Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10722
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 14-Mar-2014
metadata.dc.creator: SANTOS, Edson Luiz Nascimento dos
metadata.dc.contributor.advisor1: SOUZA, Carlos Barbosa Alves de
Title: Integração dos repertórios de ouvinte e falante (naming) em crianças autistas: efeitos do ensino com objetos e figuras
Other Titles: Integration of listener and speaker repertoires (naming) in autistic children: effects of teaching with objects and figures
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SANTOS, Edson Luiz Nascimento dos. Integração dos repertórios de ouvinte e falante (naming) em crianças autistas: efeitos do ensino com objetos e figuras. 2014. 40 f. Orientador: Carlos Barbosa Alves de Souza. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10722. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Uma atual recomendação para induzir o repertório de Naming (integração dos repertórios de falante e ouvinte) em pessoas com atraso no desenvolvimento é o procedimento de instrução com múltiplos exemplares. Estudos sugerem que podem existir diferenças no aprendizado do Naming em função da modalidade do estímulo utilizado. O presente estudo comparou a utilização de estímulos bidimensionais e tridimensionais em um procedimento de MEI para instalar Naming em quatro crianças com autismo. Na Fase 1 avaliou-se a linha de base do repertório de Naming em duas etapas: treino do repertório de matching-to-sample de identidade com tato dos estímulos modelo pelo experimentador (IDMTS+Tato) e testes dos repertórios de MTS auditivovisual (AVMTS) e de tato. Na Fase 2 treinou-se IDTMS+Tato, AVMTS e tato com novos estímulos. Atingido o critério na Fase 2, a Fase 1 era replicada para verificar a emergência do Naming (Fase 3). Observado Naming na Fase 3, a Fase 1 era replicada com novos estímulos para confirmar a aquisição do repertório (Fase 4). Um participante demonstrou aquisição de Naming na Fase 4 com estímulos 2D e o componente de ouvinte com estímulos 3D. Outro participante demonstrou Naming na Fase 1 com estímulos 2D e adquiriu o componente de ouvinte do Naming com estímulos 3D na Fase 4. Discute-se a efetividade do procedimento de MEI para instalar Naming em crianças com autismo, o papel da modalidade de estímulos utilizada, a interação entre os repertórios de falante e ouvinte, a generalização do Naming para outros tipos/modalidades de estímulos e a aplicabilidade dos resultados.
Abstract: A current recommendation to induce Naming repertoire (integration of speaker and listener repertoire) in people with developmental disabilities is the procedure of multiple exemplar instruction (MEI). Studies suggest that there may be differences in Naming learning due to the type of stimulus used. The current study compared the use of twoand three-dimensional stimuli in a MEI procedure to install Naming repertoire in four autistic children. Phase 1 evaluated the baseline of Naming repertoire in two stages: training of identity matching-to-sample repertoire with the experimenter tacting the sample stimuli (IDMTS+tact) and test of MTS auditive-visual (AVMTS) and tact. Phase 2 trained IDMTS+tact, AVMTS and tact with new stimuli. After reaching criterion in Phase 2, Phase 1 was replicated to verify the emergence of Naming (Phase 3). Having observed Naming in Phase 3, Phase 1 was replicated with new stimuli to confirm the repertoire acquisition (Phase 4). One participant showed complete acquisition of Naming in Phase 4 with 2D stimuli and acquired the listener component of Naming with 3D stimuli. Another participant showed Naming in Phase 1 with 2D stimuli and acquired the listener component of Naming with 3D stimuli in Phase 4. The effectiveness of MEI procedure to install Naming in autistic children, the role of stimuli modality used, the interaction between speaker and listener repertoires, the generalization of Naming for other types/forms of stimuli and the applicability of study results are discussed.
Keywords: Psicologia infantil
Autismo
Autismo em crianças
Psicoterapia infantil
Estimulação sensorial
Naming
Instrução com Múltiplos Exemplares - MEI
Estímulos bi e tridimensionais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_integracaoRepertoriosOuvite.pdf682,62 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons