Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2054
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBULHÕES, Jailma do Socorro Uchôa-
dc.date.accessioned2011-03-29T16:59:07Z-
dc.date.available2011-03-29T16:59:07Z-
dc.date.issued2006-04-20-
dc.identifier.citationBULHÕES, Jailma do Socorro Uchôa. Levantamento, análise e descrição de elementos paralinguísticos do português espontâneo. 2006. 186 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Letras e Artes, Belém, 2006. Curso de Mestrado em Letras.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2054-
dc.description.abstractNatural speech contains paralinguistic aspects that do not belong to the arbitrary conventional code of language, but which nevertheless are meaningful and important in speech communication. These aspects are non-lexical utterances that function as full speech acts in the intersubjective communicative interaction. In respect these non-verbal details, Campbell (2002a, 2002b, 2003, 2004), Maekawa (2004), Fujie et al. (2004), Hoult (2004), Key (1958) apud Steimberg (1988) argue they contribute to expressive speech. In accord to these authors, it‟s the paralanguage phenomenon that signalizes information about speaker‟s attitude, opinions and emotions. In this way, we investigate, in this work, the common paralinguistic utterances in informal conversation in order to demonstrate its expressive function in speech signal. We identified 450 paralinguistic utterances in samples of natural speech of the Paraense Regional Portuguese and submitted them to a phonetic analysis. The analysis showed us that fundamental frequency and duration have strong effects in conveying paralinguistic phenomena in speech. Besides, we also identified another common property of the paralinguistic tokens: the syllabification. After analysis process, we described the usage and function of these non-lexical utterances and its contribution to the expressive speech. The results indicate that paralinguistic tokens signalize recognition, comprehension and attention, manage interpersonal relations and express emotion, attitude, and affect.-
dc.description.provenanceSubmitted by Albirene Sousa (albirene@ufpa.br) on 2011-03-29T16:59:07Z No. of bitstreams: 1 BULHÕES, Jailma do Socorro Uchôa PPGLetras.pdf: 1733017 bytes, checksum: 7f853902633bcf15918bb72d3ccada13 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2011-03-29T16:59:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 BULHÕES, Jailma do Socorro Uchôa PPGLetras.pdf: 1733017 bytes, checksum: 7f853902633bcf15918bb72d3ccada13 (MD5) Previous issue date: 2006en
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectFonética-
dc.subjectPará - Estado-
dc.subjectRegionalismo-
dc.subjectLíngua portuguesapt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.subjectFalapt_BR
dc.titleLevantamento, análise e descrição de elementos paralinguísticos do português espontâneopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Letras e Comunicação-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA-
dc.contributor.advisor1CRUZ, Regina Célia Fernandes-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3307472469778577-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9062353513535112-
dc.description.resumoA fala apresenta aspectos paralinguísticos que não pertencem ao código linguístico convencional, mas contribuem significativamente para a unidade temática do discurso, Essas realizações se constituem em enunciados não-lexicalizados que funcionam que funcionam como atos de fala completos nas interações comunicativas interpessoais. Sobre essas emissões não-verbais, Campbell (2002a, 2002b, 2003 e 2004), Maekawa (2004), Fujie et. al (2004), Hoult (2004), Key (1958) apud Steimberg (1988) postulam que elas constribuem para a manifestação da fala expressiva. Para os autores, é justamente o fenômeno da paralinguagem que sinaliza informações sobre atitudes, opiniões e emoções do falante em relação ao interlocutor ou ao tópico discursivo. Nesse sentido, investigamos, neste trabalho, as manifestações paralinguísticas recorrentes em conversas informais para demonstrarmos seu papel expressivo na linguagem falada. Para tanto, fizemos um levantamento de 450 ocorrências de elementos paralinguísticos no processo de transcrição de amostras de falas do Português Regional Paraense produzidas em situações reais de conversação. Pressupondo que essas realizações não-verbais são caracterizadas por variações prosódicas, nós as submetemos a uma análise fonética por meio do software PRAAT. A partir dessa análise, constatamos a contribuição de duas propriedades: a frequência fundamental (F0) e o tempo de emissão, para a manifestação expressiva dos elementos paralinguísticos no discurso falado. Além disso, identificamos também a silabação como uma propriedade comum às realizações sonoras focalizadas. Após o processo de análise, fizemos a descrição do uso e do funcionamento desses elementos nas conversas, bem como da contribuição deles para a manifestação da fala expressiva. Os resultados nos mostram que os elementos paralinguísticos, além de contribuírem para a fluência do discurso falado, desempenham a função de sinalizar compreensão, interesse e/ou atenção, gerenciar relações interpessoais e expressar emoções, atitudes e afeto.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letras-
dc.description.affiliationSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educaçãopt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_LevantamentoAnaliseDescricao.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons