Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10903
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 31-Jan-2018
metadata.dc.creator: COUTO, Andrea Lobato
metadata.dc.contributor.advisor1: RAMOS, Maely Ferreira Holanda
Title: Adoecimento de docentes na educação básica: uma revisão sistemática da literatura
Citation: COUTO, Andrea Lobato. Adoecimento de docentes na educação básica: uma revisão sistemática da literatura. Orientadora: Maély Ferreira Holanda Ramos. 2018. 124 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10903. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O adoecimento de professores da Educação Básica tem sido alvo de investigações na academia, e o levantamento das principais pesquisas nacionais e estrangeiras acerca da temática é imprescindível para se obter uma visão geral do que tem sido investigado. Este estudo objetiva construir um panorama das pesquisas nacionais e internacionais publicadas entre os anos 2006 e 2017 sobre o tema adoecimento docente na Educação Básica. Utiliza a técnica da Revisão Sistemática da Literatura (RSL), de caráter exploratório e descritivo, com buscas nas bases SciELO, Eric, Lilacs e CAPES. Os seguintes critérios de inclusão foram considerados: somente artigos; dos últimos 11 anos; apenas os disponíveis na íntegra; apenas os gratuitos; apenas os revisados por pares; que tratem de professores da Educação Básica; que tenham os principais descritores no título ou nas palavras chave. A técnica de Análise de Conteúdo foi feita com auxílio do software NodeXL. Após a busca inicial, foram aplicados os critérios, obtendo-se 45 artigos. Os resultados apontaram maior frequência (35 = 77,8%) de estudos investigando condições de trabalho, saúde e sofrimento, bem como estratégias de enfrentamento, revelando que as pesquisas têm sido direcionadas na busca pela relação entre trabalho e adoecimento do professor. Um total de 3 (6,6%) artigos usaram a Teoria Social Cognitiva para investigar conceitos relacionados. A técnica de análise de grafos e de redes semânticas permitiu constatar as conexões entre as variáveis mais importantes presentes nos artigos, tais como Adoecimento Docente e Saúde Docente, sendo as que alcançaram maior grau de centralidade nos grafos apresentados, denotando sua importância nas discussões que estão sendo empreendidas acerca do tema ora investigado. Outras revisões podem ser empreendidas a fim de auxiliar na busca por estudos que contribuam para a pesquisa acerca do mal-estar docente. Apesar dos achados da presente revisão, entende-se que outras investigações poderão contribuir com novos dados para corroborar ou negar a relação entre trabalho e adoecimento em docentes. Ressalte-se a baixa frequência de estudos na perspectiva da Teoria Social Cognitiva.
Abstract: The illness on Basic Education teachers has been object of researches in the academy, and a survey of the main national and foreign researches on the subject is essential to obtain an overview of what has been investigated. This study aims to build a panorama of national and international research published between 2006 and 2017 on the subject of sickness in elementary education. It uses the Systematic Review of Literature (SRL) technique, of exploratory and descriptive character, with searches at SciELO, Eric, Lilacs and CAPES databases. The following inclusion criteria were considered: only articles; of the last 11 years; only full texts; only free; only peer reviewed; that deal with Basic Education teachers; that have the main descriptors in the title or keywords. The Content Analysis technique was done using NodeXL software. After the initial search, the criteria were applied, obtaining 45 articles. The results showed a higher frequency (35 = 77.8%) of studies investigating working conditions, health and suffering, as well as coping strategies, revealing that research has been directed in the search for the relation between work and illness of the teacher. A total of 3 (6.6%) articles used the Cognitive Social Theory to investigate related concepts. The technique of graph analysis and semantic networks allowed us to verify the connections between the most important variables present in the articles, such as Teachers Illness and Teachers Health, which reached a greater degree of centrality in the presented graphs, denoting their importance in the discussions that are being undertaken on the subject under investigation. Other revisions may be undertaken to assist in the search for studies that contribute to the research on teacher malaise. Despite the findings of this review, it is understood that other investigations may contribute with new data to corroborate or deny the relation between work and illness in teachers. Emphasis should be placed on the low frequency of studies from the perspective of Cognitive Social Theory.
Keywords: Revisão sistemática
Adoecimento docente
Teoria social cognitiva
Teoria dos Grafos
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: EDUCAÇÃO
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: FORMAÇÃO DE PROFESSORES, TRABALHO DOCENTE, TEORIAS E PRÁTICAS EDUCACIONAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AdoecimentoDocentesEducacao.pdf2,61 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons