Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/8847
Tipo: Tese
Data do documento: 18-Jan-2016
Autor(es): SOUZA, Sueny Diana Oliveira de
Primeiro(a) Orientador(a): RICCI, Magda Maria de Oliveira
Título: Usos da fronteira: terras, contrabando e relações sociais no Turiaçu (Pará - Maranhão, 1790-1852)
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: SOUZA, Sueny Diana Oliveira de. Usos da fronteira: terras, contrabando e relações sociais no Turiaçu (Pará - Maranhão, 1790-1852). 2016. 208 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia.
Resumo: Esta tese discute a ocupação da fronteira entre o Pará e o Maranhão, de 1790 a 1852. Mais pontualmente, analisa os encontros e embates entre os colonizadores e os diversos moradores que ali estavam ou que chegaram à região nesse período. Destacam-se, primeiramente, as investidas do governo colonial português a fim de tornar a região colonizada por pessoas “úteis” aos interesses Régios. Nesse processo, abriram-se estradas, ergueram-se povoados e vilas, além de terem sido doadas terras por carta de data de sesmarias para a produção de gado e para a agricultura. Todavia, paralela à abundância e riquezas potenciais da terra, sempre havia a busca do pretendido “controle” sobre as populações locais. Este processo “colonizador” ganhou força a partir da administração de Francisco de Souza Coutinho no Pará, mas também recebeu, nesse momento, muitos sujeitos não “desejados”. Eram novos indígenas aldeados e transferidos, negros de origem africana e muitos homens brancos e mestiços pobres, sendo alguns degredados, outros servidores militares, além de fugitivos. Este local – centro de enorme diversidade étnica e cultural – tornou-se um barril de pólvora em dois grandes levantes: o primeiro em 1824, no contexto das lutas de independência; e outro em 1835, com a Cabanagem. A tese finaliza a análise no início dos anos de 1850, não porque os moradores não mais se rebelaram, mas devido à resolução da disputa quando finalmente a administração imperial decide passar a região para a tutela maranhense e os focos de conflitos ganharam novos contornos e dismensões que extrapolariam este trabalho.
Abstract: This thesis discusses the occupation of the border between Pará and Maranhão from 1790 to 1852. More specifically analyzes the meetings and clashes between colonizers and the various residents around there were or who arrived in the region in the period. To be detached, the firstly, the onslaughts of portuguese colonial government in order to make the region colonized by people "useful" to the royal interests. In the process, opened up roads, lifted up towns and villagesa, besides donate land by date letter of allotment for cattle and agriculture production. However, parallel to the abundance and potential riches of the earth, always came to search for the required "control" over local populations. This process "colonizer" win force from Francisco de Souza Coutinho administration in Pará, but also received, in this time, a lot of guys not "desired". Were new villagers and transferred indigenous, black africans, and many poor whites and mestizos men, some being banished, other military servers and more fugitives. This place - enormous ethnic and cultural diversity center - became a melting pot of gunpowder into two big uprisings: the first in 1824, in the context of the independence struggles and the other in 1835, with the Cabanagem. The approach of this thesis ends in early 1850, not because the people no more went up, but because finally the dispute of imperial administration decides to spend the region to Maranhão protection and dispute focuses gained new contours and dimensions that would extrapolate this investigation.
Palavras-chave: Historiografia
Política e governo
Ocupação territorial
Fronteira - Conflitos
Amazônia - Colonização, 1790-1852
Turiaçu (MA)
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::COMPORTAMENTO POLITICO::CONFLITOS E COALIZOES POLITICAS
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Programa: Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Teses em História (Doutorado) - PPHIST/IFCH

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_UsosFronteiraTerras.pdf1,49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons