Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9520
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 29-Jan-2016
metadata.dc.creator: LAMEIRA, Wanja Janayna de Miranda
metadata.dc.contributor.advisor1: VIEIRA, Ima Célia Guimarães
metadata.dc.contributor.advisor-co1: TOLEDO, Peter Mann de
Title: Análise e modelagem do dendezeiro (Elaeis guineenses Jacq.) no nordeste do Pará e implicações para o planejamento de territórios sustentáveis
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: LAMEIRA, Wanja Janayna de Miranda. Análise e modelagem do dendezeiro (Elaeis guineenses Jacq.) no nordeste do Pará e implicações para o planejamento de territórios sustentáveis. Orientadora: Ima Célia Guimarães Vieira. 2016. 112 f. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9520. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A política nacional dos biocombustíveis se propõe a mitigar os processos de mudanças climáticas mediante a redução das emissões de CO2, usufruir do mercado de Carbono, reduzir o desmatamento e promover a inclusão social, principalmente na área rural. Na Amazônia esta mobilização é pela palma de óleo (dendezeiro) por apresentar as melhores condições edafoclimáticas para esta cultura e dispor de uma grande quantidade de áreas consideradas “degradadas”, prioritárias para a implantação desta atividade. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar as condições de desenvolvimento do polo do dendezeiro no Pará, mediante o uso de indicadores de sustentabilidade, o apoio do Geoprocessamento e a formulação de modelos de mudanças de uso da terra, com vistas a auxiliar no planejamento de territórios sustentáveis. Trata-se de uma pesquisa interdisciplinar que utilizou metodologias complementares para abordar as dimensões ambientais e sociais da sustentabilidade do território. Os resultados mostram que: (i) há diferenças nos índices de desenvolvimento nos municípios de Acará, Cametá, Concórdia do Pará, Igarapé-Açu, Moju, Tailândia e Tomé-Açu, no polo do dendê do Estado do Pará, os quais, sem possuir dinamismo suficiente, permanecem na condição de cidades locais; (ii) houve, de 2008 a 2013, um aumento de aproximadamente 82% (de 80.272 ha para 146.611 ha) das áreas de dendezeiros, sendo a localização preferencial destes monocultivos às imediações da região metropolitana de Belém e nos municípios de Moju, Tailândia, Acará e Tomé-Açu; (iii) os trinta e sete municípios do polo do dendê apresentam condições de desenvolvimento entre o regular e o estágio crítico e que, nesta etapa do programa do biodiesel, mais de 60% das empresas ligadas a dendeicultura foram implantadas em áreas com boas condições socioeconômicas, parecendo uma contradição já que uma das metas do programa é reduzir as desigualdades no meio rural (capitalizar a agricultura familiar); (iv) haverá um aumento de cerca de 2.110 km² de dendezeiros em 2025, não chegando a preocupar posto que não representa 5% do polo do dendê, mas a questão a ser levantada é onde ocorrerão as mudanças e em que condições. Esse conjunto de resultados é útil para o planejamento territorial a partir de um amplo debate sobre o desenvolvimento sustentável em todos os aspectos (social, econômico e ambiental). Territórios Sustentáveis para a dendeicultura pressupõem um conjunto de ações gerenciadas de forma integrada, capazes de favorecer a expansão de tais cultivos na região, sem comprometer a conservação da biodiversidade, os processos ecológicos e a melhoria nas condições socioeconômicas. Para que a expansão da palma de óleo seja conduzida para um cenário de sustentabilidade, deve ser criado um ambiente institucional favorável à melhor governança, possibilitando identificar as fragilidades e potencialidades de cada região como estratégia para solucionar os descompassos do desenvolvimento existentes no polo do dendê. Pelo observado até o momento, parece que ainda é necessário percorrer um longo caminho para que a expansão sustentável do dendezeiro ocorra no Estado do Pará.
Abstract: The national policy of biofuels to propose mitigate climate change by reducing CO2 emissions, make use of the carbon market, reduce deforestation and promote socialinclusion, especially in rural areas. In Amazon area this mobilization for palm oil (dendezeiro) is justified by presenting the best soil and climate conditions for this crop and have a huge amount of areas considered "degraded" which are priority for expansion of this crop. The objective of this study was to analyze the conditions of development of the palm oil area ("polo do dendezeiro") in Pará state, through the use of sustainability indicators, the support of GIS tools and the formulation of models of land use change, in order to assist in planning sustainable territories. It is an interdisciplinary research that used complementary methodologies to address the environmental and social dimensions of sustainability of the territory. The results show that: (i) there are differences in levels of development of the municipalities of Acará, Cametá, Concórdia do Pará, Igarapé-Açu, Moju Tailândia and Tomé-Açu in the "polo do dendê". Those municipalities without having sufficient conditions to promote their development, still remain as local and isolated towns; (ii) there was, from 2008 to 2013, an increase of approximately 80,272 ha to 146,611 ha (respectively) in the areas of oil palm, being the preferred location of these monocultures to the metropolitan area of Belém and in Moju Tailândia, Acará and Tomé –Açu munipalities; (iii) the most of thirty-seven municipalities in the "polo do dendê" have development conditions between regular and critical levels that are related to low economic diversification and social and environmental grievances accumulated with the development proposals that disregarded the particular region; (iv) there will be an increase of about 2.110km² oil palm in 2025 if it continues this trend of expansion, not getting worried since it does not represent 5% polo palm oil, but the question to be raised is where occur the changes and under what conditions. This results is useful for territorial planning from a broad debate on sustainable development in all aspects (social, economic and environmental). Territories for palm oil involves a set of actions managed in an integrated approach, able to promote the development of such crop in the region, without compromising conservation of biodiversity efforts, maintaining the ecological processes and improving the socioeconomic conditions. It seems that it is still necessary to go a long way for the sustainable expansion of oil palm occurs in the state of Pará.
Keywords: Dendê - Cultivo - Amazônia
Sustentabilidade - Amazônia
Engenharia Geotécnica - Amazônia
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: CLIMA E DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ECOSSISTEMAS AMAZÔNICOS E DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
MPEG
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Ciências Ambientais (Doutorado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AnaliseModelagemDendezeiro.pdf12,76 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons