Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9919
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 2-Jul-1999
Authors: MESSIAS JÚNIOR, Nazário de Souza
First Advisor: GOMES, Laurecir
Title: Aspectos bioquímicos e morfológicos da matriz extracelular das cartilagens septal e alares do nariz suíno
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: MESSIAS JÚNIOR, Nazário de Souza. Aspectos bioquímicos e morfológicos da matriz extracelular das cartilagens septal e alares do nariz suíno. 1999. 84 f. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas,1999. Programa de Pós-Graduação em Ciências. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9919>. Acesso em:.
Resumo: Este trabalho teve por objetivo caracterizar alguns aspectos dos componentes da matriz extracelular de duas cartilagens do nariz suíno, as alares e a septal, além disso caracterizar a organização histológica e alguns aspectos histoquimicos. Para extração de componentes da matriz foi utilizado o agente caotrópico Gu-HCL O glicosaminoglicano predominante para as duas cartilagens é o condroitim sulfato. Após ultracentriíugação dos extratos a fração D4 das duas cartilagens foi fracionada em DEAE-Sephacel usando gradiente de NaCl. A análise em SDS-PAGE, para as duas cartilagens mostrou semelhanças com a presença de fibromodulim, decorim e proteínas de ligação. Somente a cartilagem septal apresentou o componente de 115 kDa que possivelmente aparece como subunidadesde30kDaapósaaçãodeagenteredutor. Para a determinação das populações de glicosaminoglicanos foi utilizado fracionamento com Sephadex G-75, seguida de análise em PAGE-Barbital. As duas cartilagens apresentaram uma população fortemente polidispersa. As populações de proteoglicanos foram analisadas após fracionamento em Sepharose CL-6B seguida de análise das amostras em gel agarosepoliacrilamida. As duas cartilagens apresentam uma população fortemente polidispersa, sendo que a septal é menos uniformemente polidispersa que a alar. O fracionamento de AD2 em DEAE-Sephacel, e a análise em SDS-PAGE e agarose-poliacrilamida, mostraram a presença dos pequenos proteoglicanos biglicam e decorim provavelmente associados aos grandes proteoglicanos. A cartilagem septal apresenta os condrócitos grosseiramente enfileirados acompanhando o eixo maior da cartilagem, enquanto em alar os condrocitos estão dispostos caracteristicamente em grupos isógenos. Para a histoquímica utilizou-se Xylidine Ponceau para proteínas totais, Picrosirius-Hematoxilina para colágeno. Azul de Toluidina para glicosaminoglicanos totais e Azul de Alcian em pH 2,5 e 1,0 para glicosaminoglicanos sulfatados e carboxilados. Os glicosaminoglicanos totais estão mais evidenciados na matriz territorial ao passo que as proteínas totais são mais evidenciadas na matriz interterritorial. O colágeno em cartilagem septal está grosseiramente organizado acompanhando o eixo longitudinal da peça entre as fileiras de condrócitos.
Abstract: The objective of the present study was to characterize some aspects of the extracellular matrix components of the alar and septal cartilage of the nose of swine and to examine the histological and histochemical aspects of the two types of cartilage. The kaotropic agent Gu-HCl was used to extract the matrix components. The predominant glycosaminoglycan in the two caitilages was chondroitin sulfate. After ultracentrifugation, the D4 fraction of the septal and alar cartilages was fractioned on DEAE-Sephacel using na NaCl gradient. SDS-PAGE analysiys showed similarities between the two cartilages, with the presence of fíbromodulin, decorin and binding proteins. Only the septal cartilage presented the 115 kDa component, which possibly appears as 30 kDa subunits after the action of the reducing agent. The glycosaminoglycan populations were determined by fractionation on Sepharose CL-6B followed by analysis of the samples on the agarosepolyacrilamide gel. The two cartilages presented a strongly polydispersed population, which was less uniformly polydispersed in the septal than in the alar cartilage. AD2 fractionation on DEAE-Sephacel and sample analysis by SDS-PAGE and agarosepolyacrylamide electrophoresis showed the presence of the small proteoglycans biglycan and decorin, possible associated with the large proteoglycans. The septal cartilage presents chondrocytes roughly arranged in rows accompanyng the widest axis of the cartilage, whereas the alar cartilage presents chondrocytes characteristically arranged in isogenic groups. Histhochemistry was performed usisng Xylidine Ponceau for total proteins, Picrosirius-Hematoxylin for collagen, Toluidine Blue for total glycosaminoglycans. And alcian blues, pH 2.5 and pH 1.0, for sulfated and carboxylated glycosaminoglycans. Total glycosaminoglycans are more cleary visible in the territorial matrix, whereas total proteins are more cleary visible in the interterritorial matrix. The collagen of the septal cartilage is roughly organized along the longitudinal axis of the specimens between the chondrocytes rows.
Keywords: Suíno
Cartilagem
Histologia
Matrix extracelular
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::HISTOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICA::QUIMICA DE MACROMOLECULAS
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
Country: Brasil
Publisher: Universidade Estadual de Campinas
Institution Acronym: UNICAMP
Department: Instituto de Biologia – IB/UNICAMP
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal – PPGBA/UNICAMP
metadata.dc.source.uri: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317663
Appears in Collections:Teses em Biologia Celular e Estrutural (Doutorado) - PPGBCE/UNICAMP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AspectosBioquimicosMorfologicos.pdf2.1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons