Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9124
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2012
metadata.dc.creator: SILVA, Maria Izabel Leite da
metadata.dc.contributor.advisor1: MARTINS, Luisa Caricio
Title: Prevalência de Hepatite C em pacientes em terapia de substituição renal na cidade de Imperatriz – Maranhão
Citation: SILVA, Maria Izabel Leite da. Prevalência de Hepatite C em pacientes em terapia de substituição renal na cidade de Imperatriz – Maranhão. 2012. 64 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Imperatriz, 2012. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: A hepatite C é considerada um problema de saúde pública no Brasil e no mundo, com elevado risco de cronificação, além de complicações como adenocarcinoma hepatocelular e cirrose hepática. Os pacientes em hemodiálise têm elevado risco para infecção pelo vírus da hepatite C por motivos variados. Estudos apontam elevadas taxas de prevalência em unidades de diálise do mundo inteiro. No estado do Maranhão não há trabalhos que demonstrem o perfil do HCV na população de doentes renais crônicos. O principal objetivo deste estudo é avaliar a prevalência do vírus da Hepatite C nos pacientes submetidos a terapias de substituição renal na cidade de Imperatriz- Maranhão. Bem como, investigar os principais fatores de risco envolvidos na transmissão do HCV na população estudada. Trata-se de um estudo transversal, realizado na Clínica de Doenças Renais de Imperatriz, no período compreendido entre janeiro e dezembro de 2010. A população-alvo do estudo foi composta de 181 pacientes em terapia de substituição renal, hemodiálise ou diálise peritoneal. Foi utilizado um questionário elaborado para obtenção dos dados epidemiológicos e foi coletado amostra de sangue periférico, com o propósito de realizar a pesquisa para anticorpos anti-HCV e testes de Biologia Molecular para pesquisa de RNA viral e genotipagem. Os resultados demonstraram uma prevalência de 7,2% (13/181) para o HCV nos pacientes. Uma maior frequência do sexo masculino entre os portadores do HCV (92%). O fator de risco que se destacou foi o tempo de hemodiálise, onde 30,8% dos pacientes com mais de 15 anos de tratamento possuíam anticorpos contra o HCV e apresentaram alterações nos níveis de ALT. A prevalência da hepatite C foi elevada na unidade estudada. O tempo de tratamento dialítico foi considerado determinante para a positividade do vírus; o sexo masculino apresentou incidência mais elevada. Indivíduos com infecção crônica pelo HCV apresentaram níveis séricos de ALT mais elevados do que aqueles sem hepatite C crônica.
Abstract: Hepatitis C is considered a public health problem in Brazil and worldwide, with a high risk of becoming chronic, and complications such as hepatocellular carcinoma and liver cirrhosis. Patients on hemodialysis have a high risk for infection with hepatitis C for many reasons. Studies show high prevalence rates in dialysis units worldwide. In the state of Maranhao there´s no studies showing the profile of HCV in the population of patients with chronic renal failure. The main objective of this study is to evaluate the prevalence of hepatitis C in patients undergoing renal replacement therapy in the city of Imperatriz-Maranhao. As well as to investigate the main risk factors involved in transmission of HCV in this population. This is a cross-sectional study conducted at a clinic of kidney diseases, the period between January and December 2010. The target population for the study consisted of 181 patients on renal replacement therapy, hemodialysis or peritoneal dialysis. We used a questionnaire designed to obtain epidemiological data was collected peripheral blood sample, in order to perform the search for anti-HCV testing and molecular biology research and genotyping of viral RNA. The results showed a prevalence of 7.2% (13/181) in HCV patients. A higher frequency of males among patients with HCV (92%). The risk factor that stood out was the duration of hemodialysis, where 30.8% of patients over 15 years of treatment had antibodies against HCV and had abnormal ALT levels. The prevalence of Hepatitis C was high in the study unit. The duration of dialysis was considered crucial for the positivity of the virus, males had higher incidence. Individuals with chronic HCV infection had ALT levels higher than those without chronic hepatitis C infection.
Keywords: Doenças renais
Epidemiologia
Diálise
Hepatite C
Vírus HCV
Imperatriz - MA
Maranhão - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::NEFROLOGIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PrevalenciaHepatitePacientes.pdf1,64 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons