Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7905
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorHACHEM, Bruno Penna-
dc.date.accessioned2017-03-17T14:07:08Z-
dc.date.available2017-03-17T14:07:08Z-
dc.date.issued2016-03-14-
dc.identifier.citationHACHEM, Bruno Penna. Análise do comportamento da precipitação e da vazão em bacias hidrográficas Amazônicas. 2016. 98 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Instituto de Tecnologia, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7905. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7905-
dc.description.abstractThe aim of this study was to analyze the behavior of precipitation and flow in two river regions of the state of Pará, where Northern Corridor and Coast Northeast Atlantic. Both have the same rainfall and physical properties of the bowls are similar, being different only in regard to level and vegetable preservation area. For this study, we used 7 gauged stations and 7 rainfall in the Northern Corridor and 6 fluviometric 6 and rainfall in Costa Northeast Atlantic. After collecting the data in HIDROWEB, they were organized in Microsoft Excel spreadsheets software for application of Mann Kendall and Spearman tests, which stated that there is no trend in the series analyzed (α=5%). Was detected that the density of fluviometric and rainfall stations is low , according to the thresholds established by WMO. The Pearson correlation coefficients showed up "strong" between precipitation and flow of the areas studied, which also suffer influence of climatic phenomena (El Niño and La Niña). It was possible to consider that in the most preserved region, the time lag between the maximum rainfall and the maximum flow rate averaged two months, while the region with greater human action this time was an average of 1 month.en
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectChuvaspt_BR
dc.subjectVazãopt_BR
dc.subjectMedidores de fluxopt_BR
dc.subjectBacias hidrográficaspt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.subjectRainsen
dc.subjectFlow rateen
dc.subjectFlow metersen
dc.subjectWatershedsen
dc.subjectBrazilian Amazonen
dc.titleAnálise do comportamento da precipitação e da vazão em bacias hidrográficas Amazônicaspt_BR
dc.title.alternativeAnalysis of the behavior of precipitation and flow in Amazonian hydrographic basinsen
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Tecnologiapt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIASpt_BR
dc.contributor.advisor1FERNANDES, Lindemberg Lima-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4641468846318922pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3584909567951610pt_BR
dc.description.resumoO objetivo desse trabalho foi analisar o comportamento da precipitação e da vazão, em duas Regiões hidrográficas do estado do Pará, no caso Calha Norte e Costa Atlântico Nordeste. Ambas possuem o mesmo regime pluviométrico e as características físicas das bacias são semelhantes, sendo distintas apenas no que se refere ao nível de preservação vegetal e área. Para esse trabalho foram utilizadas 7 estações fluviométricas e 7 pluviométricas na Calha Norte e 6 fluviométricas e 6 pluviométricas na Costa Atlântico Nordeste. Após a coleta dos dados no Hidroweb, os mesmos foram organizados em planilhas do software Microsoft Excel para aplicação dos testes de Mann Kendall e Spearman, os quais afirmaram que não há tendência nas séries analisadas para α de 5%. Foi detectado que a densidade de estações fluviométricas e pluviométricas está baixa, segundo os limites mínimos estabelecidos pela OMM.. A correlação linear de Pearson apresentou-se “forte” entre a precipitação e vazão das áreas estudadas, as quais também sofrem influência dos fenômenos climáticos (El Niño e La Niña). Foi possível considerar que na Região mais preservada o tempo de defasagem entre o máximo da precipitação e o máximo da vazão foi em média de 2 meses, enquanto na região com uma ação antrópica maior esse tempo foi em média de 1 mês.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Civilpt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Engenharia Civil (Mestrado) - PPGEC/ITEC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaliseComportamentoPrecipitacao.pdf2,35 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons