Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10203
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: 27-Jul-2015
metadata.dc.creator: COELHO, Wilma de Nazaré Baía
COELHO, Mauro Cezar
metadata.dc.description.affiliation: COELHO, W. N. B. Dra. Docente da Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Faculdade de História
COELHO, M. C. Dr. Docente da Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Faculdade de História
Title: Preconceito e discriminação para além das salas de aula: sociabilidades e cultura juvenil no ambiente escolar
Other Titles: Prejudice and discrimination beyond the classroom: sociability and Youth culture in the school environment
Citation: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; COELHO, Mauro Cezar. Preconceito e discriminação para além das salas de aula: sociabilidades e cultura juvenil no ambiente escolar. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, n. 62, p. 32-53, dez. 2015. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i62p32-53>. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O presente artigo analisa as sociabilidades juvenis engendradas e vividas no ambiente escolar. Por meio delas, problematizamos o modo pelo qual a cultura juvenil se relaciona com a Escola e, também, como elas lidam com o preconceito e a discriminação. Argumentamos, nesse sentido, que a Escola constitui um importante espaço de sociabilidade na cultura juvenil. É nela que parte significativa das relações sociais se efetiva. Não obstante, essa dimensão importantíssima do processo de formação não é objeto de intervenção pedagógica. As sociabilidades observadas incorporam um significativo componente discriminatório, sustentado em preconceitos de cor, raça, gênero e confissão religiosa. Exercidas nas salas de aula, nos corredores, pátios e quadras escolares, elas não constituem objeto de ação educativa, senão em casos limites, sujeitos à punição.
Abstract: This article analyzes the engendered and lived youth sociabilities in the school environment. Through them, we question the way in which youth culture is related to the school and also how they deal with prejudice and discrimination. We argue that the school is an important space for sociability in youth culture. It is where significant part of social relations takes place. Nevertheless, this important dimension of the formation process is not an object of pedagogical intervention. The perceived sociabilities incorporate a meaningful discriminatory constituent based on color, race, gender and religious affiliation prejudice. Practiced in classrooms, hallways, courtyards and school courts, they are not object of educational action but in borderline cases, subject to punishment.
Keywords: Cultura Juvenil
Sociabilidades
Preconceito
Discriminação
Docência
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Series/Report no.: Revista do Instituto de Estudos Brasileiros
ISSN: 0020-3874
2316-901X
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0020-38742015000300032&lng=pt&nrm=iso#aff1
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i62p32-53
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAHIS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_PreconceitoDiscriminacaoAlem.pdf428,83 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons