Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3889
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Mar-2011
Autor(es): RIVERO, Beatriz Riet Correa
CASTRO, Márcio Botelho de
LEMOS, Ricardo Antônio Amaral de
CORREA, Gabriela Riet
MUSTAFA, Vanessa da Silva
CORREA, Franklin Riet
Título: Brachiaria spp. poisoning of ruminants in Brazil
Título(s) alternativo(s): Intoxicação por Brachiaria spp. em ruminantes no Brasil
Citar como: RIET-CORREA, B., et al. Brachiaria spp. poisoning of ruminants in Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 31, n. 3, p. 183-192, mar. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pvb/v31n3/01.pdf>. Acesso em: 21 maio 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2011000300001>.
Resumo: Brachiaria spp. são as forrageiras mais importantes para a pecuária brasileira. Entretanto, um fator limitante para sua utilização é a sua toxicidade. A maioria dos surtos de fotossensibilização hepatógena é causada por Brachiaria decumbens; porém, B. brizantha, B. humidicola e B. ruziziensis podem também causar intoxicação. A intoxicação afeta bovinos, ovinos, caprinos e bubalinos. Os ovinos são mais susceptíveis que as outras espécies, e os animais jovens são mais susceptíveis que os adultos. Existem diferenças na susceptibilidade entre animais da mesma espécie e tem sido sugerido que esta resistência é genética. Sugere-se, também, que búfalos e provavelmente alguns ovinos são resilientes (quando intoxicados apresentam lesões histológicas e aumento das concentrações séricas de GGT, mas não apresentam sinais clínicos). Em geral, a concentração de saponinas é maior nas plantas em crescimento, mas surtos ocorrem durante todo o ano, provavelmente por aumento da concentração de saponinas na planta por alguma causa ainda desconhecida. Uma síndrome clínica com progressiva perda de peso e morte, sem fotossensibilização, tem sido descrita em bovinos intoxicados por B. decumbens. As principais medidas preventivas são baseadas na seleção de animais resistentes ou resilientes e o desenvolvimento de espécies ou variedades de Brachiaria com menores concentrações de saponinas.
Abstract: Brachiaria species are the most important grasses for cattle production in Brazil. However, a limiting factor for the use of Brachiaria spp. is their toxicity. Most outbreaks of hepatogenous photosensitization are caused by B. decumbens; however B. brizantha, B. humidicola and B. ruziziensis can also cause poisoning. The poisoning affects cattle, sheep, goats and buffalo. Sheep are more susceptible than other animal species and the young are more susceptible than adults. There are differences in susceptibility among animals of the same species and it has been suggested that this resistance is genetic. Also has been suggested that buffalo and probably some sheep are resilient, i.e. when poisoned these animals have histologic lesions and high GGT serum concentrations, but do not show clinical signs. In general, saponin concentrations are higher in growing plants, but outbreaks occur all over the year, probably due to unexplained rise in saponin concentration in the plant. A clinical syndrome of progressive weight loss and death, without photosensitization, has been reported in cattle poisoned by B. decumbens. Main preventive measures are based on the selection of resistant or resilient animals and on the development of Brachiaria species or varieties with low saponin concentration.
Palavras-chave: Planta tóxica
Brachiaria spp
Bovino
Ovinos
Caprinos
Bubalinos
Resiliência psicológica
Brasil - País
ISSN: 1678-5150
0100-736X
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - FAMEVE/CCAST

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_BrachiariaSppPoisoning.pdf119,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons