Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10439
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 20-Sep-2018
metadata.dc.creator: ALMEIDA, Rozemberg Ribeiro de
metadata.dc.contributor.advisor1: NUNES, Francivaldo Alves
Title: Ocupação, colonização e relações de trabalho em Ourém do Grão-Pará (1751-1798)
Citation: ALMEIDA, Rozemberg Ribeiro de. Ocupação, colonização e relações de trabalho em Ourém do Grão-Pará (1751-1798). Orientador: Francivaldo Alves Nunes. 2018. 115 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em História. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10439. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação analisa o processo de ocupação, colonização e as relações de trabalho desenvolvidas na região de Ourém no Estado do Grão-Pará entre 1751 e 1798. Seu território foi de fundamental importância para as relações políticas, econômicas e sociais desenvolvidas entre as capitanias do Grão-Pará e Maranhão. Para alcançar tal pretensão, inicialmente busca-se compreender as motivações que levaram a fundação da vila de Ourém, que assim como tantas outras foram criadas a partir das políticas desenvolvidas pelo Marquês de Pombal para a Amazônia. Sendo que essas buscavam garantir a posse das terras de Portugal que para tal promoveu a concessão de Sesmarias, com isso objetivava povoar seu território, haja vista, que nesse período havia uma intensa disputa, principalmente com a Espanha, pelas terras do extremo norte português. Nesse contexto, é fundamental a ideia de territorialidade entendida como as ações tecidas pelos sujeitos, essa noção se adequa as medidas adotadas por Portugal a partir da segunda metade do século XVIII, isto porque, as mesmas tiveram papel decisivo para fomentar o povoamento do Grão-Pará. Destaca-se que, foi a partir dessas ações que o território amazônico foi concebido. Partindo desse princípio, a vila de Ourém é o produto da territorialidade. Em sua região se processou diversas relações entre diferentes sujeitos, em virtude disso, a concebemos como lugar de fronteira, não no sentido de limite, mas no entendimento de espaço de ocupação e encontro, onde negros escravizados, índios e brancos teceram as mais variadas relações, pautadas pelo trabalho.
Abstract: This dissertation analyzes the process of occupation, colonization and labor relations developed in the region of Ourém in the State of Grão-Pará between 1751 and 1798, here understood as the eastern frontier of Grão-Pará. Its territory was of fundamental importance for the political, economic and social relations developed between the captaincies of Grão-Pará and Maranhão. In order to achieve this pretension, we initially sought to understand the motivations that led to the founding of the town of Ourém, which, like so many others, was created from the policies developed by the Marquis of Pombal for the Amazon. As they were seeking to guarantee the possession of the lands of Portugal that for this purpose promoted the concession of Sesmarias, with that it aimed to populate their territory, given that in that period there was an intense dispute, mainly with Spain, by the lands of the Portuguese extreme north. In this context, the idea of territoriality understood as the actions of the subjects is fundamental, this notion is adequate to the measures adopted by Portugal from the second half of the eighteenth century, because they played a decisive role in promoting the settlement of the Grand- For. It is noteworthy that it was from these actions that the Amazonian territory was conceived. Based on this principle, the town of Ourém is the product of territoriality. In his region, several relations between different subjects were processed, by virtue of which, we conceived as a place of frontier, not in the sense of limit, but in the understanding of space of occupation and encounter, where black enslaved, Indians and whites made the most varied relations, based on work.
Keywords: Ocupação do território
Relações trabalhistas
Colonização - Pará - História
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: HISTÓRIA SOCIAL DA AMAZÔNIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ETNICIDADE E TERRITORIALIDADES: USOS E REPRESENTAÇÕES
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA REGIONAL DO BRASIL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em História
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em História (Mestrado) - PPHIST/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_OcupacaoColonizacaoRelacoes.pdf1,79 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons