Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10609
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 21-Feb-2018
Authors: ANDRADE, Luis Vladimir Mora
First Advisor: TOLEDO, Peter Mann de
First Co-Advisor: VIEIRA, Ima Célia Guimarães
Title: Construindo a utopia: análise histórica da política de conservação biológica sob a ótica do sistema socioecológico do arquipélago de Galápagos, Equador
Citation: ANDRADE, Luis Vladimir Mora. Construindo a utopia: análise histórica da política de conservação biológica sob a ótica do sistema socioecológico do arquipélago de Galápagos, Equador. Orientador: Peter Mann de Toledo. 2018. 132 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2017. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10609. Acesso em:.
Resumo: O arquipélago de Galápagos é muito conhecido por sua biodiversidade endêmica e por inspirar Charles Darwin em sua teoria da evolução. Após 1535, com sua descoberta acidental, uma série de acontecimentos históricos levou à redução das populações de tartarugas e à introdução de espécies exóticas. Com a criação da Estação Charles Darwin, um grande esforço internacional em torno da conservação da biodiversidade, atraiu um grande fluxo de turismo. Concomitante com o estabelecimento da estação, o Plano de Gestão do Parque Nacional promoveu a responsabilidade compartilhada no manejo das áreas protegidas, o qual integra as áreas protegidas terrestres e marinhas, e passou-se a considerar o arquipélago como um sistema socioecológico, com sua natureza única e especial ameaçada por mudanças globais recentes. Dessa forma, esse estudo visa compreender as relações entre as pressões antrópicas e a resiliência dos sistemas naturais no arquipélago. A metodologia baseia-se na análise de Gestão Ambiental na Ilha de São Cristóvão com informações secundárias retiradas das Sessões da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), para constuir o ciclo adaptativo de Holling e em entrevistas com residentes locais para a análise da percepção da comunidade. As recomendações sugeridas pela UNESCO, particularmente envolvem problemas como o turismo, a agricultura, a migração, espécies introduzidas, coordenação entre instituições. O estudo sobre percepção foi realizado entre os meses de junho e agosto de 2017, utilizando questionários, entrevistas com 260 residentes, e observação direta. Os resultados mostraram a UNESCO como organismo internacional responsável pela gestão ambiental que vem enfatizando os problemas apresentados no Arquipélago. Por outro lado, o governo equatoriano tenta equacionar e superar as adversidades. A UNESCO aponta a necessidade dos residentes conhecerem melhor o que é viver em um Patrimônio Natural e o que devem fazer para conservar esse patrimônio. Os principais impactos identificados foram: aumento do turismo (visitas), aumento de população (migração) espécies introduzidas, falta de um sistema efetivo de manejo de dejetos sólidos e manejo de águas residuais; falta de cooperação institucional coordenada, falta na implementação de pesquisas transdisciplinares. Neste último aspecto, implica que a abordagem de gestão dos ecossistemas e dos recursos naturais, não devem se concentrar nos componentes do sistema, mas em suas relações, interações e retroalimentações. Neste estudo argumentamos que a sustentabilidade a longo prazo do arquipélago depende das regras destinadas à exploração e conservação dos recursos naturais. A Ilha São Cristovão apresenta homens (53,46%) e mulheres (46,54%) residindo principalmente em Porto Baquerizo (71,92%), a maioria (60%) proveniente de Galápagos. A análise de percepção evidenciou uma tendência a respostas positivas com relação à gestão ambiental, contudo sinalizaram alguns impactos no modo de vida da população, especialmente relacionado ao aumento do turismo, às espécies introduzidas e à redução da mina, devido a extração de areia, cascalho e pedra para fazer as construções. Diante desse cenário, os atores locais delineiam um sistema com nuances sociais, ambientais e econômicos interligados, mais conflitantes, necessitando de uma gestão mais eficaz. Assim, percebe-se que o sistema socioecológico de Galápagos experimenta um processo dinâmico que reconhece as interações entre sistema natural e sistema social, em que a UNESCO direciona as estratégias da conservação da biodiversidade ao governo, incluindo critérios de gestão de ecossistemas e procura reduzir a pressão antrópica, das ilhas. À solução destes vitais problemas perpassa pela implementação de uma política de gerenciamento de conservação ambiental a longo prazo que possa reduzir os impactos sociais.
Abstract: The Galapagos archipelago is well known for its endemic biodiversity and for inspiring Charles Darwin in his theory of evolution. After 1535, with its accidental discovery, a series of historical events led to the reduction of turtle populations and the introduction of exotic species. With the creation of the Charles Darwin Station, a significant international effort on biodiversity conservation has attracted a large influx of tourism. Concomitant with the establishment of the station, the National Park Management Plan promoted shared responsibility for the management of protected areas, which integrates terrestrial and marine protected areas, and the archipelago was considered as a socio-ecological system, with its nature unique and special threat from recent global changes. Thus, this study aims to understand the relationships between anthropic pressures and the resilience of natural systems in the archipelago. The methodology is based on the analysis of Environmental Management on the Island of São Cristóvão with secondary information taken from the sessions of the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO), to build the adaptive cycle of Holling and in interviews with residents for the analysis of community perceptions. The recommendations suggested by UNESCO mainly involve problems such as tourism, agriculture, migration, introduced species, coordination between institutions. The perception study was conducted between June and August 2017 using questionnaires, interviews with 260 residents, and direct observation. The results showed UNESCO as an international body responsible for environmental management that has been emphasizing the problems presented in the Archipelago. On the other hand, the Ecuadorian government tries to balance and overcome adversity. UNESCO points out the need for residents to know better what it is to live in a Natural Heritage and what they must do to conserve that heritage. The primary identified impacts were: increased tourism (visits), population increase (migration); species introduced; lack of an effective system of solid waste management and wastewater management; lack of coordinated institutional co-operation; implementation of transdisciplinary research. In this last aspect, it implies that the management approach of ecosystems and natural resources should not focus on the components of the system, but on their relationships, interactions and feedbacks. In this study, we argue that the long-term sustainability of the archipelago depends on the rules for the exploration and conservation of natural resources. São Cristovão Island presents men (53.46%) and women (46.54%) residing mainly in Porto Baquerizo (71.92%); the majority (60%) from Galapagos. The perception analysis showed a tendency towards positive responses about environmental management, but they indicated some impacts on the way of life of the population, primarily related to the increase of tourism, introduced species and the reduction of the mine due to the extraction of sand, gravel, and stone to make the buildings. Given this scenario, local actors outline a system with interrelated but conflicting social, environmental and economic nuances, requiring more efficient management. Thus, it is perceived that the socio-ecological system of Galapagos undergoes a dynamic process that recognizes the interactions between natural system and social system, in which UNESCO directs biodiversity conservation strategies to the government including criteria of ecosystem management and seeks to reduce the pressure the solution to these vital problems is the implementation of a long-term environmental conservation management policy that can reduce social impacts.
metadata.dc.description.resumen: El Archipíleago de Galápagos es muy conocido por su biodiversidad endémica e porque inspiro al cientifífico Charles Darwin em su teoria de la evolución. Despues de su descubrimiento accidental em el año de 1535 una serie de acontecimientos históricos llevó a arducción dela poblacionesd tortugas y la introducción de especies exóticas. Con la creación de la Fundación Chales Darwin, un grande esfuerzo internacional se produjo en relación a la biodiversidad, lo que atrajo un grande flujo de turismo. Esto resultó con e establecimieto de la Estación Charles Darwin y con el Plan de Manejo del Parque Nacional Galápagos promovieron la responsabilidad compartida en el manejo de las áreas protegidas, el cual integra las áreas protegidas terrestres e marinas y se consideró al archipiélago como un sistema socioecológico, con su naturaeza única y especial amenazada por cambios globles recientes. De esta manera este estudio busca compender las relaciones entre presiónes antrópicas y resiliencia de los sisemas naturales en el archipiélago. La metodología se basa en el análisis de la gestión ambienal de la isla San Cristóval con informaciones retiradas de las Seciones de la Oganización de las Naciones Unidas para la Educación Ciencia e Cultura (UNESCO), para construir el ciclo adaptativo de Holling y con entrevistas a los residentes locales para el análisis de la percepción de la comunidad. Las reomendaciones sugridas por UNESCO, particularmente envuelvem problemas como turismo, agricultura, migración, especien introducidas, coorinación entre instituciones. El estudio sobre percepçao fue realizado entre los meses de junio a agosto de 2017, utilizando questionarios, entrevistas cm 260 residentes e observación directa. Los resultados muestran a UNESCO como un organismo inernacional responsable pela gestão ambiental que viene describiendo los problemas que tiene presentados em el Archipiélago. Por outro lado, el governo ecuatoiano intenta superar las adversidades. La UNESCO apunta como necesidad de los residentes conocer que es mejor que es vivir em um Patrimonio Natural de la Humanidad e que se debe hacer para conservar este patrimonio. Los principales impactos identificados fueron: aumento de turismo (visitas), aumento de la población (migración), espécies introducidas, falta de um sistema efectivo de manejo de desechos sólidos e manejo de aguas residuais, falta de cooperación institucional coordinada e manejo de aguas residuales; Falta de implementación de investagación transdisciplinar. En este último aspecto, implica la gestion de los ecossistemas e recursos naturales, que no solo se deben concentrar em los componentes del sistema, mas em sus relaciones e interaciones e retroalimentaciones. Em este estúdio argumentamos que la sustentabilidade a largo plazo del archipiélago depende e las reglas destinadas a la conservación de los recursos naturales. Em la isla San Cristóbal presenta hombres (53,46%) e mujeres (46,54%), que recide principalmente en Puerto Baquerizo Moreno (71,92), a mayoria (60%) proviene de Galápagos. El análisis de percepción evidencio uma tendência em las respuestas positivas em relación a la gestión ambiental, contodo se analisa algunos impactos em e modo de vida de la población, especialmente relacionado al aumento del turismo, espécies introducidas y a reducción de la mina, devido a la extracción de arena, cascajo y piedra para las construcciones. Em este escenario, los actors locales delinian um sistema com matices sociales, ambientales e económicos interconectados e contradictorio, necesitando de uma gestion mas eficaz. Asi se percibe que el sistema socioecológco de Galápagos expeenta um proceso dinámico que reconoce las interaciones entre el sistema social y el sistema natural, em que UNESCO direciona las estratégias de conservación de la biodiversidad del govierno, incuyendo critérios de gestión de ecosistemas y busca reducir la resión antrópica e las islas. La solución de estos itales problemas passa por la implementación de uma politica de gestión de conservación ambiental a largo plazo que pueda reducir los impactos sociales.
Keywords: Biodiversidade - Conservação
UNESCO
Equador - País
Concentration Area: ECOSSISTEMAS AMAZÔNICOS E DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Museu Paraense Emílio Goeldi
Institution Acronym: UFPA
EMBRAPA
MPEG
Department: Instituto de Geociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ConstruindoUtopiaAnalise.pdf2,71 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons