Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10879
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 29-Aug-2018
metadata.dc.creator: CARDOSO, Suelem Maciel
metadata.dc.contributor.advisor1: TRINDADE JÚNIOR, Saint-Clair Cordeiro da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: PEREIRA, José Carlos Matos
Title: A Cidade dos invisíveis? Indígenas e impactos de políticas neodesenvolvimentistas em Altamira, sudoeste paraense
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: CARDOSO, Suelem Maciel. CIDADE DOS INVISÍVEIS? Indígenas e impactos de políticas neodesenvolvimentistas em Altamira, sudoeste paraense. Orientador: Saint-Clair Cordeiro da Trindade Júnior. 2018. 220 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10879. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Sob a perspectiva interdisciplinar, esta pesquisa vai ao encontro do tema “indígenas em cidades de grandes projetos”. Analisar a presença e o significado dos povos indígenas na cidade média de Altamira no contexto dos grandes projetos amazônicos, associado ao modelo neodesenvolvimentista, no período mais recente, é seu principal objetivo. Nesse sentido, o espaço urbano altamirense é nosso recorte empírico de análise, sendo alvo de muitas políticas públicas e privadas conflitantes com os modos de vida de uma cidade com forte vínculo com o rio Xingu. Para sistematização da pesquisa, lançamos mão dos seguintes procedimentos metodológicos: a) revisão bibliográfica teórico-conceitual de temas pertinentes à pesquisa; b) revisão histórico-geográfica sobre a formação socioespacial da cidade de Altamira; c) levantamento de dados primários e secundários sobre os povos indígenas na cidade de Altamira e seus modos de vida, bem como o significado deles no contexto das políticas de desenvolvimento urbano e regional e de mitigação e compensação de impactos da Usina Hidrelétrica Belo Monte; d) realização de entrevistas individuais gravadas, com perguntas semiestruturadas. Com a implantação da Usina Hidrelétrica Belo Monte, na sub-região do sudoeste paraense e curso médio do rio Xingu, no âmbito das políticas neodesenvolvimentistas, muitos direitos dos povos indígenas médio-xinguanos foram violados. A partir do empreendimento, aumentou-se o movimento de luta por direitos e por políticas específicas para essa população diferenciada, sobretudo no espaço intraurbano de Altamira, o que se refletiu no aumento do número de organizações indígenas e de seus associados na cidade. O conjunto de políticas projetadas para a região e para a cidade, de desenvolvimento e mitigação e compensação de impactos da Usina Hidrelétrica Belo Monte, apesar de seus diagnósticos atentarem para algumas particularidades, como a presença indígena e seus modos de vida, isto, de fato, não tem sido levado em consideração
Abstract: From an interdisciplinary perspective, this research meets the theme "indigenous people in cities of large projects". Analyzing the presence and meaning of indigenous peoples in the middle city of Altamira in the context of large Amazonian projects, associated with the neodevelopment model, in the most recent period, is its main objective. In this sense, the urban space is our focus of empirical analysis, being the target of many public and private policies conflicting with the ways of life of a city with a strong link with the Xingu River. To systematize the research, we use the following methodological procedures: a) theoretical-conceptual bibliographic review of themes pertinent to the research; b) historical-geographic revision on the socio-spatial formation of the city of Altamira; c) survey of primary and secondary data on indigenous peoples in the city of Altamira and their ways of life, as well as their significance in the context of urban and regional development policies and the mitigation and compensation of impacts of the Belo Monte Hydroelectric Power Plant; d) individual recorded interviews with semi-structured questions. With the implementation of the Belo Monte Hydroelectric Power Plant, in the sub-region of the Southwest of paraense and the middle course of the Xingu River, in the scope of neo-developmental policies, many rights of the Xingu-indigenous peoples have been violated. From the enterprise, the movement for rights struggle and specific policies for this differentiated population was increased, especially in the intra-urban space of Altamira, which was reflected in the increase in the number of indigenous organizations and their associates in the city. The set of policies designed for the region and the city to develop and mitigate or compensate for impacts of the Belo Monte Hydroelectric Power Plant, despite the fact that their diagnoses are attentive to some particularities, such as the indigenous presence and their way of life, has not been taken into account
Keywords: Políticas neodesenvolvimentistas
Impactos socioespaciais
Indígenas na cidade
Altamira
Amazônia
Usina Hidrelétrica Belo Monte.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA URBANA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CidadeInvisiveisIndigenas.pdf5,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons