Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10560
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSANTOS, Glleyce Clívia Vinagre-
dc.date.accessioned2019-02-04T20:31:32Z-
dc.date.available2019-02-04-
dc.date.available2019-02-04T20:31:32Z-
dc.date.issued2017-03-16-
dc.identifier.citationSANTOS, Glleyce Clívia Vinagre. Ecos cinematográficos na poesia de Carlos Drummond de Andrade. 2017. 94 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Letras. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10560. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10560-
dc.description.abstractThe present dissertation develops an interpretive proposal of the changes occurred in the twentieth century, regarding human perception and its relation with a poetic language when it makes the movie of the cinema and the mark this in the poetry production of Carlos Drummond de Andrade, both in the which refers to references to cinema or to the use of a cinematographic language as a form of renewal of literary language for the influences in the formation of the drummondiano lyrical subject. Thus, divided into three chapters, poems selected from Alguma poesia (1930), "Canto ao homem do povo Charlie Chaplin", from A rosa do povo (1945), and a selection of poems from the series Boitempo (1968, 1973 and 1979). In the first chapter we see the outline of a panorama that clarifies us about a cinematographic language, such as changes in the structure of human perception when the emergence of cinema in modern man's life and his mark on Drummond's poetry. The second chapter introduces a reading of Drummond poems to investigate his profile as a poet-cinematographer and a transposition of a cinematographic language into a poetic language. In the third and last chapter are revealed some links between a drummondiana poetry and the Charlie Chaplin films, as well as some affinities between the poetic subject Carlos and the film character Carlito. Among the main theoretical and critical references taken as a basic for the writing of the chapters are Walter Benjamin (1987), with regard to the brand of cinema in human perception, Andrei Tarkovski (2010), in the treatment of cinematographic aspects, Paul Ricoeur (2007) and Henri Bergson (1999), with regard to the apprehension of memories in images, André Bazin (2006) in the study of aspects of the chapliniana work, finally, Marlene de Castro Correia (2002, 2010 and 2015), Davi Arrigucci Jr. (2002) and Antonio Candido (1989 and 1995) for the oriented study of the poetry of Carlos Drummond de Andrade.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectAndrade, Carlos Drummond de, 1922-1987-Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectCinema e literaturapt_BR
dc.subjectPoesiapt_BR
dc.titleEcos cinematográficos na poesia de Carlos Drummont de Andradept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Letras e Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIApt_BR
dc.contributor.advisor1GUIMARÃES, Mayara Ribeiro-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6834076554286321pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7798589837473166pt_BR
dc.description.resumoA presente dissertação desenvolve uma proposta interpretativa das mudanças ocorridas no século XX, no que diz respeito à percepção humana e sua relação com a linguagem poética quando do advento do cinema e da marca desse na produção poética de Carlos Drummond de Andrade, tanto no que diz respeito às referências ao cinema ou à utilização de aspectos da linguagem cinematográfica como forma de renovação da linguagem literária quanto às influências na formação do sujeito lírico drummondiano. Assim, dividida em três capítulos, investigam-se poemas selecionados de Alguma poesia (1930), “Canto ao homem do povo Charlie Chaplin”, de A rosa do povo (1945), e uma seleção de poemas da série Boitempo (1968, 1973 e 1979). No primeiro capítulo vemos o traçado de um panorama que nos esclarece sobre a linguagem cinematográfica, as mudanças na estrutura da percepção humana quando do surgimento do cinema na vida do homem moderno e sua marca na poesia de Drummond. O segundo capítulo adentra a leitura de poemas drummondiano para investigar seu perfil enquanto poeta-cinemeiro e a transposição de aspectos da linguagem cinematográfica para a linguagem poética. No terceiro e último capítulo revelam-se alguns laços entre a poesia drummondiana e os filmes de Charlie Chaplin, assim como algumas afinidades entre o sujeito poético Carlos e o personagem fílmico Carlito. Entre as principais referências teóricas e críticas tomadas como base para a escrita dos capítulos estão Walter Benjamin (1987), no que se refere à marca do cinema na percepção humana, Andrei Tarkovski (2010), no tratamento de aspectos cinematográficos, Paul Ricoeur (2007) e Henri Bergson (1999), no que diz respeito à apreensão das lembranças em imagens, André Bazin (2006) no estudo de aspectos da obra chapliniana, e, por fim, Marlene de Castro Correia (2015), Davi Arrigucci Jr. (2002) e Antônio Candido (1989 e 1995) para o estudo orientado da poesia de Carlos Drummond de Andrade.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.subject.linhadepesquisaLITERATURA: INTERPRETAÇÃO, CIRCULAÇÃO E RECEPÇÃOpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoESTUDOS LITERÁRIOSpt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EcosCinematograficosPoesia.pdf745,24 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons