Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/13414
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Jun-2021
Autor(es): BRITO, Adilson Junior Ishihara
Afiliação do(s) Autor(es): UFPA - Universidade Federal do Pará
Título: Identidade fraturada: O desmemoriamento da "Adesão do Pará" no ensino de história
Título(s) alternativo(s): Fractured indentity. the dismemberment of “Adhesion of Pará” in history teaching
Citar como: BRITO, Adilson J. I. Identidade fraturada: O desmemoriamento da "Adesão do Pará" no ensino de história. História & Ensino, Londrina, v. 7, n. 1, ja./jun. 2021. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/13414. Acesso em:.
Resumo: Parece relativamente assente que uma das raízes do conhecimento histórico escolar está relacionada ao comprometimento intelectual com a edificação da Nação, a partir da construção da memória e identidade coletivas. Como disciplina de formação básica pública, a História deveria comemorar a “história nacional”, e os seus desdobramentos regionais e locais, através do incentivo à aprendizagem genealógica de um passado comum. Esse quadro tem sofrido grandes mudanças na atualidade. A história ensinada na Escola tem se distanciado desse historicismo nacionalista, na qual a formação básica pouco contempla a aprendizagem significativa da história, levando a processos de desmemoriamento e despertencimento de bens identitários nacionais, regionais e locais entre os agentes da Educação no espaço escolar. Este artigo pretende adentrar nessa discussão, a partir da investigação sobre as “fraturas” nas experiências de ensino e aprendizagem de um processo histórico regional específico, a “Adesão do Pará à Independência do Brasil”, no cotidiano de uma escola pública de ensino médio da periferia do município de Ananindeua-PA, na Amazônia brasileira.
Abstract: It seems relatively settled that one of the roots of the school historical knowledge is related to the intellectual commitment with the edification of the Nation, from the construction of collective memory and identity. As a discipline of basic public formation, History should commemorate national history, and its regional and local developments, by encouraging the genealogical learning of a common past. This picture has undergone great changes in the present time. The History taught in the High School has distanced itself from this genealogical function, in which the basic formation does not include the significant learning of history, leading to processes of dismemberment and unawareness of national, regional and local identity goods among educations agents in the school space. This article intends to enter into this discussion, about “fractures” in teaching and learning experiences of a specific regional historical process, the "Adherence of Pará to Brazil’s Independence", in the daily life of a public High School in the outskirts of the municipality of Ananindeua-PA, in the brazilian Amazon.
Palavras-chave: Ensino de história
Educação básica
Ensino médio
Adesão do Pará
History teaching
Basic education
High school
Adherence of Pará
Título do Periódico: História & Ensino
ISSN: 2238-3018
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Londrina
Sigla da Instituição: UEL
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte URI: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/histensino/issue/view/1695
Identificador DOI: DOI: 10.5433/2238-3018.2021v27n1p93
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - CANAN

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_ IdentidadeFraturadaDesmemoriamento.pdf310,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons