Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10821
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 10-Nov-2015
metadata.dc.creator: PUREZA, Heloisa Quaresma
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO NETO, Marcus Bentes de
Title: O jato de ar quente como estímulo aversivo: delineamento de sujeito único e sensibilização
Other Titles: The hot air blast as aversive stimulus: single-subject designs and sensitization
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: PUREZA, Heloisa Quaresma. O jato de ar quente como estímulo aversivo: delineamento de sujeito único e sensibilização. 2015. 28 f. Orientador: Marcus Bentes de Carvalho Neto. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Estudos anteriores que testaram o jato de ar quente (JAQ) como um punidor alternativo ao choque elétrico utilizaram somente o delineamento entre-grupos embora o delineamento de sujeito único também seja indicado para examinar medidas comportamentais. Um destes estudos apresentou a hipótese de que a presença da luz durante a sessão experimental poderia afetar a função aversiva do JAQ por sensibilização, tornando-o mais efetivo na supressão de respostas operantes de pressão à barra. O objetivo do presente estudo foi: (a) avaliar a função aversiva do JAQ em um delineamento de sujeito único e (b) testar a hipótese do aumento da função supressiva do JAQ na presença de luz. Foram utilizados 16 ratos albinos, divididos em dois grupos, expostos a três fases experimentais. Na fase Pré-Punição, vigorou um esquema múltiplo no qual dois componentes (claro/escuro) sucederam-se randomicamente a cada dois minutos, ambos em uma contingência de VI 30seg. Na fase Punição, as mesmas condições experimentais foram mantidas, porém a contingência aversiva (em FR1) foi sobreposta ao VI 30seg., durante o componente claro, para o grupo Punição Claro (PC), e o componente escuro, para o grupo Punição Escuro (PE). Na fase Pós-Punição, a contingência aversiva foi suspensa para os dois grupos. Os resultados mostraram que os sujeitos emitiram altas taxas de respostas de pressão à barra durante a Pré-Punição e Pós-Punição, mas esse comportamento foi suprimido durante o componente punido da fase Punição. Os resultados também mostraram que não houve diferença na supressão das respostas de pressão à barra quando o JAQ foi apresentado na presença ou na ausência da luz (fase Punição). Portanto, mais uma vez o JAQ mostrou-se efetivo como um estímulo punidor de respostas operantes e a presença ou ausência da luz não pareceu alterar, nesse contexto, a função aversiva do JAQ.
Abstract: Previous studies which tested the Hot Air Blast (HAB) as an alternative stimulus to electric shock only used between-groups designs although the single-subject designs also are appropriate to examine behavioral measures. One of this studies proposed that the presence of light during the experimental session would affect the aversive function of the HAB, making it more effective in suppressing operant bar-pressing response. The aim of this study was (a) evaluate the aversive function of JAQ on a single subject design and (b) to test the hypothesis about the increase of the suppressive function of HAB in the presence of light. To test this, 16 albino rats were divided into two groups and exposed to three experimental phases. In Pre-Punishment phase lasted a multiple schedule in which two components (light/dark) succeeded randomly every two minutes, both on a VI 30sec contingency. In Punishment phase, the same experimental conditions were maintained, but the aversive contingency (in FR1) was superimposed on the VI 30sec. during the light component, for group Punishment light (PL), and the dark component, for group Punishment Dark (PD). In the Post-Punishment phase, aversive contingency was suspended for both groups. The results showed that subjects emitted high rates of bar-pressure responses during the Pre-Punishment and Post-Punishment, but this behavior was suppressed during the punishment components in Punishment phase. The results also showed no differences in the suppression of operant bar-pressing response when the HAB was presented in the presence or absence of light (Punishment phase). Therefore, once again the HAB was effective as a punisher stimulus for operant responses and the presence or absence of light, under the manipulated conditions, did not change the aversive function of the HAB.
Keywords: Jato de ar quente
Sujeito-único
Luz
Função aversiva
Punição
Sensibilização
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO: BASES EXPERIMENTAIS E HISTÓRICO-CONCEITUAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_JatoArQuente.pdf818,45 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons