Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/8544
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRESQUE, Deusa Priscila da Silva-
dc.date.accessioned2017-05-29T17:00:17Z-
dc.date.available2017-05-29T17:00:17Z-
dc.date.issued2014-08-20-
dc.identifier.citationRESQUE, Deusa Priscila da Silva. Sentidos subjetivos relacionados à motivação de alunos surdos para participarem do clube do pesquisador mirim do Museu Paraense Emílio Goeldi. 2014. 89 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8544-
dc.description.abstractInspired by González Rey’s Theory of Subjectivity, in this study I searched to investigate the motivation of two deaf to participate in a class of Club Researcher Mirim (CPM) of the Goeldi Museum (MPEG). In this theoretical perspective, the motivation is conceived as a subjective production. Subjectivity, simultaneously social and individual, is studied from a qualitative approach, that values the individual cases, the dialogical and constructiveinterpretative character of the information construction. I conducted research in a context of child scientific initiation, with a class of 12 children and two deaf, in a space of non-formal education where everybody learned Libras. During the academic year 2012, I observed and recorded the 31 meetings of the class. At the end of the year, I conducted interviews with those responsible for the children and with junior researchers listeners, using an audio recorder. I conducted interviews with deaf students in sign language also. These were recorded and later transcribed and analyzed. For the construction of the indicators of deaf motivation I considered the perspectives of family, colleagues and deaf people. From these indicators, I conclude that deaf students are motivated to participate in the CPM. Both showed similar Indicators of interest. They do not want to miss or be late for meetings; want to learn / teach Libras, make friends, learn and continue the CPM while they can; enjoy the activities and physical space. But their subjective senses configurations are different in relation to Libras and sciences learning, their relationships with colleagues and plans for future. Participate in the inclusive class of CPM contributes to the formation of friendships and also for the learning of the deaf, in a different way from what happens in school.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCiênciapt_BR
dc.subjectSurdospt_BR
dc.subjectAnálise do discursopt_BR
dc.subjectMotivação na educaçãopt_BR
dc.subjectMuseu Paraense Emílio Goeldi (MPEG)pt_BR
dc.subjectEstudo e ensinopt_BR
dc.subjectEducação especialpt_BR
dc.subjectLibraspt_BR
dc.subjectSurdezpt_BR
dc.subjectClube do Pesquisador Mirim (CPM)pt_BR
dc.subjectEducação em ciênciaspt_BR
dc.subjectLíngua Brasileira de Sinaispt_BR
dc.subjectEducação inclusivapt_BR
dc.titleSentidos subjetivos relacionados à motivação de alunos surdos para participarem do clube do pesquisador mirim do Museu Paraense Emílio Goeldipt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Educação Matemática e Científicapt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpt_BR
dc.contributor.advisor1ALVES, José Moysés-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6500775506186127pt_BR
dc.contributor.advisor-co1CASANOVA, Marcello Paul-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1747581773154776pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5799576493585475pt_BR
dc.description.resumoInspirada na Teoria da Subjetividade de González Rey, meu objetivo no presente estudo foi investigar a motivação de dois Surdos para participarem de uma turma do Clube do Pesquisador Mirim (CPM), do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG). Nesta perspectiva teórica, a motivação é concebida como produção subjetiva. A subjetividade, simultaneamente social e individual, é estudada de uma abordagem qualitativa, valorizando-se os casos singulares e o caráter dialógico e construtivo-interpretativo da construção das informações. Realizei a pesquisa em um contexto de iniciação científica infantil, com uma turma de 12 crianças ouvintes e duas surdas, em um espaço de educação não formal, onde todos aprendiam Libras. Durante o ano letivo de 2012, observei e registrei os 31 encontros da turma. Ao final do ano, realizei entrevistas com os responsáveis dos alunos surdos e com os pesquisadores mirins ouvintes, utilizando um gravador de áudio. Também realizei entrevistas com os alunos surdos, em Língua de Sinais. Estas foram filmadas e, posteriormente, transcritas e analisadas. Para a construção dos indicadores da motivação dos surdos considerei as perspectivas de familiares, colegas e dos próprios surdos. A partir desses indicadores, pude concluir que os alunos surdos estão motivados a participar do CPM. Ambos apresentaram indicadores de interesse semelhantes. Eles não querem faltar nem se atrasar para os encontros do clube; querem aprender/ensinar Libras, fazer amigos, aprender e continuar no CPM enquanto puderem; gostam das atividades e do espaço físico. Porém suas configurações de sentidos subjetivos são diferentes em relação ao aprendizado de Libras e de ciências, seus relacionamentos com colegas e planos para o futuro. Participar da turma inclusiva do CPM contribui para a formação de amizades e também para a aprendizagem dos surdos, de maneira diferente daquela que acontece na escola.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticaspt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Educação em Ciências e Matemáticas (Mestrado) - PPGECM/IEMCI

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SentidosSubjetivos Relacionados_Dissertacao.pdf1,46 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons