Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10729
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 19-Mar-2018
metadata.dc.creator: SOARES, Jaine Freitas
metadata.dc.contributor.advisor1: COHEN, Marcelo Cancela Lisboa
Title: Estabelecimento e expansão dos manguezais de Laguna-SC: efeito do aquecimento global ou resultado de processos sedimentares?
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: SOARES, Jaine Freitas. Estabelecimento e expansão dos manguezais de Laguna-SC: efeito do aquecimento global ou resultado de processos sedimentares?. Orientador: Marcelo Cancela Lisboa Cohen. 2018. 49 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10729. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A integração de dados polínicos, isotópicos (δ13C, δ15N, C/N), feições sedimentares e datação por 14C e 210Pb a partir de quatro testemunhos (LAG3, LAG4, LAG5 e LAG6) coletados em uma barra arenosa na lagoa de Santo Antônio, município de Laguna, Santa Catarina, permitiu a reconstituição paleoambiental dos últimos 900 anos AP. Os dados revelam duas associações de fácies ao longo destes testemunhos: (A) Barra arenosa, representada por depósitos arenosos maciços (fácies Sm) e (B) Planície de maré, representada pelas fácies acamamento heterolítico lenticular (Hl) e acamamento heterolítico wavy (Hw). Os depósitos da barra arenosa foram acumulados entre >940 e ~431 cal anos AP, provavelmente sob influência de um Nível Relativo do Mar (NRM) estável ou subida do NRM durante os últimos 1000 anos. O conteúdo polínico preservado ao longo da fase da barra arenosa indica um predomínio de árvores, arbustos, ervas e algumas palmeiras oriundos das unidades de vegetação do entorno da laguna. A relação δ13C (-24‰ - 15‰) e C/N (6-30) desta associação de fácies revela uma forte contribuição de matéria orgânica de algas marinhas e plantas terrestres C3 e C4. Durante o acúmulo dos depósitos da planície de maré, ocorridos nos últimos 60 anos, houve a implantação principalmente de Spartina com alguns arbustos de Laguncularia espaçados. A relação δ13C (-24‰ - 16‰) e C/N (7-22) revela uma origem da matéria orgânica sedimentar similar ao período da barra arenosa. Com base nesses dados e nos gradientes de temperatura na distribuição da Spartina e nos gêneros de árvores de manguezais ao longo da costa de Santa Catarina é razoável propor que a recente colonização de Laguncularia na região de Laguna está sendo causada pelo aumento gradual das temperaturas mínimas de inverno observado nos últimos 50 anos. Caso de fato exista uma relação entre essa tendência climática e a expansão das árvores de Laguncularia para sul do Brasil, a superfície das barras arenosas e planícies de maré lamosas da margem das lagunas do sul do Brasil, hoje em grande parte ocupadas por Spartina, serão gradualmente colonizadas e/ou substituídas não apenas por Laguncularia, mas também por Avicennia e dentro de mais alguns anos por Rhizophora.
Abstract: The integration of pollen, isotopes (δ13C, δ15N, C/N), sedimentary features, 14C and 210Pb dating from four sediment cores (LAG-3, LAG-4,LAG-5 e LAG-6). Sampled from a sandbar at Santo Antônio Lagoon, Laguna City, Santa Catarina, allowed the paleoenviromental reconstruction of the last 900 years BP. The dates reveal two facies associations along these cores: (A) Sandbar, represented by massive sand (facies Sm), and (B) tidal flat, represented by lenticular heterolithic bedding (Hl) and wavy heterolithic bedding (Hw). The deposits of sand bar was accumulated between >940 e ~431 cal years BP, probably under influence of a stable relative sea level (RSL) or rise of RSL during the last 1000 years. The pollen data preserved along the sandbar phase indicate a predominance of trees, shrubs herbs and some palms originating from vegetation units surrounding the lagoon. The relation δ13C (-24‰ - 15‰) and C/N (6-30) of this facies association reveals a strong contribution of organic matter from marine algae and terrestrial plants C3 and C4. During the accumulation of tidal flat deposits, occurred during the last 60 years, there was the establishment mainly of Spartina with some spaced Laguncularias shurbs. The relation δ13C (-24‰ - 16‰) and C/N (7-22) reveals an origin of sedimentary organic matter similar to the period of sandbar deposits. Based on this data and distribution gradient of Spartina and on mangrove’s trees genus along the Santa Catarina coast, is reasonable to propose that the recent colonization of Laguncularia at region of Laguna has been caused by gradual increase in minimum winter temperatures observed during last 50 years. Whether the climatic trend is the main force driving the expansion of Laguncularia trees to southern Brazil, the surface of the sandybars and tidal flats of the lagoon margin of southern Brazil, now largely occupied by Spartina, will be gradually colonized and/or replaced not only by Laguncularia, but also by Avicennia, followed during the next years, by Rhizophora.
Keywords: Palinologia
Isótopos
Florestas de mangue
Mudanças climáticas
Lagoa de Santo Antônio - SC
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: GEOLOGIA MARINHA E COSTEIRA
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOLOGIA AMBIENTAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstabelecimentoExpansaoManguezais.pdf4,89 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons