Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10957
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 4-Apr-2014
metadata.dc.creator: SILVA, Laryssa de Cassia Tork da
metadata.dc.contributor.advisor1: SZLAFSZTEIN, Claudio Fabian
Title: Avaliação do projeto público “Paragominas: Município Verde” sob a ótica das mudanças climáticas
Citation: SILVA, Laryssa de Cássia Tork da. Avaliação do projeto público “Paragomoinas: Município Verde” sob a ótica das mudanças climáticas. Orientador: Claudio Fabian Szlafsztein. 2014. 87 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10957. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O município de Paragominas, localizado no nordeste do estado do Pará, apresenta um histórico que expressa muito bem a problemática ambiental do desmatamento na Amazônia, integrando as duas primeiras listas dos principais desmatadores divulgadas pelo MMA em 2008 e 2009. Após a inclusão do município, os produtores rurais de Paragominas passaram a sofrer diversas sanções como restrições ao acesso de créditos agrícolas e perda de mercado consumidor. Desta forma, no início de 2008, o governo municipal realizou um seminário na cidade em busca de soluções. Ao final do evento, as entidades aderiram ao Pacto pelo Desmatamento Zero, com objetivo de eliminar o desmatamento e a degradação florestal a partir da adoção de práticas sustentáveis. Inaugurava-se o projeto “Paragominas: Município Verde”. Após dois anos sofrendo restrições e embargos, cumprir as metas e adequar-se às exigências, reduzindo o desmatamento para menos de 40 km² em um ano e realizando o CAR de mais de 80% das propriedades rurais do município, o nome de Paragominas foi retirado da lista e o projeto “Paragominas: Município Verde” passou a ser amplamente divulgado na mídia como responsável por trazer diversos benefícios para a cidade, tornando-se referência do ponto de vista ambiental. Acredita-se, todavia, que o projeto “Paragominas: Município Verde” é, na verdade, reflexo das novas demandas estabelecidas pelo Governo Federal brasileiro no combate ao desmatamento ilegal e às mudanças do clima. Ou seja, insere-se no objetivo maior de identificar novos caminhos, soluções e práticas para o enfrentamento das mudanças provocadas pela variabilidade do clima através da política de redução de emissões de gases de efeito estufa decorrentes, em especial, das mudanças de uso da terra na Amazônia Brasileira. Nesse sentido, o presente trabalho objetiva avaliar o projeto “Paragominas: Município Verde” enquanto uma prática de adaptação à variabilidade do clima inserida no contexto das ações de mitigação das mudanças climáticas globais. A metodologia adotada envolveu duas etapas: levantamento e análise exploratória de referências bibliográficas e documentais e aplicação de entrevistas semiestruturadas com os principais atores envolvidos, com base na aplicação do Índice de Utilidad de Prácticas de Adaptación (IUPA) apresentado e adaptado do paper “IUPA: a tool for the evaluation of the general usefulness of practices for adaptation to climate change and variability”, elaborado por Debels et al. (2009), com enfoque nas variáveis de eficácia, eficiência, participação social, sustentabilidade e replicabilidade do projeto. Contudo, o projeto “Paragominas: Município Verde” pode claramente ser compreendido como reflexo das novas demandas ambientais, resultante da necessidade de novas alternativas aos impactos da variabilidade climática. O objetivo inicial do projeto era apenas a retirada do nome de Paragominas da lista dos municípios embargados da Amazônia, mas frente a grande repercussão e resultados alcançados ganhou novos rumos, tornando-se uma importante ferramenta no enfrentamento da problemática da emissão de gases de efeito estufa. Entretanto, ainda necessita de algumas mudanças e ajustes para que, verdadeiramente, seja enquadrado como uma prática poderosa de adaptação climática com amplo potencial de combate e mitigação às mudanças provocadas pelo clima
Abstract: The Paragominas municipality, located in the northeastern portion of Para state, has a history that expresses very well the environmental problem of Amazon deforestation, integrating the first two major deforester’s lists released by MMA in 2008 and 2009. After Paragominas inclusion on the list, local farmers began to suffer various penalties such as restrictions to agricultural credit and reduction of the consumer market. In early 2008, the municipal government held a local seminar seeking for solutions. At the end of the event, the organizations adhered to the Zero Deforestation Pact, aiming to eliminate deforestation and forest degradation from the adoption of sustainable practices. Thus, inaugurating "Paragominas: Green City" project. After two years suffering from restrictions and embargoes, goals accomplishment and demands adequacy, such as deforestation reduction to less than 40 km² in a year and CAR fulfill in more than 80% of county farms, caused the removal of Paragominas municipality from deforester’s list and the project "Paragominas: Green County" was widely reported in the media as responsible for bringing many benefits to the city, becoming the reference environmental standpoint. It is believed, however, that "Paragominas: Green City" project is actually a reflection of the new legal demands established by the Brazilian Federal Government to combat illegal logging and climate change. In other words, it is part of a larger goal to identify new pathways, and practical solutions to fight back changes brought by climate variability specially by reducing greenhouse gases emissions in particular from land use land cover change on the Brazilian Amazon. In this sense, the present work aims to evaluate the "Paragominas: Green City" project as a practical adaptation to climate variability into the context of mitigation of global climate change. The methodology involves two steps: gathering and analysis of bibliographic and documentary references and application of semi-structured interviews with the main stakeholders, based on the application of the Index of Utilidad de Prácticas de Adaptación (IUPA)presented and adapted from the paper "IUPA: a tool for the evaluation of the general usefulness of practices for adaptation to climate change and variability, "prepared by Debels et al. (2009), focusing on variables of effectiveness, efficiency, social participation, sustainability and replicability of the project. However, the "Paragominas: Green City" project can be clearly understood as a result of new environmental demands, resulting from the need for new alternatives to the impacts of climate variability. The initial goal of the project was just the removal of Paragominas municipality from the of embargoed list. Although due to the great repercussion and achieved results, the project gained new directions, becoming an important tool in combating the greenhouse gases emission problem. Nevertheless, it still needs some adjustments to truly be classified as a powerful climate adaptation practice with ample potential to combat and mitigate the changes associated to climate change
Keywords: Mudanças climáticas – Paragominas
Desmatamento – Paragominas
Meio ambiente
Município verde
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIA::CLIMATOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Mestrado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AvaliacaoProjetoPublico.pdf2,83 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons