Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/8503
Tipo: Tese
Data do documento: 16-Dez-2013
Autor(es): VIEIRA, Eduardo Paiva de Pontes
Primeiro(a) Orientador(a): CHAVES, Silvia Nogueira
Título: Ser vivo, ser espécie, ser classificado: epistemes, dispositivos e subjetivações no ensino de ciências e biologia
Citar como: VIEIRA, Eduardo Paiva de Pontes. Ser vivo, ser espécie, ser classificado: epistemes, dispositivos e subjetivações no ensino de Ciências e Biologia. 2013. 126 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.
Resumo: Em linhas gerais o objetivo deste trajeto investigativo emerge da discussão dos efeitos da racionalidade científica e das suas verdades na formação e no exercício docente dos professores de ciências e biologia. O percurso analítico se dirige aos espaços de constituição dos saberes, de suas formas e de suas relações de forças, problematizando o pensamento hegemônico e contingente da biologia no século XX, lido em seus enunciados evolutivos e moleculares. As ciências biológicas objetificadas como produto acabado de um contínuo de superações e aprimoramentos teóricos, mantenedora de determinados conceitos ou ideias estruturantes é questionada na medida em que se defende a tese de que o presente da biologia multiplica as produções de falso e verdadeiro, resultando em diferentes modos de formar docentes e de se ensinar ciências biológicas em territórios nos quais se acredita ter/manter certa homogeneidade. Nesta perspectiva, a pesquisa torna visíveis os enunciados que corroboram a tese, utilizando documentos que narram o cotidiano da educação em ciências e biologia, tais como livros e periódicos da formação de professores e materiais didáticos utilizados na educação básica, dentre outros. Os documentos são definidos pelo aparecimento dos objetos, lançando-se mão de recursos enunciativos como conceitos e imagens relacionadas ao ensino de ciências e biologia. A análise utiliza ferramentas dispostas nas teorizações de Michel Foucault, sobretudo, conceitos como episteme e dispositivo relacionados às investigações dos regimes de constituição dos saberes. As perspectivas de episteme e dispositivo neste trabalho vinculam-se com a produção dos objetos Vida, Espécie e Sistema Classificatório, que possibilitam pensar em demarcação de conteúdos, além disso, o dispositivo é pensado como algo constituído em uma rede, estabelecida predominantemente entre discurso e prática, não de forma dual, posto que são indissociáveis, mas no campo do que é visível e do que não é visível. Com efeito, o corpo deste trabalho traz de forma propositadamente imbricada, a análise de determinados enunciados que se referem às formas de pensar o que é ser vivo, ser espécie e ser classificado, predominantemente no período compreendido entre o início do século XX e o início do século XXI. A biologia, nesta perspectiva analítica aparece como um saber não unificado, sendo, portanto, campo em movimento, em disputa pelo poder de significar a ideia de vida. Disputa que se expressa no âmbito do ensino da biologia produzindo múltiplas, cambiantes e concorrentes formas de dizer sobre o vivo.
Abstract: In general terms the objective of this research is related to the discussion of the effects of scientific rationality and its truths in the formation and work of teachers of science and biology. The analysis addresses the areas of acquisition of knowledge, its forms and its power relations problematizing the hegemonic thinking and contingent of biology in the twentieth century, demarcated in their evolutionary utterances and molecular. The biological sciences established as a finished product and continuously is questioned the extent that it defends the thesis that the presence of biology multiplies the productions of true and false, resulting in different modes to train teachers and to teach biological sciences in territories which are believed to have and maintain certain homogeneity. In this perspective, the research makes visible the statements that corroborate the thesis, using documents that narrate the daily life of science education and biology, such as books and periodicals of teacher training and teaching material used in basic education, among others. The documents shall be defined by the appearance of objects investigating. The analysis tools arranged on theories of Michel Foucault, especially concepts like épistémè and dispositif related to investigations systems of constitution of knowledge. The perspectives of épistémè and dispositif in this study are linked to the production of objects life, species and classification system, allowing thinking about the demarcation of content and networks established. In effect the body of this work brings in a deliberate imbricated form, analysis certain statements that refer to ways of thinking about what is to be alive, be species and be classified, predominantly in the period between the beginning of the twentieth century the beginning of the 21st century. Biology in this analytical perspective appears as a unified not knowledge, therefore, moving field, and struggle for power to signify the idea of life. Dispute which expresses itself in the teaching of biology producing multiple, nuances and contestants forms to tell about the living.
Palavras-chave: Biologia (Ensino médio)
Vida
Ciência
Biologia
Epistemes
Estudo e ensino
Educação em ciências
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Educação Matemática e Científica
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Teses em Educação em Ciências e Matemáticas (Doutorado) - PPGECM/IEMCI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_SerVivoSer.pdf8,1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons