Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10817
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 6-Apr-2018
Authors: LEAL, Géssica Aline Dos Santos
First Advisor: MAGALHÃES, Celina Maria Colino
Title: Responsividade materna durante o banho e amamentação: análise da interação mãe-bebê no cárcere
Other Titles: Maternal resonsiveness during the bath and breastfeeding: analyze mother-baby interaction in the prison
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: LEAL, Géssica Aline Dos Santos. Responsividade materna durante o banho e amamentação: análise da interação mãe-bebê no cárcere. 2018. 31 f. Orientadora: Celina Maria Colino Magalhães. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: . Acesso em:.
Resumo: A convivência mãe-bebê no cárcere tem sido defendida pela importância primária que exerce sobre a vinculação afetiva na díade. A interação materno-infantil tem sido amplamente relacionada à sobrevivência da criança. Uma das maneiras de analisar a interação mãe-bebê é assumir como foco a responsividade materna. O presente estudo propõe-se a analisar as interações entre mãe-bebê durante as situações de banho e amamentação, a partir da responsividade materna, no contexto de cárcere. Participaram do estudo cinco díades. As mães tinham entre 20 e 42 anos, e haviam sido presas por crime de tráfico e/ou homicídio. Os bebês, sendo quatro do sexo feminino e um do sexo masculino, possuíam faixa etária de um a seis meses de idade. Os dados de caracterização da díade foram coletados por meio de consulta de prontuários e entrevistas. No que diz respeito aos dados observacionais, estes foram oriundos de filmagens. A posteriori, estes dados foram analisados a partir de dois protocolos: Protocolo de análise dos comportamentos parentais e infantis e Protocolo de sequências responsivas e não responsivas. Os dados do prontuário e de entrevistas originaram as micronarrativas da história de vida das díades. Em relação aos dados observacionais, foram geradas estatísticas para descrevê-los, bem como de representações através de grafos. Os índices para a responsividade e não-responsividade materna foram calculados a partir das médias obtidas para cada tipo de sequência, em ambas as situações. Os principais resultados indicaram: O banho mostrou-se como uma situação propícia às trocas interativas na díade. Por fim, a interação nas díades envolveu principalmente o comportamento olhar e falar, na perspectiva materna. Adotando como referencial o comportamento infantil, observou-se que os comportamentos envolvidos nas sequencias responsivas foi o olhar em direção à mãe, seu rosto ou parte do corpo. Durante a amamentação foi registrada maior frequência de sequências não-responsivas. Os resultados são sugestivos para pensar em estratégias que fortaleçam as sequências de responsividade entre as díades em momentos de amamentação.
Abstract: The mother-baby cohabitation in prison has been defended by primary importance that exerts on the affective attachment in the dyad. Maternal-infant interaction has been largely related to child survival. One way to analyze mother-infant interaction is to focus maternal responsiveness. The present study proposes to analyze the interactions between mother-baby during bathing and breastfeeding situations, based on maternal responsiveness, in the context of jail. Five dyads participated in the study. The mothers were between 20 and 42 years old and have been arrested for a crime of trafficking and/or homicide. Infants, four of them female and one male, were aged between one and six months. Data on the characterization of dyad were collected through medical records and interviews. Regarding the observational data, these came from filming. Subsequently, these data were analyzed from two protocols: Parental and Child Behavior Analysis Protocol and Protocol of Responsive and Nonresponsive Sequences. The data of medical record and interviews gave rise to micronarratives the life history of dyads. In relation to the observational data, statistics were generated to describe them, as well as representations through graphs. Indices for maternal responsiveness and nonresponsiveness were calculated from the means obtained for each type of sequence, in both situations. It was observed that bathing proved to be a favorable situation for interactive changes in the dyad. Finally, the interaction in the dyads mainly involved the look and speak behavior, in maternal perspective. Adopting infant behavior as a reference, it was observed that the behaviors involved in sequences responsive were the look towards the mother, her face or part of the body. During breastfeeding, a higher frequency of nonresponsive sequences was recorded.
Keywords: Interação mãe - bebê
Responsividade materna
Banho
Amamentação
Cárcere
Concentration Area: ECOETOLOGIA
Research Line: ECOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ResponsividadeMaternaDurante.pdf4,38 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons