Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9108
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 2016
Authors: PINHEIRO, Helder Henrique Costa
First Advisor: QUARESMA, Juarez Antônio Simões
First Co-Advisor: ARAÚJO, Marizeli Viana de Aragão
Title: Análise de série temporal da hanseníase no estado do Pará
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: PINHEIRO, Helder Henrique Costa. Análise de série temporal da hanseníase no estado do Pará. 2016. 93 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
Resumo: Objetivo: analisar uma série temporal de detecção de casos novos de Hanseníase no Estado do Pará, verificando as tendências epidemiológicas de acordo com as variáveis de observação da doença. Metodologia: delineamento observacional ecológico de série histórica de detecção de casos de Hanseníase no Estado do Pará com uso de dados secundários do Sistema Nacional de Agravos de Notificação. Foram calculados os coeficientes de detecção da Hanseníase geral e pelas variáveis em estudos e estimadas as tendências das séries temporais. Os dados do Estado do Pará foram comparados aos Estados do Estado do Mato Grosso e do Rio Grande do Sul. Resultados: o coeficiente de detecção no Pará, em 2014, foi de 4,84 por 10.000 habitantes, com 32.177 casos detectados no período de 2008 a 2014, sendo estimado uma tendência de crescimento anual de -12,71%. A proporção em menores de 15 anos de idade foi de 10,4%, sendo a maior do Brasil. Maior frequência de casos Multibacilares (65,2%) na forma clínica Dimorfa (45,2%). Conclusão: a detecção de casos novos da Hanseníase é principalmente em homens adultos, de baixa escolaridade e residentes em áreas urbanas. A tendência de declínio na detecção de casos da doença é diferente da tendência estacionária no Estado do Mato Grosso. Entretanto, a tendência de casos da Hanseníase em crianças e adolescentes no Estado do Pará é estacionária.
Abstract: Objective: Analysing a time series of new cases detected of Leprosy in the State of Pará, checking epidemiological trends according to the observated variables of the disease. Methods: Ecological observational design of detection historical series of Leprosy cases with use of secondary data from the National Notifiable Diseases System. The detection rates and the general variables in studies and estimated the trends of the time series were calculated. The State of Pará data were compared to the States of Mato Grosso State and Rio Grande do Sul. Results: The detection rate in Pará in 2014 was 4,84 per 10.000 inhabitants, with 32.177 cases detected in the period 2008-2014, estimating a trend annual growth rate of -12.71%. The proportion of children under 15 years of age was 10.4%, the largest in Brazil. Higher frequency of MB cases (65,2%) and Borderline clinical form (45,2%) was deteceted. Conclusion: The detection of new cases of leprosy is mainly in adult men, poorly educated and living in urban areas. The downward trend in case detection of the disease is different from stationary trend in the State of Mato Grosso. However, the trend of leprosy cases in children and adolescents in the State of Pará is stationary.
Keywords: Doença infectocontagiosa
Epidemiologia
Saúde pública
Hanseníase
Estudo de Sériies Temporais
Pará - Estado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Medicina Tropical
Program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
Appears in Collections:Teses em Doenças Tropicais (Doutorado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AnaliseSerieTemporal.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons