Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9255
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCOSTA, Maria Heliana Alencar da-
dc.date.accessioned2017-11-14T15:10:45Z-
dc.date.available2017-11-14T15:10:45Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.citationCOSTA, Maria Heliana Alencar da. Impacto na incidência de infecção relacionada a cateter vascular central após medidas de educação na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário João de Barros Barreto. 2007. 120 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9255-
dc.description.abstractCentral venous catheters are commonly employed in the management of critically ill patients in intensive care units (ICU). Primary bloodstream infections resulting from central venous catheterization (CVC-BSI) are a common cause of excess morbidity, mortality, and medicalcare costs associated in the ICU setting. Many strategies have been used to decrease the risk of CVC-BSI and educational initiatives aimed at improving CVC insertion and care has been demonstrated successful results. The purpose of the study was to determine the impact of an educational program targeted to specific points observed during CVC care practices on decreasing CVC-BSI rates in ICU setting. This was a preintervention and postintervention study. Barros Barreto Hospital is a 260-bed university urban teaching hospital located in Belém city, Pará, Brazil and its ICU is a 10-bed surgical-medical unit. In this ICU, reported CVC-BSI from January 2003 to December 2005 was 11.8 episodes of CVC-BSI per 1000 CVC-days. Between January 2006 and July 2007 this study was carried in this setting. An educational program based on CDC Guidelines for Prevention of Intravascular Catheter- Related Infection directed to nurses and physicians was developed by a multidisciplinary task force to highlight correct practices for CVC care. Posters concerning CVC-BSI pathogenesis and prevention, tips about importance of handwashing were available in the unit. BSI-CVC rates were monitored in the following 12-months period after educational intervention. Twenty episodes of catheter-associated bloodstream infections (11.8 per 1,000 catheter-days) occurred in the 36 months before the introduction of the education program. Following implementation of the intervention, the rate of catheter-associated bloodstream infection decreased to four episodes in 1667 catheter-days (2.4 per 1,000 catheter-days), a decrease of 78%. Behavior changes such as adherence to hand hygiene before manipulating CVC and CVC dressing was dramatically enhanced after the educational intervention (49.5% to 98.5% and 15.4% to 96.9%, respectively) [p < .0001]. A multiple approach included a focused educational strategy targeted to specific problems observed during a careful evaluation of CVC care practices, and policy changes can lead to decrease in the incidence of bloodstream infections associated to CVC. Educational programs directed to healthcare professionals may lead to decrease in cost, morbidity, and mortality associated to healthcare-related infections.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMedicina preventivapt_BR
dc.subjectInfecção hospitalarpt_BR
dc.subjectCateter vascular centralpt_BR
dc.subjectUnidade de tratamento intensivopt_BR
dc.subjectHospital Universitário João de Barros Barretopt_BR
dc.subjectPrograma de Educaçãopt_BR
dc.titleImpacto na incidência de infecção relacionada a cateter vascular central após medidas de educação na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário João de Barros Barretopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNúcleo de Medicina Tropicalpt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::MEDICINA PREVENTIVApt_BR
dc.contributor.advisor1SOUSA, Rita Catarina Medeiros-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3560941703812539pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6796680113038231pt_BR
dc.description.resumoCateteres vasculares são indispensáveis na prática médica, mas são fatores de complicações sistêmicas, sendo que 90% estão relacionadas à utilização de CVC e são freqüentes causas de morbidade e mortalidade em UTI. Dentre as medidas de prevenção para a infecção da corrente sanguínea associadas à CVC, programas de educação são recomendados pelo Centers for Diseases Control and Prevention (CDC), como estratégia para a redução da incidência destas infecções. Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência do Programa de Educação direcionada a medidas preventivas de inserção e manipulação de cateter vascular central na incidência de infecção associada a esse dispositivo. O estudo foi prospectivo com etapas pré e pós intervenção, conduzido na UTI do Hospital Universitário João de Barros Barreto, Belém do Pará, que dispõe de 260 leitos com 10 leitos de terapia intensiva. Nesta UTI a taxa de infecção de corrente sanguínea no período de 2003 a 2005 era de 11,8 episódios por 1000 CVC-dia. O estudo foi realizado no período de janeiro de 2006 a agosto de 2007, com a intervenção realizada em julho de 2006. A intervenção consistiu de um Programa de Educação, tendo como base o protocolo de Diretrizes para Prevenção de Infecção Associada a Cateter Vascular com base nas recomendações do CDC contidas no Guidelines for Prevention of Intravascular Catheter- Related Infection e reforçada com material ilustrativo fixados em lugares estratégicos dentro da UTI. O Programa de Educação foi aplicado a todos os profissionais, responsáveis pela inserção, manipulação e curativo de CVC. Taxas de infecções associadas à CVC foram monitoradas no período de 12 meses, agosto de 2006 a julho de 2007, após a intervenção educacional. Vinte infecções associadas à CVC ocorreram no período comparativo (11,8 episódios por 1000 CVC/dia) comparada às quatro infecções ocorridas nos 12 meses após a intervenção (2,4 episódios por 1000 CVC/dia) o que correspondeu a uma redução de 78% na incidência destas infecções. A adesão a higienização das mãos antes dos cuidados de manipulação e curativo do CVC teve uma melhoria significativa (49.5% para 98.5% e 15.4% para 96.9%, respectivamente) [p < .0001]. Um programa educacional envolvendo vários profissionais direcionado a medidas preventivas para melhorar práticas inadequadas observadas durante uma avaliação cuidadosa dos cuidados com CVC pode levar a redução da incidência de infecções associadas a estes dispositivos. Programas de educação voltados a profissionais de saúde podem ter um impacto positivo e levarem a uma redução nos custos, morbidade e mortalidade associados às infecções relacionadas aos cuidados de saúde.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Doenças Tropicaispt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ImpactoIncidenciaInfeccao.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons