Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11210
Tipo: Tese
Fecha de publicación : 28-feb-2018
Autor(es): SILVA, Leonardo Castro da
metadata.dc.description.affiliation: UFPA - Universidade Federal do Pará
Primer Orientador: HOLANDA, Sílvio Augusto de Oliveira
Título : O prazer estético diante das atrocidades narradas por Erich Remarque e Guimarães Rosa
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citación : SILVA, Leonardo Castro da. O prazer estético diante das atrocidades narradas por Erich Remarque e Guimarães Rosa. 2018. 226 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em Letras. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11210. Acesso em:.
Resumen: A presente tese elege como corpora o romance Nada de novo no front (1929) de Erich Maria Remarque (1898-1970) e as crônicas “O mau humor de Wotan”, “A velha” e “A senhora dos segredos” presentes em Ave, palavra (1970) de Guimarães Rosa (1908-1967). Pensando-se no romance alemão, cuja temática gira em torno da Primeira Guerra Mundial e nos textos rosianos moldados pelo contexto da Segunda Guerra Mundial, propõe-se aplicar os teóricos Márcio Seligmann-Silva (1964) em O local da diferença (2005), Zygmunt Bauman (1925) em Modernidade e Holocausto (1998) e Hannah Arendt em (1906-1975) Eichmann em Jerusalém (1963) e Origens do Totalitarismo (1951) para se discutir o corpora em diferentes perspectivas sobre a guerra, visando a compreender como os textos literários podem contribuir ou até causar tensões para a teoria. A perspectiva central do trabalho será o manejo do corpora sob a teoria da Estética da Recepção de Hans Robert Jauss (1921-1997) e da Hermenêutica definida por Benedito Nunes (1929-2011) em Hermenêutica e poesia (1999) bem como o diálogo do teórico alemão com seu mestre Hans Georg Gadamer (1900-2002) e Martin Heidegger (1889-1976), pensando na historicidade transcendental e na temporalidade do ser. Na ótica das teorias acerca da guerra o texto do teórico brasileiro assumirá dois momentos dentro do trabalho, sendo o primeiro de aplicação dos fundamentos psicanalíticos do trauma, choque, neurose de guerra, entre outros, enquanto que o segundo será de questionamento de O local da diferença sobre sua proposta da sobreposição do ético sobre o estético. Em relação ao sociólogo polonês além do manejo das obras literárias sob sua concepção, abordar-se-á como, por meio da estética de Nada de novo no front, já é possível se apontar elementos capazes de fazer com que o homem já se possa perguntar pela lição razão versus emoção que, para Bauman, é somente perceptível no Holocausto, porém, ao se aproximar Remarque e Guimarães, observar-se-á que, por meio de elementos estéticos, obviamente diferentes da sociologia, se pode inverter tal noção, ou seja, fica mais notória a relação razão versus emoção no romance alemão do que nas crônicas rosianas. Tratando da pensadora alemã examinar-se-á como a obra Nada de novo no front oferece imagens analisáveis pela teoria de Arendt, assim como também mostra personagens complexos que se deixam banalizar pelo mal, depois pensar e julgar por si mesmos, questionando o poder do Estado e, por último, se tornarem novamente indiferentes com o outro. Examinando-se o corpora segundo a concepção jaussiana e a Hermenêutica, levando-se em consideração as premissas teóricas acerca da guerra mostrar-se-á como o leitor atual pode ter uma experiência estética de prazer diante do terror infligido ao homem no século XX e como o contexto do Holocausto pode ser interpretado como uma violência mais branda do que se mostra na mídia e nas teorias acerca da guerra, já que o receptor terá um primeiro contato com a Primeira Guerra Mundial mediante o romance remarqueano.
Resumen : This dissertation selects as corpora the novel All Quiet on the Western Front (1929) by Erich Maria Remarque (1898-1970) and the chronicles “O mau humor de Wotan”, “A velha”, and “A senhora dos segredos” in Ave, palavra (1970) by Guimarães Rosa (1908-1967). For the reading of the German novel whose subject revolves around the First World War, and the rosianos texts molded by the context of the Second World War, it is proposed to apply the theorists Márcio Seligmann-Silva (1964) in O local da diferença (2005), Zygmunt Bauman (1925) in Modernity and the Holocaust (1998), and Hannah Arendt on Eichmann in Jerusalem (1906-1975) (1963), and The Origins of Totalitarianism (1951). It aims to discuss the corpora from different perspectives on the war in order to understand how literary narratives can contribute or even cause tensions for theory. The central approach of this thesis is the examination of the corpora under the reception-aesthetic method formulated by Hans Robert Jauss (1921-1997), and the Hermeneutic defined by Benedito Nunes (1929-2011) in Hermenêutica e poesia (1999), as well as the German theorist dialogues with his master Hans Georg Gadamer (1900-2002) and Martin Heidegger (1889-1976). Thereby, it focuses attention on the transcendental historicity and the state of being. According to the theories about the war from the Brazilian theorist, it will elapse two moments in this research, the first will be the application of the psychoanalytic principles of trauma, shock, war neurosis, among others, while the second will be the questioning of the location of the difference on its proposal of overlap of the ethical over the aesthetic. In relation to the Polish sociologist, beyond the treatment of these literary works under his understanding, we will consider through the aesthetics of All Quiet on the Western Front the possibility of point out elements that can lead to ask for the lesson of reason against emotion, which according to Bauman is only noticeable in the Holocaust. However, bringing closer Remarque and Guimarães, it will be observed by means of aesthetic elements, obviously different from sociology, that this notion can be reversed to show that the most notorious relation between reason against emotion is in the German novel than in rosianas chronicles. In the case of the German thinker, it will examine how the novel All Quiet on the Western Front offers analyzable images by the theory of Arendt, as well as shows complex characters that consent to trivialize evil, after think and judge questioning the power of the State and, at last, becoming indifferent to each other again. By examining the corpus according to the conception of Jauss and Hermeneutic studies, taking into consideration the theoretical premises about the war, this thesis will show how the current reader can have an aesthetic experience of pleasure in face of the terror inflicted by the man in the 20th century. Therefore the context of the Holocaust it can be interpreted as a violence more moderate than shown in the mainstream media and in the theories about the war, since the receiver will have a first contact with the First World War by the remarqueano novel.
Palabras clave : REMARQUE, Erich-Crítica e interpretação
Rosa, Guimarães - Crítica e interpretação
Literatura - História e crítica
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: ESTUDOS LITERÁRIOS
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: LITERATURA: INTERPRETAÇÃO, CIRCULAÇÃO E RECEPÇÃO
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Letras e Comunicação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Aparece en las colecciones: Teses em Letras (Doutorado) - PPGL/ILC

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Tese_PrazerEsteticoDiante.pdf1,36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons