Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9246
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2012
metadata.dc.creator: SILVA, Lúcio André Martins da
metadata.dc.contributor.advisor1: ISHIKAWA, Edna Aoba Yassui
Title: Prevalência da co-infecção por Leishmania sp. em pacientes portadores de HIV/AIDS atendidos pelo Programa Municipal de DST/AIDS no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Imperatriz-MA
Citation: SILVA, Lúcio André Martins da. Prevalência da co-infecção por Leishmania sp. em pacientes portadores de HIV/AIDS atendidos pelo Programa Municipal de DST/AIDS no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Imperatriz-MA. 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Imperatriz, 2012. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: A co-infecção Leishmania-HIV-Aids é um sério problema de saúde pública em quase todo o mundo. No entanto, os casos de co-infecção ainda são subestimados, uma vez que, a leishmaniose não se constitui doença definidora de Aids. Foi realizado um estudo descritivo transversal de Dezembro de 2011 a Fevereiro de 2012, com o objetivo de investigar a prevalência da co-infecção HIV/Leishmania em pacientes atendidos pelo programa municipal de DST/aids no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Imperatriz-MA. A população de estudo foi constituída por 199 indivíduos. A coleta de dados foi feita por meio de um questionário para a obtenção de dados demográficos, socioeconômicos e epidemiológicos, bem como foi realizado exame de coleta de material biológico (sangue) de todos os pacientes para detecção da infecção por Leishmania sp., por meio de exames laboratoriais (contagem de CD4 e CD8) e pesquisa da PCR. Entre os pacientes observou-se similaridade entre a frequência dos gêneros, 49,2% masculino e 50,8% feminino, com média de idade de 40 anos. Foi observado que 61,8% possuem baixo nível de instrução e 69,3% possuem renda mensal de até um salário mínimo. 2,01% (4/199) dos pacientes analisados apresentaram co-infecção Leishmania/HIV. Sendo, destes, 3 que apresentaram infecção mista por Leishmania (V.) sp e Leishmania (L.) amazonensis, causadores de LTA e um paciente infectado por Leishmania (L.) chagasi, causador de LV. Na comparação dos fatores de risco, comorbidades e complicações entre os pacientes analisados observou-se que a malária foi o único fator que se mostrou significante em torno de 10,05%. Esse foi o primeiro estudo que investiga a coinfecção HIV Leishmaniana cidade de Imperatriz, Maranhão e a identificação de pacientes coinfectados foi de fundamental importância para o serviço que a partir de então poderá realizar o acompanhamento destes pacientes. Este estudo permitiu conhecer a magnitude da prevalência da co-infecção Leishmania/HIV. Assim, sugerimos que o teste anti-Leishmaniaseja realizado em todos os indivíduos com HIV/Aids, e que sejam incrementadas políticas públicas voltadas para essa problemática.
Abstract: The co-infection with Leishmania-HIV-AIDS is a serious public health problem in most of the world. However, cases of coinfection remain underestimated, since leishmaniasis is not AIDS-defining illness. It was conducted a cross-sectional survey from December 2011 to February 2012, with the objective to investigate the prevalence of co-infection HIV/Leishmania in patients enrolled in the cityprogram STD/AIDS in the Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Imperatriz-MA. The study population consisted of 199 individuals. Data collection was conducted through a questionnaire to obtain demographic, socioeconomic and epidemiological data, and it was also performed tests through collection of biological material (blood) of all patients for detection of infection with Leishmania sp., through laboratory tests (CD4 and CD8 counting) and PCR research. Among the patients it was observed similarity between the frequency of gender, 49.2% male and 50.8% female, with an average age of 40 years. It was observed that 61.8% have a low level of education and 69.3% have an income of up to minimum wage. 2.01% (4/199) of patients analyzed presented coinfection Leishmania/HIV. From these, 3 showed mixed infection with Leishmania (V.) sp and Leishmania (L.) amazonensis causing ATL, and one patient infected by Leishmania (L.) chagasi, causing VL. Comparing the risk factors, comorbidities and complications among patients analyzed it was observed that malaria was the only factor that proved significant at around 10.05%. This was the first study that investigates the Leishmania HIV coinfection in the city of Imperatriz, Maranhão and identification of coinfected patients was of fundamental importance to the service as from which will be able to then follow up these patients. This study provided the magnitude of the prevalence of co-infection Leishmania/HIV. Thus, we suggest that the anti-Leishmania test is performed on all subjects with HIV/AIDS, and are incremented public policies for this problem.
Keywords: Co-infecção
HIV/AIDS
Leishmania
Prevalência
Imperatriz - MA
Maranhão - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PrevalenciaCoinfeccaoLeishmania.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons