Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3665
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Jun-2011
metadata.dc.creator: OHASHI, Amanda Sayuri Cardoso
NASCIMENTO, Karen Costa Guedes do
NORMANDO, Antonio David Corrêa
Title: Análise da correlação entre a angulação (mesiodistal) dos caninos e a inclinação (vestibulolingual) dos incisivos
Other Titles: Analysis of the correlation between mesiodistal angulation of canines and labiolingual inclination of incisors
Citation: OHASHI, Amanda Sayuri Cardoso; NASCIMENTO, Karen Costa Guedes do; NORMANDO, David. Análise da correlação entre a angulação (mesiodistal) dos caninos e a inclinação (vestibulolingual) dos incisivos. Dental Press Journal of Orthodontics, Maringá, v. 16, n. 3, p. 79-86, maio/jun. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/dpjo/v16n3/a10v16n3.pdf>; <http://www.scielo.br/pdf/dpjo/v16n3/en_a10v16n3.pdf>. Acesso em: 09 abr. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S2176-94512011000300010>.
metadata.dc.description.resumo: OBJETIVO: avaliar o nível de correlação entre a angulação dos caninos e a inclinação dos incisivos. MÉTODOS: a angulação mesiodistal dos caninos e a inclinação vestibulolingual dos incisivos foram obtidas em um programa digital gráfico (Imagetool®), a partir de fotografias padronizadas dos modelos de 60 pacientes. A inclinação dos incisivos foi, ainda, avaliada pela cefalometria lateral. RESULTADOS: o erro casual mostrou uma variação em torno de 2° nas medidas feitas nos modelos (1,8–2,5º), enquanto o erro sistemático, avaliado pela teste de correlação intraclasse, revelou uma excelente reprodutibilidade para ambos os métodos empregados (p<0,001, r=0,84–0,96). Testes de correlação linear revelaram uma correlação positiva significativa entre a angulação dos caninos e a inclinação dos incisivos para a arcada superior (r=0,3, p<0,05), e mais significativa para a arcada inferior (r=0,46–0,51, p<0,001), quando ambas foram mensuradas nos modelos. Entretanto, quando a inclinação dos incisivos foi examinada pela cefalometria, o nível de correlação foi estatisticamente insignificante para os incisivos superiores (r=-0,06–0,21, p>0,05) e variou bastante na arcada inferior (r=0,14–0,50), dependendo da grandeza correlacionada. CONCLUSÃO: ratifica-se a introdução de mudanças na angulação dos caninos com o intuito de acompanhar as compensações observadas na inclinação dos incisivos, principalmente na arcada inferior.
Abstract: OBJECTIVE: To assess the degree of correlation between canine angulation and incisor inclination. METHODS: Mesiodistal angulation of canines and labiolingual inclination of incisors were obtained by means of digital graphics software (ImageTool®) from standardized photographs of the casts of 60 patients. Incisor inclination was also assessed by lateral cephalometric radiographs. RESULTS: Random error showed a variation of around 2° in measurements made on the casts (1.8-2.5), while systematic error, measured by the intraclass correlation test, displayed excellent reproducibility for both methods used in this study (p<0.001, r=0.84-0.96). Linear correlation tests revealed a significant positive correlation between canine angulation and incisor inclination in the maxillary arch (r=0.3, p<0.05) and even more significantly in the mandibular arch (r=0.46 to 0.51, p<0.001), when both were measured on the casts. When incisor inclination was examined by cephalometrics, correlation level was statistically insignificant for maxillary incisors (r=0.06 to 0.21, p>0.05) and varied widely in the mandibular arch (r=0.14 to 0.50). CONCLUSIONS: The introduction of changes in the angulation of canines with the aim of monitoring compensations observed in incisor inclination is warranted, especially in the lower arch.
Keywords: Má oclusão
Dente canino
Incisivo
ISSN: 2176-9451
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - FOUFPA/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_AnaliseCorrelacaoAngulacao.pdf441,1 kBAdobe PDFView/Open
Artigo_AnalysisCorrelationBetween.pdf431,8 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons