Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10049
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 29-Feb-2016
Authors: PENA, Simone Almeida
First Advisor: OLIVEIRA, Ana Cristina Mendes de
Title: Variabilidade individual na dieta de Hylaeamys megacephalus (Rodentia, Cricetidae) em habitats florestais e de monocultura de palmeira de dendê na Amazônia Oriental
Sponsor: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: PENA, Simone Almeida. Variabilidade individual na dieta de Hylaeamys megacephalus (Rodentia, Cricetidae) em habitats florestais e de monocultura de palmeira de dendê na Amazônia Oriental. 2016. 57 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Zoologia. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10049>. Acesso em:.
Resumo: Em grande parte dos estudos sobre ocupação de nicho em comunidades ou populações a variabilidade individual não é levada em consideração. Entretanto as diferenças de habitat e disponibilidade de recurso também teriam influência nas variações individuais, em médio e longo prazo, causando efeitos relevantes na diversificação e especiação de espécies animais, uma vez que afetam a estabilidade da população. A especialização individual então seria uma forma de reduzir a competição intraespecífica em resposta à diversos fatores, como: variações ambientais, pressões ecológicas e polimorfismos de recursos. Indivíduos se tornam mais oportunistas quando a competição intraespecífica é alta e recursos preferidos são escassos. Esta mudança deve resultar em aumento da amplitude da dieta para os indivíduos, já que eles acrescentam presas não utilizadas anteriormente ao seu repertório. Como resultado, a amplitude de nicho da população como um todo deve aumentar são estruturalmente menos complexas do que as florestas naturais, porém seus efeitos variam de acordo com cada grupo ecológico, papel funcional e requisitos ecofisiológico. Ainda são poucos os estudos sobre estas alterações ambientais decorrentes desta monocultura sobre a fauna de florestas tropicais. No presente estudo, caracterizamos a dieta do roedor Hylaeamys megacephalus e avaliamos o grau de variação individual na dieta em função dos dois habitats inseridos no Bioma Amazônico. A dieta dos espécimes de H. megacephalus é composta por 18 itens alimentares, dos quais 12 são de origem animal e oito de origem vegetal, sendo apenas um item exclusivo de Floresta. Os itens “Fibra de dendê” (FOi% = 44%) e “Sementes inteiras” (FOi% = 40%) apresentarem maior frequência de ocorrência entre os indivíduos coletados em habitats de Plantio de palmeira de dendê, porém “Polpa do fruto do dendê” (IA% = 85.4%) foi o item mais importante na dieta. Os dados observados demonstram que os ambientes, tanto de Plantio como o de Floresta, afetam na especialização individual da população de Hylaeamys megacephalus.
Abstract: In most studies on niche, occupation in individual variability to communities or populations is not taken into consideration. However, habitat differences and resource availability would also have influence on individual variations in medium and long term, causing significant effects on the diversification and speciation of animal species, since they affect the stability of the population. Individual specialization would then be a way to reduce the intraspecific competition in response to several factors, such as environmental variations, ecological pressures and resource polymorphisms. Individuals become more opportunistic when the intraspecific competition is high and preferred resources are scarce. This change should result in increased amplitude diet for individuals, since they add companies not previously used to his repertoire. As a result, the niche breadth of the population as a whole must increase are structurally less complex than natural forests, but their effects vary according to each ecological group, functional role and ecophysiological requirements. There are few studies on these environmental changes resulting from this monoculture on the tropical forest fauna. In the present study, we characterized the diet of rodent Hylaeamys megacephalus and evaluate the degree of individual variation in the function of the two diet inserted habitats in the Amazon biome. The diet of H. megacephalus specimens consists of 18 food items, 12 of which are animal-eight of plant origin, and only one unique item Forest. The items "palm fiber" (FOi% = 44%) and "whole seeds" (FOi% = 40%) have higher frequency of occurrence among individuals collected in palm plantation habitats, but "fruit squash palm "(IAi% = 85.4%) was the most important item in the diet. The observed data show that the environments, both plantation as forest affect the individual expertise of the population of Hylaeamys megacephalus.
Keywords: Roedor - Amazônia - Hábitos alimentares
Natureza - Influência do homem - Amazônia
Animais - Adaptação - Amazônia
Dendê - Cultivo - Amazônia
Concentration Area: ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Institution Acronym: UFPA
MPEG
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Zoologia (Mestrado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_VariabilidadeIndividualDieta.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons