Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10719
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTRINDADE, Eduardo Nascimento-
dc.date.accessioned2019-03-01T12:49:33Z-
dc.date.available2019-03-01T12:49:33Z-
dc.date.issued2017-06-23-
dc.identifier.citationTRINDADE, Eduardo Nascimento. Efeitos do número de pareamentos no uso do procedimento de observação de pareamento de estímulos para ensinar tato e resposta de ouvinte para crianças com autismo. 2017. 33 f. Orientador: Carlos Barbosa Alves de Souza . Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10719. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10719-
dc.description.abstractTwo procedures have been proposed as alternatives to matching to sample as ways to induce the emergence of repertoires not directly taught: 1) multiple exemplar instruction (MEI); and 2) stimulus observation pairing (SPO). MEI implies the rotation of teaching different responses to a stimulus (ex, tact and listener response), which favors the incidental learning of these types of responses to new stimuli from the teaching only one type. In the SPO is only required the observation of stimuli presented next to each other, without differential reinforcement. The results of some studies suggest that a higher frequency of pairings could lead to the emergence of tact and listener responses not taught directly, and that the stimuli pairings may affect the MEI. The present study evaluated the effect of SPO with a higher frequency of pairings by trials on the emergence of tact and listener responses in three children with autism, and the effect of SPO in teaching these responses through MEI. For two participants, the SPO with more pairings by trials favored the emergence of the listener repertoire. These participants only learned tact responses after MEI. SPO had a facilitating effect on MEI training. The role of MEI and intensive tact training for the emergence of tact and listener repertoires is discussed, as well as the types of stimulus control that the SPO seems to favor, and the possibility of investigating the SPO in more natural situations that may favor the learning of tact without direct training.pt_BR
dc.description.sponsorshipCNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológicopt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectPsicologia: pesquisa experimentalpt_BR
dc.subjectAnálise do comportamentopt_BR
dc.subjectAutismo em criançaspt_BR
dc.subjectTato - Aspecto psicológicopt_BR
dc.subjectEstímulos - SPOpt_BR
dc.subjectPareamento: procedimento de observação - Autismopt_BR
dc.subjectInstrução com Múltiplos Exemplares - MEIpt_BR
dc.subjectOuvintept_BR
dc.subjectAutismopt_BR
dc.titleEfeitos do número de pareamentos no uso do procedimento de observação de pareamento de estímulos para ensinar tato e resposta de ouvinte para crianças com autismopt_BR
dc.title.alternativeEffects of the number of pairings on the use of the stimulus pairing observation procedure to teach tact and listener response for children with autismpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNúcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamentopt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApt_BR
dc.contributor.advisor1SOUZA, Carlos Barbosa Alves de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1264063598919201pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3334028989992104pt_BR
dc.description.resumoDois procedimentos têm sido propostos como alternativas ao emparelhamento ao modelo como vias para induzir a emergência de repertórios não ensinados diretamente: 1) instrução com múltiplos exemplares (MEI); e 2) observação de pareamento de estímulos (SPO). O MEI implica a rotação do ensino de diferentes respostas a um estímulo (ex. tato e reposta de ouvinte), o que favorece a aprendizagem incidental desses tipos de respostas para novos estímulos a partir do ensino de apenas um dos tipos. No SPO é exigida apenas uma resposta de observação de estímulos apresentados próximos temporalmente, sem reforçamento diferencial para quaisquer tipos de resposta. Os resultados de alguns estudos sugerem que uma maior frequência de pareamentos poderia levar a emergência de respostas de tato e ouvinte não ensinadas diretamente, e que o pareamento de estímulos pode afetar o procedimento de MEI. O presente estudo avaliou o efeito de SPO com uma frequência maior de pareamentos por tentativas sobre a emergência de respostas de tato e ouvinte em três crianças com autismo, e o efeito do SPO no ensino dessas repostas por meio de MEI. Para dois participantes o SPO com mais pareamentos a cada tentativa favoreceu a emergência do repertório de ouvinte. Estes participantes somente aprenderam respostas de tato após o MEI. O SPO teve um efeito facilitador no treino de MEI. Discutem-se o papel do MEI e de treino de tato intensivo para a emergência de repertórios de tato e ouvinte, assim como os tipos de controle de estímulo que o SPO parece favorecer, e a possibilidade de investigar o SPO em situações mais naturais que possam favorecer o aprendizado de repostas de tato sem treino direto.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamentopt_BR
dc.subject.linhadepesquisaANÁLISE DO COMPORTAMENTO: DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA COMPORTAMENTALpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoPSICOLOGIA EXPERIMENTALpt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitosNumeroPareamentos.pdf775,92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons