Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10548
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 21-Jun-2018
Authors: SILVA, Milena Cristina Martins da
First Advisor: DOLABELA, Maria Fâni
First Co-Advisor: MARINHO, Andrey Moacir do Rosario
Title: Estudo farmacognóstico, fitoquímico e atividade antiplasmódica de Aspidosperma eteanum Markgr
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Milena Cristina Martins da. Estudo farmacognóstico, fitoquímico e atividade antiplasmódica de Aspidosperma eteanum Markgr. Orientadora: Maria Fani Dolabela. 2018. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10548. Acesso em:.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi realizar estudos farmacognósticos, fitoquímicos e de atividade antiplasmódica de Aspidosperma eteanum Markgr. Para realização dos estudos farmacognósticos, utilizou-se os métodos de granulometria, determinação do pH, índice de espuma, teor de cinzas e perda por dessecação descritos na Farmacopéia Brasileira, V ed. O extrato etanólico (EEAE) foi obtido por maceração exaustiva com etanol (96° GL) e concentrado em rotaevaporador. Em seguida, foi submetido a fracionamento ácido-base, obtendo-se as frações FNAE e FAAE, extração sob refluxo (FrHex, FrDcm, FrAcOEt e FrMeOH), partição para a retirada de açúcar (FrLADcm e FrLMeOH) e cromatografia de sílica em coluna (Fr38, FR3 e FR6). O EEAE e frações foram submetidos à prospecção fitoquímica. O extrato e as frações FrHex, FrDcm, FrACoEt, FrMeOH e Fr38 foram submetidas a CLAE-DAD e o EEAE, FrMeOH, FAAE, FrLADcm e Fr38 foram analisadas por RMN 1H. O EEAE e as frações FrHex, FrDcm, FrACoEt, FrMeOH, FAAE, FNAE, FLADcm e FLAMeOH foram selecionadas para avaliação antiplasmodica em clones W2 de Plasmodium falciparum por microteste. Os resultados farmacognósticos encontrados estão de acordo com os padrões da Farmacopéia Brasileira V ed. (2010). O extrato etanólico obteve um rendimento de 5,92%. Dentre as frações obtidas sob-refluxo, a FrMeOH obteve maior rendimento (93,59%) e as frações FNAE e FAAE de 3,0% e 1,3% respectivamente. A prospecção fitoquimica revelou que apenas a FAAE foi positiva para alcaloides, mas a análise por ressonância sugeriu tratar-se de ácidos graxos. Os resultados obtidos no CLAE-DAD revelaram uma substancia de alta polaridade no EEAE, FrHex, FrDcm, FrAcOET e FrMeOH e a presença de alcaloides em pequenas concentrações na fração FR3. O RMN 1H do EEAE e FrMeoH apresentaram sinais sugestivos de açúcares. A fração FrLAPDc apresentou sinal sugestivo de substâncias derivadas de ácidos carboxílicos. A fração Fr38-40 (rendimento = 8%), que apresentou formação de cristais, apresentou sinais sugestivos de um éster metílico. Na avaliação antiplasmódica o EEAE foi inativo com CI50 superior a 50 μg/mL. Dentre os métodos de fracionamento, as frações FrHex, FrDcm, FrAcoEt, FrMeOH e FNAE com média e baixa polaridade foram moderadamente ativas. Apenas as frações FAAE e FADcm foram ativas com CI50 =7,6 μg/mL e CI50 =1,91 μg/mL respectivamente. Portanto, o estudo da atividade biológica de Aspidosperma eteanum demonstrou que o fracionamento aumentou a atividade antiplasmódica sendo as frações de baixa e média polaridade as mais ativas. Os estudos fitoquímicos demonstraram que os alcaloides podem estar presentes na planta, mas em baixa concentração e que os açúcares e compostos graxos são provavelmente os constituintes majoritários do extrato. Quando se correlaciona os resultados obtidos nos estudos fitoquímicos e de atividade biológica é possível perceber que a(s) substancia(s) responsável(is) pela atividade antiplasmódica, por estar diretamente relacionada a frações de menor polaridade, podem ser compostos graxos tais como o éster metílico detectado neste estudo.
Abstract: The aim of this study was to perform pharmacognostic, phytochemical and antiplasmodial studies on Aspidosperma eteanum Markgr. The pharmacognostic study to assess granulometry data, pH, foam index, ash and moisture content were peformed according to the Brazilian Pharmacopoeia, V ed. The ethanolic extract (EEAE) was obtained by exhaustive maceration with ethanol (96°GL) and concentrated by rotavaporator. Then, it was subjected to acid-base extraction that resulted in FNAE and FAAE fractions, reflow extraction (FrHex, FrDcm, FrAcOET and FrMeOH), sugar removal partition (FrLADcm and FrLMeOH) and silica column chromatography (Fr38, FR3 and FR6). The EEAE and fractions were submitted to phytochemical prospection. The EEAE, FrHex, FrDcm, FrACoEt, FrMeOH and Fr38 also underwent to HPLC-DAD and the EEAE, FrMeOH, FAAE, FrLADcm and Fr38 were analyzed by 1H NMR. The EEAE, FrHex, FrDoC, FrACoEt, FrMeOH, FAAE, FNAE, FLADcm and FLAMeOH fractions were selected for antiplasmodial evaluation in W2 clones of Plasmodium falciparum by microtest. The pharmacognostic results are in accordance with the Brazilian Pharmacopoeia V ed. (2010) standards. The ethanolic extract yielded 5.92%. Among the fractions obtained under reflux, FrMeOH had the highest yield (93.59%) and FNAE and FAAE fractions of 3.0% and 1.3% respectively. In the phytochemical prospection, only FAAE was positive for alkaloids, but resonance analysis suggested it had fatty acids. The results obtained in CLAE-DAD revealed a high polarity substance in EEAE, FrHex, FrDcm, FrAcOET and FrMeOH and the presence of alkaloids in low concentrations in the FR3 fraction. The 1H NMR of the EEAE and FrMeOH showed suggestive signs of sugars. The FrLAPDc presented a suggestive signal of substances derived from carboxylic acids. The Fr38 fraction (yield = 8%), which presented crystals, showed signs suggestive of a methyl ester. In the antiplasmodial evaluation, the EEAE was inactive with IC50 higher than 50 μg/mL. Among the fractionation methods, the FrHex, FrDcm, FrACoEt, FrMeOH and FNAE fractions with medium and low polarity were moderately active. Only the FAAE and FLADcm fractions were active with IC50 = 7.6 μg/mL and IC50 = 1.91 μg/mL respectively. Therefore, the antiplasmodial evaluation of Aspidosperma eteanum demonstrated that the fractionation increased the biological activity being the fractions of low and medium polarity the most active. Phytochemical studies showed that alkaloids may be present in the plant but at low concentrations, and that sugars and fatty compounds are probably the extract major constituents. When correlating the phytochemical and biological studies it is possible to perceive that the substance(s) responsible for the antiplasmodial activity is directly related to fractions of lower polarity and can be fatty compounds such as the methyl ester detected in this study.
Keywords: Aspidosperma eteanum
Estudo farmacognóstico
Fitoquímico
Atividade antiplasmódica
Concentration Area: FÁRMACOS E MEDICAMENTOS
Research Line: AVALIAÇÃO BIOLÓGICA DE PRINCÍPIOS ATIVOS, NATURAIS E SINTÉTICOS
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::ANALISE E CONTROLE E MEDICAMENTOS
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstudoFarmacognosticoFitoquimico.pdf2,14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons