Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10137
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 22-Jun-2018
Authors: NASCIMENTO, Paulo Ricardo do
First Advisor: LIMA, Wladilene de Sousa
Title: Casarão do boneco: experiência de um corpo relacional em um território existencial
Other Titles: House of the puppet: experience of a relational body in an existential territory
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: NASCIMENTO, Paulo Ricardo Silva do. Casarão do Boneco: experiência de um corpo relacional em um território existencial. 2018. 90 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Arte, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em Artes. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10137>. Acesso em:.
Resumo: Nesta dissertação, escrevi sobre um casarão antigo que é sede de um grupo de teatro com bonecos e espaço compartilhado de trabalho coletivo de 37 artistas/produtores de cenas diversas, recebedor de fluxos de público para experiências estéticas em comum. São pontos de vistas, lugares de onde se olha. Paisagem e sujeito se confundem em plataformas entrecruzadas em frequente comunicação. De dentro do Casarão do Boneco, em qualquer uma das plataformas, percebi que estamos diante de uma peculiaridade, uma nuance no âmbito relacional, entre os habitantes, seus espaços, as diversas linguagens artísticas, o público e a cidade. Há uma intensa habitação, que provoca movimentos com/n’o Casarão do Boneco, que rearranja a realidade ante a potência para as maneiras de se relacionar. O Casarão parece apresentar suas próprias qualidades, componentes absorvidos nos meios que se sobrepõem, que o diferenciam sob diversos aspectos e nas linhas de fuga, juntos se dimensionam a um devir-expressivo territorializante. A jardinagem praticada pela lógica da floresta, baseada na manutenção da vida pela diversidade e abundância de recursos próprios, é a metáfora para os cultivos da sua compreensão. Seguimos algumas pistas do método cartográfico de Gilles Deleuze e Félix Guattari e o seu pensamento rizomático. Vislumbramos os vários lugares que definem e que tornam o Casarão um lugar único, um corpo único sendo definido pelas relações estabelecidas entre três blocos de força: seus habitantes, seus espaços, seus movimentos. Um corpo, como Deleuze observa o corpo definido por Espinoza (2002), composto por uma infinidade de partículas, que se elabora das relações entre velocidades e lentidões, repousos e movimentos dessas partículas. Não é definido como forma, mas como força interativa. Um corpo composto por outros corpos, tal a ideia cosmogônica da pessoa marubo, ou mesmo animado tal ao boneco que vira personagem pela manipulação de tantos atores. Um corpo tramado em mapas.
Abstract: In this dissertation, I wrote about an old mansion that is home to a theater group with puppet and shared space of collective work of 37 artists / producers of diverse scenes, recipient of flows of public for aesthetic experiences in common. They are points of view, places to look at. Landscape and subject are confused on crisscrossed platforms in frequent communication. From inside the Casarão do Boneco (Big House of the Puppet), on any of the platforms, I realized that we are facing a peculiarity, a nuance in the relational scope, between the inhabitants, their spaces, the various artistic languages, the public and the city. There is an intense habitation, which causes movements with / in the Casarão do Boneco, which rearranges reality before power for ways of relating. Casarão seems to present its own qualities, components absorbed in the overlapping media that differentiate it in divers aspects and in the lines of escape, together they are dimensioned to a becoming-expressive territorializing. The gardening practiced by the logic of the forest, based on the maintenance of life for the diversity and abundance of its own resources, is the metaphor for the cultivations of its understanding. We follow some clues of the cartographic method of Gilles Deleuze and Felix Guattari and his rhizomatic thought. We glimpse the various places that define and make the Casarão a unique place, a single body being defined by the relations established between three blocks of force: its habitants, their spaces, their movements. A body, as Deleuze observes the body defined by Espinoza (2002), composed of an infinity of particles, which is elaborated on the relationships between velocities and slowness, rests and movements of these particles. It is not defined as form, but as an interactive force. A body composed of other bodies, such as the cosmogonic idea of the person marubo, or even animated such to the doll that had become a character for the manipulation of so many actors. A body hatched on maps KEYWORDS Casarão
Keywords: Teatro de fantoches - Estudo de casos - Belém (PA)
Grupos de trabalho - Teatro - Estudo de casos
Concentration Area: ARTES
Research Line: TEORIAS E INTERFACES EPISTÊMICAS EM ARTES
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::TEATRO
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Arte
Program: Programa de Pós-Graduação em Artes
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Artes (Mestrado) - PPGARTES/ICA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CasaraoBonecoExperiencia.pdf5,32 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons