Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://10.7.2.42:8080/jspui/handle/2011/9102
Tipo: Tese
Fecha de publicación : 2-jun-2015
Autor(es): CASSEB, Livia Medeiros Neves
Primer Orientador: VASCONCELOS, Pedro Fernando da Costa
Título : Imunopatologia experimental do vírus da raiva, com as variantes antigênicas 2 e 3
Otros títulos : Immunopathology of antigenic variants 2 and 3 of the rabies virus
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citación : CASSEB, Livia Medeiros Neves. Imunopatologia experimental do vírus da raiva, com as variantes antigênicas 2 e 3. 2015. 156 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
Resumen: A raiva é uma zoonose por ter como hospedeiros, reservatórios e transmissores, mamíferos silvestres ou domésticos, caracterizada por doença aguda, causada pelo vírus da raiva (RABV) que compromete o sistema nervoso central, caracterizando-se por encefalite, com prognóstico fatal em quase todos os casos, em qualquer espécie de mamíferos. O objetivo deste trabalho foi descrever achados patológicos e imunopatologia de diferentes cepas de vírus da raiva nos tecidos do sistema nervoso central (SNC) verificando a resposta imunologica celular e humoral durante infecção experimental de camundongos Mus musculus. Os animais foram inoculados experimentalmente com duas variantes antigênicas do RABV (VAg2 e VAg3), por diferentes vias de infecção, e um grupo controle. Os animais foram observados quanto ao desenvolvimento de sinais clínicos e sintomas, sendo coletados e eutanasiados seguindo uma cinética. Os tecidos foram fixados em formaldeído a 10%, incluídos em blocos de parafina, corados por hematoxilina-eosina para análise histopatológica, e marcados com anticorpos específicos para imunohistoquímica a fim de caracterizar e quantificar in situ a distribuição do antígeno e a resposta inflamatória. Antígenos do RABV foram encontrados no SNC de maneira difusa, mas principalmente nos neurônios. Foi observada supressão dos linfócitos TCD4+, com aumento dos linfócitos TCD8+. Observou-se apoptose importante, com morte de células da glia. Houve aumento de citocinas pro-inflamatórias (TNF-α, IFN-γ, IL-6, IL- 1β e IL-8), anti-inflamatórias (TGF-β e IL-4) e iNOS em ambas as variantes antigênicas do RABV, mas sem observação de um perfil TH17. Esta análise possibilitou caracterizar a raiva como uma meningoencefalite, por acometer os microambientes meningeal, perivascular e intraparenquimatoso. E o processo inflamatório foi verificado mesmo quando na presençaa de corpusculos de Negri, porém com menor intensidade.
Resumen : The rabies is considered a zoonosis due have as host, reservoirs and transmitters the domestic or wild mammals. It´s characterized in acute disease caused by rabies virus (RABV) that affects the central nervous system (CNS) characterized by encephalitis with fatal prognosis in almost all cases, in any mammalian species. The aim of this study was to describe pathological findings and immunopathology of different strains of rabies virus in the tissues of the central nervous system, checking cellular and humoral immune response during experimental infection of Mus musculus mice. The animals were inoculated with two antigenic variants of RABV (VAg2 and VAg3), by different routes of infection, and a control group. The animals were observed for development of clinical signs and symptoms, collected and euthanized following a kinetic. The tissues were fixed in formaldehyde 10%, embedded in paraffin, stained with hematoxylin-eosin for histopathological analysis and with specific antibodies for immunohistochemical to characterize and quantify in situ distribution of the antigen and the inflammatory response. RABV antigens were found in the CNS in a diffuse way, but mainly in neurons. It was observed suppression of CD4+ lymphocytes, with increase of CD8+ lymphocytes. It was observed significant apoptosis with glial cell death and an increase of proinflammatory cytokines (TNF-α, IFN-γ, IL-6, IL-1β and IL-8), anti-inflammatory (TGF-β and IL-4) and iNOS in both antigenic variants of RABV, but without observation of a TH17 profile. The analyses enable the characterization of rabies as meningoencephalitis, since it affects the meningeal, perivascular and intraparenchymal microenvironments. And the inflammatory process was observed even in the presence of inclusion bodies, but with less intensity.
Palabras clave : Zoonose
Imunologia
Rabies virus
Vírus da raiva (RABV)
Sistema nervoso central
Antígenos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Medicina Tropical
Programa: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Teses em Doenças Tropicais (Doutorado) - PPGDT/NMT

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Tese_ImunopatologiaExperimentalVirus.pdf28,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons