Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5330
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 1-Mar-2010
Authors: ALBERNAZ, Tatiane Teles
First Advisor: BARBOSA NETO, José Diomedes
Title: Fotossensibilização em ovinos associada à ingestão de Brachiaria brizantha no estado do Pará
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: ALBERNAZ, Tatiane Teles. Fotossensibilização em ovinos associada à ingestão de Brachiaria brizantha no estado do Pará. 2009. 50 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Estudos em Ciência Animal, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
Resumo: Foram estudados dois surtos e realizado um experimento de fotossensibilização associada à ingestão por Brachiaria brizantha em ovinos mestiços de Santa Inês e Dorper, com idade variando de dois a três meses, em uma fazenda no município de Santa Luzia do Pará. Esses animais foram mantidos desde o nascimento até aproximadamente dois meses de idade, em apriscos suspensos do chão, recebendo capim-elefante roxo (Pennisetum purpureum) cv. roxo, concentrado, sal mineral e água ad libitum. Após esse período foram introduzidos em um piquete de B. brizantha. Na ocasião dos surtos e do experimento a fazenda foi visitada para observação dos dados epidemiológicos, avaliação clínica dos animais, colheita de amostras de sangue para dosagem de GGT, AST, BD, BI, BT, uréia e creatinina e colheita de pastagem para pesquisa de Pithomyces chartarum e saponinas. Também foi realizada necropsia com colheita de material para estudo histológico. O surto 01 ocorreu na época de escassez de chuva, com taxa de morbidade e letalidade de 43,4% e 81,6%, respectivamente. O surto 02 aconteceu no início da época chuvosa, com taxas de morbidade e letalidade de 16,3% e 76,9%, respectivamente. Em ambos os surtos o capim encontrava-se com massa residual reduzida e senescente. Dos 50 animais do experimento, 10 receberam 200 ml de fluido ruminal retirado de ovelhas mães do mesmo lote, a primeira administração foi feita um dia antes da introdução desses animais na pastagem, e mais duas subsequentes com intervalo de uma semana. Após 15 dias de pastejo, os animais começaram a apresentar inquietação, procura por sombra, edema nas orelhas, mucosas amareladas, apatia, anorexia e desprendimento da pele seguido por formação de crostas em algumas áreas do corpo. Tanto os animais dos surtos quanto do experimento apresentaram aumento nos níveis de GGT, AST, BD, BI, BT, uréia e creatinina. Os valores de uréia e GGT dos animais que receberam fluido ruminal e dos que não receberam foram semelhantes, já os valores de creatinina, AST e bilirrubinas foram menores nos animais que receberam fluido ruminal em comparação aos que não receberam. Foram determinados dois tipos de saponinas nas amostras de B. brizantha dos surtos e do experimento, a metilprotodioscina e a protodioscina. O nível de saponina no surto 01 e 02 foi 0,92% e 0,88%, respectivamente. Os níveis de saponinas no experimento variaram de 1,13% a 1,62%. A quantidade de Pithomyces chartarum, tanto nos surtos quanto no experimento, foi insignificante. Na necropsia foi verificada icterícia generalizada, fígado com consistência aumentada de coloração amarelada com padrão lobular acentuado e degeneração gordurosa. Nos rins foi observada coloração amarelo-esverdeado e aumento de tamanho. As alterações histológicas ocorreram principalmente no fígado e podem ser descritas como leve proliferação das vias biliares nos espaços porta, presença de hepatócitos binucleados, presença de macrófagos espumosos, necrose incipiente de hepatócitos isolados, colangite, presença de cristais em macrófagos e hepatócitos.
Abstract: Two outbreaks of photosensitization by Brachiaria brizantha were studied and an experiment was performed in Santa Inês and Dorper crossbred sheep, two to three months old, in a farm in Santa Luzia do Pará. These animals were kept from birth until about two months, in a suspended stall floor, fed purple elephant grass (Pennisetum purpureum) cv. purple, mineral and water ad libitum. After this period they were placed in a paddock of B. brizantha. At the time of the outbreaks and the experimental studies, the farm was visited for epidemiological assessment and clinical examination of the animals, collection of blood samples for measurement of gamma glutamyltransferase, aspartate aminotransferase, conjugated bilirubin, unconjugated bilirubin, urea, creatinine. Pasture samples were collected for saponin determination and for the count of Pithomyces chartarum spores. Necropsies with collection of material for histopathological studies were performed. Outbreak 01 occurred at the time of low rainfall, when the grass was scarce and old, when morbidity and mortality was 43.4% and 81.6%, respectively. The outbreak 02 occurred at the beginning of the rainy season, with morbidity and mortality rates of 16.3% and 76.9%, respectively. Of the 50 animals in the experiment, 10 received three times 200 ml of rumen fluid taken from sheep mothers of the same batch. The fast of these administration was given one day before the animals were introduction in the pasture and the other two at weakly intervals. After 15 days in the pasture, the animals were unquiet, looked for shade, had edema of the ears, yellowish mucosae, were apathic, had anorexia and showed loosening of the skin followed by crusting in some areas of the body. Both, animals of the outbreaks and from the experiment, showed increased levels of GGT, AST, BD, BI, BT, urea and creatinine. In the animals which received ruminal fluid the values of urea and GGT were similar to those which did not receive the ruminal fluid. The creatinine, AST and bilirrubine values were lower in the animals which received the ruminal fluid. Two types of saponins, methylprotodioscin and protodioscin, were determined in the samples of B. brizantha from the outbreaks and the experiment. The level of saponins in the outbreak 01 and 02 was 0.92% and 0.88% respectively. The levels of saponins in the experiment ranged from 1.13% to 1.62%. The amount of Pithomyces chartarum spores in both outbreaks and in the experiment was negligible. Widespread jaundice, increased liver consistently, yellowed, pronounced lobular pattern and fatty degeneration was found at necropsy. The kidneys were increased and were yellowish-green. Histological changes occurred mainly in the liver and can be described as mild proliferation of bile ducts in portal tracts, the presence of binucleate hepatocytes, foamy macrophages, incipient necrosis of isolated hepatocytes, cholangitis, presence of crystals in hepatocytes and macrophages.
Keywords: Ovinos
Fotossensibilização
Brachiaria brizantha
Saponinas
Santa Luzia do Pará - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA::EPIDEMIOLOGIA ANIMAL
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::PATOLOGIA ANIMAL::PATOLOGIA CLINICA ANIMAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Universidade Federal Rural da Amazônia
Institution Acronym: UFPA
EMBRAPA
UFRA
Department: Campus Universitário de Castanhal
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Animal (Mestrado) - PPGCAN/Castanhal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_FotossensibilizacaoOvinosAssociada.pdf19,88 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Admin Tools