Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8329
Tipo: doctoralThesis
Título: Periodontite em ovinos no estado do Pará: etiologia, aspectos epidemiologicos e clinico-patologicos
Autor(es): SILVA, Natália da Silva e
Primeiro Orientador: BARBOSA NETO, José Diomedes
Resumo: O presente trabalho relata os aspectos epidemiológicos, clinico-patológicos e bacteriológicos do primeiro registro de periodontite em ovinos no Brasil, ocorrido em uma propriedade rural no município de Benevides, Para. O surto ocorreu aproximadamente um mês após o pastejo na área de Panicum maximum cv. Massai, a qual sofreu praticas agrícolas, quando foi observado aumento de volume na mandíbula em alguns animais, em sua maioria com idade acima de 36 meses. Foi realizado o exame clinico extra-oral dos 545 ovinos e verificou-se aumento de volume da mandíbula em 3,7%. Os animais acometidos apresentavam baixo escore corporal, pelos arrepiados e sem brilho, alguns com afrouxamento e perda dos dentes pré-molares e molares inferiores e superiores, formação de abscesso e fístula no local acometido, demonstração de dor a palpação e dificuldade de mastigação. Das 39 cabeças de animais jovens analisadas no exame macroscópico post-mortem, 51,3% apresentavam lesões periodontais e das 38 analisadas após a maceração, 73,7% também apresentavam lesões. Das cabeças com lesões no exame post-mortem, em 45% as lesões encontravam-se na maxila, 15% na mandíbula e 40% nas duas estruturas (maxila e mandíbula). Nas cabeças com lesões após a maceração, 50% encontravam-se na maxila e 50% na maxila e mandíbula. Das 17 cabeças de animais adultos analisadas no exame post-mortem e após a maceração, todas apresentavam lesões periodontais. No exame post-mortem, 11,8% apresentavam lesões na mandíbula e 88,2% nas duas estruturas; após a maceração, 5,9% na maxila, 11,8% na mandíbula e 82,3% nas duas estruturas. Os achados histopatológicos revelaram processo inflamatório piogranulomatoso. Para caracterização da microbiota bacteriana subgengival de 14 ovinos com periodontite foi realizada a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) para pesquisa de micro-organismos pertencentes ao complexo vermelho de Socransky (Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia e Treponema denticola) e outros possíveis periodontopatogenos Gram-negativos e Gram-positivos. Em 50% das amostras foi possível identificar Porphyromonas gingivalis, em 92,8% Tannerella forsythia e em 78,5% Treponema denticola. Os três periodontopatogenos pertencentes ao complexo vermelho ocorreram concomitantemente em 42,8% das amostras. Foram identificados ainda em pelo menos um animal examinado Campylobacter rectus, Eikenella corrodens, Enterococcus faecium, Fusobacterium nucleatum, Prevotella intermedia, Prevotella loeschii e Prevotella nigrescens. Não foram detectados nas 14 amostras Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Dialister pneumosintes, Enterococcus faecalis e Porphyromonas gulae. Os resultados permitem concluir que a periodontite ovina ocorrida no município de Benevides – PA possui etiologia infecciosa e acometeu um significativo numero de animais, diversos com abaulamento da mandíbula; teve alta incidência nos jovens e envolveu a totalidade dos animais adultos examinados post-mortem e após a maceração.
Abstract: This paper describes the epidemiological, clinical, pathological and bacteriological the first periodontitis record in sheep in Brazil occurred in a rural property in the municipality of Benevides, Para. The outbreak occurred about a month after grazing in the area of Panicum maximum cv. Massai, which suffered agricultural practices, there was swelling in the jaw in a few animals, mostly those over the age of 36 months. The extraoral examination was performed in 545 sheep and there was swelling of the jaw in 3.7% of them. Clinical signs were low body score, rough hair coat and dull, some relaxation and loss of premolars and upper and lower molar teeth, abscess and fistula formation in the affected site, demonstration of pain on palpation and difficulty chewing. Between the 39 heads of young animals analyzed in the post-mortem examination, 51.3% had lesions somewhere and between the 38 analyzed after maceration, 73.7% also had injuries. 45% of the lesions from the 39 heads were in the maxilla, 15% in the mandible and 40% in both structures (maxilla and mandible) and from those heads with injuries observed after maceration 50% of the lesions were in the maxilla and 50% in the maxilla and mandible. Between the 17 heads of adult animals analyzed in the post-mortem examination and after maceration all had lesions somewhere. In the post-mortem examination, 11.8% had lesions in the mandible and 88.2% in both structures; after maceration, 5.9% were in the maxilla, 11.8% in the mandible and 82.3% in both structures. The histopathological findings revealed a chronic pyogranulomatous inflammatory process. To characterize the subgingival microbiota of the 14 sheep with periodontitis it was performed the Polymerase Chain Reaction (PCR), especially for microorganisms belonging to the red complex Socransky (Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia and Treponema denticola) and other possible Gram-negative and Gram-positive periodontopathogens. There were identified in 50% of the samples Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia in 92.8% and Treponema denticola in 78.5%. The three periodontal pathogens belonging to the red complex occurred simultaneously in 42.8% of the samples. We also identified in at least one of the examined animals Campylobacter rectus, Eikenella corrodens, Enterococcus faecium, Fusobacterium nucleatum, Prevotella intermedia, Prevotella nigrescens, and Prevotella loeschii. In the 14 samples Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Dialister pneumosintes, Enterococcus faecalis and Porphyromonas gulae were not detected. The results showed that the sheep periodontitis occurred in the municipality of Benevides - PA has an infectious etiology and rushed a significant number of animals, many with bulging of the jaw; had high incidence in young and involved all of the adult animals post-mortem and after maceration examined.
Palavras-chave: Ovino
Periodontite animal
Porphyromonas gingivalis
Tannerella forsythia
Treponema denticola
Doença periodontal
Doenças em animais
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Universidade Federal Rural da Amazônia
Sigla da Instituição: UFPA
EMBRAPA
UFRA
Instituto: Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Citação: SILVA, Natália da Silva. Periodontite em ovinos no estado do Pará: etiologia, aspectos epidemiologicos e clinico-patologicos. 2015. 104 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8329
Data do documento: 29-Jan-2015
Aparece nas coleções:Teses em Ciência Animal (Doutorado) - PPGCAN/NCADR

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_PeriodontiteOvinosEstado.pdf11,47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons

Ferramentas do administrador