de surdos, no município de Belém, a partir da aplicação de um roteiro semiestruturado, composto por questões, validadas no Brasil, sobre metas e estratégias de socialização. O grupo entrevistado caracterizou-se por: mães residentes em contexto urbano, em sua maioria de baixa renda, com pouca escolaridade, na fixa etária entre 31 e 40 anos. Foram relatadas 20 metas de socialização, concentradas nas seguintes categorias, expectativas sociais, bom comportamento e autoaperfeiçoamento, em ordem decrescente, indicando uma tendência à dimensão sociocêntrica. O modelo de criação predominante foi o interdependente. Em relação às estratégias de socialização, foram descritas 37, entre elas a categoria centrada em si obteve maior escore, com destaque para o aspecto cognitivo. Compreende-se que embora o modelo de criação seja interdependente, as estratégias concentraram-se na figura da mãe. Uma análise possível é a barreira linguística decorrente da surdez que impede que a criança e o contexto sejam considerados pelas mães como mediadores de qualidades para seus filhos.pt_BR
Appears in Collections:Artigos Científicos - NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_MetasEstrategiasSocializacao.pdf777,95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons