Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9587
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Mar-2001
metadata.dc.creator: AZEVEDO, Eliel Nina de
OLIVEIRA-FILHO, Ricardo Martins de
SIMÕES, Manuel de Jesus
KULAY JÚNIOR, Luiz
SANTOS, Alexandra Silva
Title: Efeitos do uso crônico do tramadol sobre a prenhez da rata albina
Other Titles: Effects of chronic use of tramadol on pregnant albino rats
Citation: SANTOS, Alexandra Silva et al. Efeitos do uso crônico do tramadol sobre a prenhez da rata albina. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2, p. 113-117, mar. 2001. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9587>. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Objetivos: analisar os efeitos do cloridrato de tramadol sobre o binômio materno-fetal da rata albina. Métodos: foram constituídos 5 grupos de 10 ratas prenhes tratadas, desde o 1o até o 20o dia de prenhez, da seguinte forma: GI = controles intactas; GII = controles que receberam 0,5 ml de água destilada (veículo do fármaco), 1 vez ao dia, por gavagem; GIII, GIV e GV = grupos que receberam respectivamente 6,7, 20,1 e 45,6 mg/kg por dia de cloridrato de tramadol dissolvidos em água destilada, uma vez ao dia, por gavagem, sempre em volume de 0,5 ml. O ganho de peso durante a gestação foi acompanhado por pesagens no dia 0 e nos dias 7o, 14o e 20o da prenhez. Após sacrifício por depressão respiratória com éter anestésico, quantificou-se o número de implantações, de reabsorções, de fetos, de placentas, de malformações maiores, de mortalidade materna e fetal e os pesos dos fetos e das placentas. Resultados: O ganho de peso corporal materno durante a gestação foi significativamente afetado pelo tramadol, e o efeito foi mais evidente nos grupos IV e V (reduções médias de 41 e 56% no ganho de peso, respectivamente). No grupo III, o ganho foi mais afetado aos 7 e 14 dias (33% em média) do que aos 20 dias de gestação (19%). O tratamento com o fármaco afetou significativamente, e de forma dose-dependente, os seguintes parâmetros: peso individual dos fetos (GV = -39,2%), peso da ninhada (GIV = -51,7%; GV = -44,2%), número de placentas (GIV = -28,4%; GV = ¾11,6%), peso individual das placentas (GV = -10%) e peso do conjunto das placentas (GIV = -28,4%; GV = -16,8%). Apesar de ter havido aumento do número de reabsorções e de natimortos nos grupos tratados, os dados não foram significativamente diferentes dos controles. Conclusões: O tramadol tem definidos efeitos deletérios sobre a prenhez da rata albina, afetando não só a matriz como também o concepto. Os efeitos foram, de modo geral, mais expressivos aos 14 do que aos 20 dias de prenhez, sugerindo a fase organogênica do concepto como mais susceptível à ação do tramadol do que as fases inicial (embriogênica) e final (termo). Os resultados chamam ainda a atenção para os cuidados a serem observados quanto ao uso deste opióide na gravidez.
Keywords: Drogas na gravidez
Peso fetal
Analgésicos - Prenhez
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Series/Report no.: Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia
ISSN: 1806-9339
0100-7203
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v23n2/11375.pdf
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032001000200009
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_EfeitosUsoCronico.pdf219,92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons