Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11032
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2015
metadata.dc.creator: SADECK, Luis Waldyr Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: LIMA, Aline Maria Meiguins de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: ADAMI, Marcos
Title: O zoneamento ambiental por redes neurais artificiais (som) como instrumento de ordenamento territorial na região nordeste do estado do Pará
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: SADECK, Luis Waldyr Rodrigues. O zoneamento ambiental por redes neurais artificiais (som) como instrumento de ordenamento territorial na região nordeste do estado do Pará. Orientadora: Aline Maria Meiguins de Lima. 2015. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2015. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11032. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Os estudos voltados ao ordenamento territorial em geral representam o emprego de uma grande quantidade de informações o que torna o processo de interpretação bastante complexo, em consequência disso o processo de tomada de decisão torna-se mais lento. Além disso há a necessidade de ajuste espacial (escala) e temporal (mesmo período de aquisição) dos dados utilizados. O emprego de metodologias lineares ou com bases de informação insuficientes tornam frágeis estes instrumentos que deveriam atuar como sistemas de suporte a decisão. Logo, este trabalho pretende contribuir com uma proposta metodológica para desenvolvimento dos processos de ordenamento territorial nos moldes do Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) através de Redes Neurais Artificiais (RNA) – Self Organizing Map (SOM). O principal objetivo é de subsidiar o processo de regionalização com suporte ao ordenamento territorial, permitindo que o processo ocorra de maneira mais dinâmica e rápida mediante os procedimentos de coleta de dados (socioeconômicos e ambientais), ajuste dos dados, execução da rede e interpretação das áreas para a criação do mapa síntese de ordenamento territorial. Essas etapas permitiram a parametrização e escolha da rede que dará melhor resultado conforme treinamento e análise do interprete sobre os dados gerados, considerando algumas formas de análise como U-matriz, planos de componentes, gráficos por classe, análise por Cluster e criação dos mapas. Os resultados obtidos separaram a área de estudo em 12 zonas, que foram reagrupadas a partir de critérios de similaridade de comportamento em 4 categorias, que representam os principais eixos de sustentabilidade propostos para o estado do Pará, a partir do ZEE existente. A metodologia proposta conseguiu individualizar zonas na região que o ZEE não definiu, principalmente em função da maior possibilidade oferecida pela SOM de conjugar e integrar um grande número de variáveis físicas, sociais e econômicas.
Abstract: Land use planning studies represents, in general, the use of a large amount of information which leads into rather complex interpretation process similarly to the understand of the involved socioeconomic and environmental systems, as a result the decision-making process becomes slower, demanding spatial (scale) and temporal (period) adjustments. The use of inappropriate methods or insufficient data generates fragile instruments that should act as decision support systems. In this scenario, this work aims to contribute to develop a methodology for land use planning processes along the lines of the Ecological-Economic Zoning (EEZ) through Artificial Neural Networks (ANN) - Self Organizing Map (SOM) to subsidize a regionalization process and support land use planning in a more dynamic and faster manner, based upon data collection procedures (socioeconomic and environmental), data adjustment, network implementation and finally interpretation leading into the regional planning synthesis map. These steps allows parameterization and selection of the network that gives the better results accordingly to training and interpreter analysis over the generated data, taking into considerations statistical analysis such as U-matrix, component plans, per class graphs, Cluster analysis and map generation. The area was separated in the 12 units, that were grouped by similarity in 4 categories, which represent the main axes of sustainability proposed in the ZEE. the method adopted can defined distinct zones, that were not identified by ZEE, mainly due to the increased possibility offered by SOM to combine and integrate a large number of physical, social and economic variables.
Keywords: Ordenamento territorial
Redes neurais artificiais
Regionalização
Pará - Estado
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: CLIMA E DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ECOSSISTEMAS AMAZÔNICOS E DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
MPEG
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ZoneamentoAmbientalRedes.pdf3,38 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons