Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10617
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 30-Apr-2016
metadata.dc.creator: SILVA, Carla Batista da
metadata.dc.contributor.advisor1: GUIMARÃES, José Tasso Felix
Title: Palinologia da Formação Pirabas, nos municípios de Primavera e Salinópolis, nordeste do estado do Pará, Brasil
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Carla Batista da Silva. Palinologia da Formação Pirabas, nos municípios de Primavera e Salinópolis, nordeste do estado do Pará, Brasil. Orientador: José Tasso Felix Guimarães. 2016. 54 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10617. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Durante a transição Paleogeno - Neógeno, a costa amazônica (Brasil) apresentava taxas muito baixas de sedimentação e influxo de sedimentos siliciclásticos supridos por uma antiga bacia hidrográfica, que permitiu formação de extenso e espesso depósito carbonático. Com o desenvolvimento do leque do Rio Amazonas no Mioceno superior, estes depósitos podem ter representado o último estágio de sedimentação carbonática em ambientes transicionais do litoral amazônico. A integração de dados de fácies e análise palinológica de um furo de sondagem de Primavera/PA (FPPR-160) juntamente com a reavaliação da sistemática palinológica de Cunha (2013) de um afloramento da praia do Atalaia em Salinópolis/PA, permitiu a identificação de uma laguna conectada à uma plataforma marinha rasa depositada entre o Oligoceno superior e Mioceno inferior. A ocorrência de Retibrevitricolporites grandis no testemunho FPR – 160, em amostras retiradas da base do testemunho, logo acima de rochas cristalinas do embasamento, atribuiu uma idade máxima de Oligoceno superior para então a base da Formação Pirabas. A presença das espécies Retitrescolpites irregularis, Psilatricolporites crassoexinatus e Retibrevitricolporites grandis somado à ausência da espécie Zonocostites ramonae e Deltoidospora adriennis, pode indicar que houve considerável influência continental sobre os depósitos ou ocorrência de um ambiente marinho com áreas de mangue restritas. A ocorrência de Mauritiidites franciscoi, P. crassoexinatus, R. irregularis, Malvacipolloides maristellae e Z. ramonae no perfil estratigráfico feito na praia do Atalaia (Salinopólis/PA), sugere idade de Mioceno inferior para o topo desta unidade, interpretado como um paleoambiente lagunar bordejado por vegetação de manguezal.
Abstract: During the Paleogene - Neogene transition, the Amazon coast (Brazil) presented very low rates of sedimentation and influx of siliciclastic sediments supplied by an ancient river basin, which allowed the formation of extensive and thick carbonate deposit. According to the development of Amazon fan in the upper Miocene, these deposits may have represented the last stage of carbonate sedimentation in transitional environments of the Amazon coast. The integration of facies and pollen analysis of a drill hole from Primavera/PA (FPR-160 core) and reassessment of pollen systematic of Cunha (2013) from an outcrop in Salinopólis/PA, allowed the identification of a lagoon connected to a shallow marine platform formed between the upper Oligocene and lower Miocene. The occurrence of Retibrevitricolporites grandis in FPR-160 core in the basal portion of the core, which is just above the crystalline basement rocks, provided a maximum age restricted to the upper Oligocene for the base of the formation Pirabas. The presence of Retitrescolpites irregularis, Psilatricolporites crassoexinatus and Retibrevitricolporites grandis together with the absence of Zonocostites ramonae and Deltoidospora adriennis may indicate that there was considerable continental influence on the deposits or occurrence of a marine environment with restricted mangrove areas. The occurrence of Mauritiidites franciscoi, P. crassoexinatus, R. irregularis, Malvacipolloides maristellae and Zonocostites ramonae in the outcrop in Salinopólis/PA, suggests lower Miocene age to the top of this unit, interpreted as a lagoon bordered palaeoenvironment by mangrove vegetation.
Keywords: Palinologia - Pará, Nordeste
Formações (Geologia) - Pará, Nordeste
Palinologia
Formação Pirabas
Oligoceno superior
Mioceno inferior
Primavera-PA
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ANÁLISE DE BACIAS SEDIMENTARES
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA::MORFOLOGIA VEGETAL::PALINOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PalinologiaFormacaoPirabas.pdf3,47 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons