Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8341
Tipo: Tese
Fecha de publicación : 19-jun-2015
Autor(es): LIMA, Maria do Socorro Pereira
Primer Orientador: ALVES, Laura Maria Silva Araújo
Título : Infância, educação e criança: um estudo histórico-literário nas obras Serões da Mãe Preta e Chove nos Campos de Cachoeira (1897-1920)
Citación : LIMA, Maria do Socorro Pereira. Infância, educação e criança: um estudo histórico-literário nas obras Serões da Mãe Preta e Chove nos Campos de Cachoeira (1897-1920). 2015. 259 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Resumen: Inserida no campo da história social da infância na Amazônia, a tese intitulada Infância, Educação e Criança: um estudo histórico-literário nas obras Serões da Mãe Preta e Chove nos Campos de Cachoeira (1897-1920), é norteada pela seguinte questão de pesquisa: Que lugar a criança ocupa, enquanto sujeito, nas obras Serões da Mãe Preta, de Juvenal Tavares e Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir, a partir da relação com os contextos histórico, econômico, cultural e educacional no Pará, entre os anos de 1897 a 1920? Para responder a essa questão o estudo teve como principal objetivo analisar a infância, a educação e o lugar que a criança ocupa, enquanto sujeito, nas obras Serões da Mãe Preta, de Juvenal Tavares e Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir, a partir dos contextos histórico, sociopolítico, econômico, cultural e educacional no Pará, entre os anos de 1897 a 1920. O estudo se amparou nos pressupostos teórico-metodológicos da Nova História Cultural, com ênfase nos conceitos de representação, práticas e apropriação, e nas relações estabelecidas entre história e literatura associadas à concepção sociológica de infância. O recorte temporal abrange o período de 1897 a 1920. O marco inicial demarca o auge do ciclo da borracha com favorecimento aos investimentos do governo republicano na formação da criança, o que ocasionou a publicação da obra Serões da Mãe Preta para a leitura infantil nas escolas do Pará. O marco final reside em retratar o pós-ciclo da borracha, contexto político de ambientação da obra Chove nos Campos de Cachoeira. Em constante diálogo com a bibliografia e com o contexto histórico, sociopolítico, econômico, cultural e educacional, a análise do corpus formado pelas referidas obras, considerou a proposição de articular o autor, o lugar do seu discurso, suas ideias, suas produções e suas relações sociais mais amplas, ultrapassando os limites de uma caracterização biográfica, sendo imprescindível, ainda, o uso subsidiário de fontes documentais para dialogar com os textos literários. A partir das análises, a tese aponta que os escritores fazem diferentes representações de infância, pelos diferentes lugares que a criança ocupa no discurso literário. Em Serões da Mãe Preta, há pistas de que o autor se reporta, por meio de seus personagens, a uma infância em construção, amparada por uma confortável situação econômica em que a criança é (re) apresentada como um sujeito que precisa apreender valores morais e sociais para ser reconhecida e aceita socialmente. Já em Chove nos Campos de Cachoeira, a miséria do lugar remete a uma infância pobre, em que a criança é (re) apresentada como conhecedora do seu meio, da sua situação de opressão e da vontade de romper com tudo o que lhe aflige, usando o imaginário como pano de fundo para se ausentar do mundo real caracterizado pela ausência do direito de viver e se educar dignamente.
Resumen : In the field of social history of childhood in the Amazon, the thesis titled Childhood Education and Children a historical-literary study Serões da Mãe Preta and Chove nos Campos de Cachoeira (1897-1920) is guided by the following research question: Which place the child take, as a subject, in Firesides works Serões da Mãe Preta, de Juvenal Tavares and Chove nos Campos de Cachoeira,de Dalcídio Jurandir, from the relationship with the historical contexts, economic, cultural and educational in State o Para, between the years 1897 to 1920? To answer this question, the study’s main idea was to examine childhood, education and the place that the child occupies, as a subject, in Firesides works of Serões da Mae Preta, de Juvenal Tavares and Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir, the from the historical contexts, socio-political, economic, cultural and educational in State of Para, between the years 1897-1920. The study was based on the theoretical and methodological assumptions of the New Cultural History, with an emphasis on the concepts of representation, practices and ownership, and the relationships established between history and literature associated with the sociological concept of childhood. The first milestone marks the height of the rubber boom, favoring the republican government’s investment in childhood education, leading to the publication of the fireside work Mãe Preta for children's reading in schools in the state of Pará. The end of cycle rubber shows political context of firesides work of Chove nos Campos de Cachoeira. In constant dialogue with the literature and the historical, political, economic, cultural and educational context, the corpus of analysis made by these works considers the proposition articulated by the author. The place of his speech, his ideas, his productions and his broader social relations overtaking the limits of a biographical characterization are indispensable. Also, it uses subsidiary documentary sources to dialogue with literary texts. From the analysis, the thesis points out that those writers do different childhood representations displaying the different places that the child occupies in the literary discourse. In Serões da Mãe Preta, there are clues that the author reports, through his characters, to a childhood under construction supported by a comfortable economic situation in which the child is represented as a person who needs to learn moral values and social to be recognized and accepted socially. Already in the Chove nos Campos de Cachoeira, the misery of the place refers to a poor childhood. The child is represented as knowledgeable of their environment, their situation of oppression and the will to break away from that which ails them, using imagery as a backdrop to leave the real world, characterized by the absence of the right to live and educate in dignity.
Palabras clave : Educação infantil
Literatura paraense - Análise literária
Serões da Mãe Preta - Conto brasileiro
Tavares, Luiz Demétrio Juvenal , 1850 -1907
Chove nos Campos de Cachoeira - Ficção brasileira
Jurandir, Dalcídio, 1909-1979
Estudo histórico-literário
Amazônia paraense
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Ciências da Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Teses em Educação (Doutorado) - PPGED/ICED

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Tese_InfanciaEducacaoCrianca.pdf3,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons