Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8774
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 7-Apr-2017
metadata.dc.creator: GOMES, Geise do Socorro Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: LEMOS, Flávia Cristina Silveira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: GALINDO, Dolores Cristina Gomes
Title: Dispositivo-formação em psicologia: processos medicalizantes, silenciamentos, diferenças
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: GOMES, Geise do Socorro Lima. Dispositivo-formação em psicologia: processos medicalizantes, silenciamentos, diferenças. 2017. 274 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Educação.
metadata.dc.description.resumo: A finalidade dessa pesquisa consistiu em analisar de que modo se constitui o dispositivo-formação em psicologia a partir de documentos que engendram as relações de saber, poder e subjetivação incitando práticas medicalizantes. Desdobramos esse objetivo nas seguintes questões norteadoras: Que condições de possibilidades permitiram a construção do Projeto Político Pedagógico do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Pará do ano de 2010 de modo a operar práticas medicalizantes? Por meio de quais dispositivos de poder-saber estas práticas se materializam enquanto biopoder na formação do/a psicólogo/a? Que forças circulantes operam pelo projeto e no projeto compondo saberes apresentados como importantes para o exercício da profissão de psicólogo/a, de pesquisador e professor em psicologia? Como a produção da diferença se evidencia nessa proposta curricular de 2010 como resistência aos processos de medicalização? Esta tese partiu da consideração de que na medida em que o currículo é uma multiplicidade assevera-se que dentre os diversos elementos que o compõem e o fazem operar há elementos medicalizantes em desníveis discursivos, sendo produzidos por esse currículo de psicologia da UFPA, e que essas práticas medicalizantes funcionam como um filtro de controle redutor nos processos das práticas de produção da diferença. Esse currículo é apreendido, portanto, como uma estratégia de saber-poder-subjetivação que põe em funcionamento um dispositivo de formação evidenciando uma lógica medicalizante dentro do mecanismo de biopoder, uma vez que são acionados tanto recursos, táticas, estratégias, saberes que são produtores de modos de subjetivação desse sujeito que se pretende formar, quanto em níveis políticos mais amplos, de governo da população, inserindo a análise da formação do psicólogo dentro das estratégias de governamentalidade sublinhadas pelas políticas de educação desenvolvidas no Brasil. O referencial teórico-metodológico utilizado para perscrutar esses objetivos concentrou-se na produção teórica arquegenealógica do pensador francês Michel Foucault, utilizando como principais operadores analíticos os conceitos de: dispositivo, saber, poder, governamentalidade, norma, medicalização. Na temática do currículo, alinhamos esse referencial aos estudos curriculares que tomam essa mesma perspectiva como disparador analítico, tais como encontramos nos autores: Veiga-Neto, Silvio Gallo, Sandra Corazza, Tomaz Tadeu e Thomas Popkewitz. O estudo se pautou em análise documental proveniente de documentos de domínio público e documentos produzidos a partir de rodas de conversas e entrevistas individuais. Conclui-se que a formação em psicologia atuando na configuração de um dispositivo tem seus pontos de sedimentação, mas também lugares de fraturas. Desse modo, reverbera na formação em psicologia da UFPA, elementos heterogêneos que durante a história da formação das psicologias no Brasil pontuaram e atualizaram práticas medicalizantes. Na multiplicidade das relações de poder essas práticas também são questionadas, ampliando o foco das práticas médicas para as práticas da psicologia dentro do campo das governamentalidades. Contudo, um dos efeitos redutores dos processos de diferença nessa formação na UFPA tem sido visualizado na pouca incidência dada aos aspectos regionais, que poderiam trazer a especificidade da produção de conhecimento a ser desenvolvida na Região Amazônica.
Abstract: The finality of this research was to analyze how the training-device in psychology is constituted from documents that engender the relations of knowledge, power and subjectivation, inciting medical practices. We deploy this goal in the following guiding questions: What conditions of possibilities allowed the construction of the Pedagogical Political Project of the Psychology Course of the Federal University of Pará of the year 2010 in order to operate medical practices? By means of which devices of power-knowledge do these practices materialize as a biopower in the formation of the psychologist? What circulating forces operate through the project and in the project composing knowledge presented as important for the practice of the profession of psychologist, researcher and professor in psychology? How can the production of the difference be evident in this curriculum proposal of 2010 as resistance to the medicalization processes? This thesis was based on the consideration that insofar as the curriculum is a multiplicity, it is asserted that among the various elements that compose it and make it work there are medicalizing elements in discursive differences, being produced by this curriculum of UFPA psychology, and these medicalizing practices function as a reductive control filter in the processes of difference production practices. This curriculum is therefore apprehended as a strategy of know-power-subjectivation that sets in motion a training device evidencing a medicalizing logic within the mechanism of biopower, since both resources, tactics, strategies, knowledge that are producers are triggered of subjectivation modes of this subject that is intended to form, as well as at broader levels of government of the population, inserting the analysis of the psychologist's formation within the governmentality strategies underlined by the education policies developed in Brazil. The theoretical-methodological framework used to examine these objectives was focused on the theoretical and archaeological production of the French thinker Michel Foucault, using as main analytical operators the concepts of: device, knowledge, power, governmentality, norm, medicalization. In the curriculum, we align this reference to curricular studies that take this same perspective as analytical trigger, as found in the authors: Veiga-Neto, Silvio Gallo, Sandra Corazza, Tomaz Tadeu and Thomas Popkewitz. The study was based on documentary analysis coming from public domain documents and documents produced from conversational wheels and individual interviews. It is concluded that the formation in psychology acting in the configuration of a device has its sedimentation points, but also places of fractures. In this way reverberates in the formation in psychology of the UFPA, heterogeneous elements that during the history of the formation of the psychologies in Brazil punctuated and updated medical practices. In the multiplicity of power relations these practices are also questioned, extending the focus of medical practices to the practices of psychology within the field of governmentalities. However, one of the reducing effects of the processes of difference in this formation in the UFPA has been seen in the little incidence given to the regional aspects, which could bring the specificity of the knowledge production to be developed in the Amazon Region.
Keywords: Educação superior
Psicologia - Estudo e ensino
Psicologia - Currículo
Psicologia - Práticas medicalizantes
Universidade Federal do Pará
Projeto Político Pedagógico - Curso de Psicologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::FUNDAMENTOS E MEDIDAS DA PSICOLOGIA::HISTORIA, TEORIAS E SISTEMAS EM PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Educação (Doutorado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_DispositivoFormacaoPsicologia.pdf1,96 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons