Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2879
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorNEVES, Maria Janete Bastos das-
dc.date.accessioned2012-08-01T17:12:08Z-
dc.date.available2012-08-01T17:12:08Z-
dc.date.issued2011-04-01-
dc.identifier.citationNEVES, Maria Janete Bastos das. A comunicação em Matemática na sala de aula: obstáculos de natureza metodológica na educação de alunos surdos. 2011. 131 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2879-
dc.description.abstractThe fundamental premise of this research is to analyze teaching situations in mathematics with the content of multiplicative problems classified based on Huete and Bravo (2006) through the practice of teachers (both deaf and hearing) with deaf students, searching for indicatives of methodological obstacles that may be present in the process of mathematical communication in teaching situations involving these subjects. As a guiding for the research, we used a theoretical reference that supports the teaching-learning process for deaf children with specific emphasis on the teaching of mathematics which has “LIBRAS” (Brazilian Sign Language) as its the vehicle driving force, we tried to raise some reflections about what conditions must sustain teaching. The research is an exploratory descriptive and was conducted in a Specialized Unit in deaf education. The records were made by filming. Data were analyzed from the perspective of the didactic and pedagogic elements present in the moves of its subjects and that contributed to the obstacles or to the success of the teaching-learning process of content involved. From our analysis, we concluded that the teaching of mathematics to deaf ones requires some skills from the professional involved, namely: a broad mastery of “LIBRAS”, Mathematics, Portuguese and specific teaching strategies.pt_BR
dc.description.sponsorshipSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educação-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectSurdezpt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectComunicação manualpt_BR
dc.subjectLíngua Brasileira de Sinaispt_BR
dc.subjectPrática de ensinopt_BR
dc.subjectEstudo e ensinopt_BR
dc.subjectMatemáticapt_BR
dc.titleA comunicação em Matemática na sala de aula: obstáculos de natureza metodológica na educação de alunos surdospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Educação Matemática e Científica-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO ESPECIAL-
dc.contributor.advisor1SILVA, Francisco Hermes Santos da-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3912906225739008-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5888206335752170-
dc.description.resumoA pesquisa tem como premissa fundamental analisar situações de ensino de matemática com o conteúdo de problemas multiplicativos classificados com base em Huete e Bravo (2006) mediante a prática docente de professores (surdos e ouvintes) com alunos surdos, buscando indicativos de obstáculos metodológicos que podem estar presentes no processo de comunicação matemática em situações de ensino envolvendo estes sujeitos. Como eixo norteador da pesquisa, buscamos um referencial teórico que embasa o processo de ensino e aprendizagem para surdos com ênfase na especificidade do ensino de matemática que tem como veículo propulsionador a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), procuramos suscitar reflexões acerca de quais condições devem sustentar este ensino. A pesquisa é de natureza exploratória descritiva e foi realizada em uma Unidade Especializada na educação de surdos. Os registros foram feitos através de filmagens. Os dados foram analisados a partir da perspectiva dos elementos didáticos e pedagógicos, presentes nas ações dos sujeitos de pesquisa e que contribuíram para a obstaculização ou sucesso do ensino e aprendizagem do conteúdo envolvido. A partir de nossas análises podemos considerar que o ensino de matemática para surdos exige do profissional envolvido competências que passam por um amplo domínio de LIBRAS, Matemática, Língua Portuguesa e estratégias de ensino específicas.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas-
dc.description.affiliationSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educaçãopt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Educação em Ciências e Matemáticas (Mestrado) - PPGECM/IEMCI

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComunicacaoMatematicaSala.pdf884,79 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons