Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10397
Tipo: Tese
Fecha de publicación : 30-oct-2017
Autor(es): SOUSA, Roberta Maria de Moura
Primer Orientador: SILVIO, José de Lima Figueiredo
Título : Reserva de desenvolvimento sustentável Rio Negro (AM) e sua relação com o turismo de base comunitária: perspectivas de gestão local na Amazônia e percepção das comunidades
metadata.dc.description.sponsorship: FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas
Citación : SOUSA, Roberta Maria de Moura. Reserva de desenvolvimento sustentável Rio Negro (AM) e sua relação com o turismo de base comunitária: perspectivas de gestão local na Amazônia e percepção das comunidades . 2017. 213 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10397>. Acesso em:.
Resumen: Esta tese teve como objetivo principal analisar o processo de gestão do Turismo de Base Comunitária (TBC) implantado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro (AM) e sua relação com as comunidades Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Tumbira, Santa Helena do Inglês, São Sebastião do Saracá, São Thomé, Santo Antônio do Lago do Tiririca e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Acajatuba, localizadas na margem direita da RDS pertencentes ao município de Iranduba (AM) compondo o Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro, considerando a atuação da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e do Estado. Para responder os questionamentos que nos inquietara, foi necessário elaborar um referencial teórico-metodológico que nos possibilitasse um entendimento das observações feitas em campo mediante um diálogo com a teoria. Diante disso, buscamos alicerçar o estudo em teorias que tratam do turismo articulando com a noção de uso do território, do espaço e lugar como aspecto social. De cunho qualitativo, esta pesquisa foi realizada com base em estudos descritivos, exploratórios, por meio do levantamento bibliográfico, análise documental e pesquisa de campo, com observação, entrevistas, narrativas orais, oficinas participativas para o planejamento do turismo e construção dos mapas mentais. Os resultados revelaram que em cada comunidade pesquisada há dificuldades em planejar o TBC e isso se perpetua principalmente pelas ações do Estado, no que diz respeito às políticas públicas em interpretar o turismo pela ótica econômica, distanciando-o de seus compromissos sociais e ambientais. Da mesma forma, foi possível observar que a FAS, atua suplementarmente ao Estado do Amazonas a implementação de políticas governamentais e projetos que contemplem o desenvolvimento turístico. Embora almeje novas práticas sustentáveis por meio do TBC, está atrelada a um processo político alheio aos princípios da sustentabilidade, e utiliza-se do discurso ambientalista para se integrar na sociedade e minimizar os conflitos e insatisfações das comunidades tradicionais, incutidas na gestão participativa. Nesse direcionamento, as instâncias decisórias no campo do planejamento e gestão do turismo promovem relações de poder e dependência sob a lógica da dominação do capital financeiro. Além disso, acredita-se que os moradores da RDS Rio Negro que se reconhecem e se identificam enquanto “povo do lugar”, se sente excluídos do processo de planejamento e gestão das atividades turísticas. Por outro lado, eles acreditam o TBC é um veículo potencial para transformação social e como alternativa de conservação da natureza, inclusão social, além de, ser capaz de gerar renda para a localidade. Finalmente, observou-se que a forma organizacional do turismo atende as preferências individuais, portanto não havendo a intenção de promover o desenvolvimento em uma perspectiva local.
Resumen : This thesis had as main objective to analyze the process of management of CommunityBased Tourism (TBC) implanted in the Rio Negro Sustainable Development Reserve (RDS) and its relation with the communities of Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Tumbira, Santa Helena do Inglês, São Sebastião do Saracá, São Thomé, Santo Antônio do Lago do Tiririca and Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Acajatuba, located on the right bank of the RDS belonging to the municipality of Iranduba (AM) composing the Mosaic of Protected Areas of Lower Rio Negro, considering the performance of the Amazonas Sustainable Foundation (FAS) and the State. In order to answer the questions that caused us concern, it was necessary to elaborate a theoretical-methodological reference that would enable us to understand the observations made in the field through a dialogue with the theory. Given this, we seek to base the study on theories that deal with tourism articulating with the notion of the use of territory, space and place as a social aspect. From a qualitative perspective, this research was carried out based on descriptive, exploratory studies, through bibliographical survey, documentary analysis and field research, with observation, interviews, oral narratives, participatory workshops for tourism planning and the construction of mental maps. The results revealed that in each community surveyed there are difficulties in planning the TBC and this is perpetuated mainly by the actions of the State, with regard to public policies in interpreting tourism from the economic point of view, distancing it from its social and environmental commitments. Likewise, it was possible to observe that the FAS, furthermore, acts to the State of Amazonas the implementation of governmental policies and projects that contemplate the tourist development. Although it seeks new sustainable practices through TBC, it is linked to a political process alien to the principles of sustainability, and uses environmental discourse to integrate into society and minimize the conflicts and dissatisfactions of traditional communities, embodied in participatory management. In this direction, decision-making bodies in the field of tourism planning and management promote relations of power and dependence under the logic of the domination of financial capital. In addition, it is believed that the residents of RDS Rio Negro who recognize and identify themselves as "local people" feel excluded from the process of planning and managing tourism activities. On the other hand, they believe TBC is a potential vehicle for social transformation and as an alternative to nature conservation, social inclusion, in addition to being able to generate income for the locality. Finally, it was observed that the organizational form of tourism meets individual preferences, so there is no intention to promote development from a local perspective.
Palabras clave : Turismo - base
Comunidades tradicionais
Gestão
RDS
Rio Negro
Saber tradicional
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: DESENVOLVIMENTO SOCIOAMBIENTAL
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: SOCIEDADE, URBANIZAÇÃO E ESTUDOS POPULACIONAIS
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::TURISMO
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Aparece en las colecciones: Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Tese_ReservaDesenvolvimentoSustentavel.pdf8,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons