Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11092
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Aug-2015
metadata.dc.creator: MATOS, Larissa Araújo
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, Simone Souza da Costa e
Title: Resiliência em Famílias de baixa renda: percepções de professores e familiares
Other Titles: Resilience in Low Income Families: Teacher and Family Perceptions
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: MATOS, Larissa Araújo. Resiliência em Famílias de baixa renda: percepções de professores e familiares. 2015. 70 f. Orientadora: Simone Souza da Costa e Silva. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desta dissertação foi compreender a resiliência familiar sob dois pontos de vista. O primeiro referente a percepção de professores sobre as possibilidades de resiliência nas famílias de seus alunos em situação de vulnerabilidade social e o segundo sob a visão de um membro das famílias sobre as características de resiliência em seus respectivos grupos familiares. Para isso, foram realizados dois estudos qualitativos exploratórios. O estudo I foi realizado com os professores e teve o objetivo de compreender a percepção dos professores sobre a resiliência em famílias pobres. Participaram do estudo I onze professores de 1º ao 5º ano que responderam uma entrevista semiestruturada, cujo roteiro era constituído por questões de caracterização e outras que permitiam revelar a percepção dos professores sobre as famílias dos seus alunos e uma entrevista coletiva que teve por objetivo obter informações sobre a percepção dos profissionais acerca da resiliência familiar. Os dados foram coletados e categorizados com base na literatura de resiliência familiar e análise de conteúdo sendo operacionalizados com auxílio do software Nvivo versão 10. Os resultados mostraram que os professores identificaram os elementos da resiliência familiar, entretanto, não perceberam estes aspectos nas famílias de seus alunos, portanto tendem a ter uma percepção negativa e pessimista sobre as possibilidades de sucesso e resiliência nestes grupos. Já no estudo II participaram 16 mães e/ou responsáveis por crianças de 1º ao 5º ano da escola que responderam um instrumento sociodemográfico, e participaram de uma entrevista coletiva, com o objetivo de identificar como as famílias reagem diante de situações de problema e com quem podem contar. Os dados foram coletados e categorizados com base na literatura de resiliência familiar e análise de conteúdo e operacionalizados com o auxílio do software Nvivo versão 10. Os dados mostraram que as famílias estão expostas a algumas situações ameaçadoras ao desenvolvimento. No entanto, apesar dos riscos associados à pobreza, observou-se fatores intrafamiliares protetivos, geradores de benefícios ao desenvolvimento das gerações mais jovens. Esses dois estudos estão interligados em seus objetivos e resultados uma vez que Estes dois estudos são complementares nos seus objetivos e nas implicações de seus resultados. Alguns aspectos chamaram a atenção nos estudos e que se interligam. O primeiro é que os pais e/ou responsáveis pelas crianças identificam os professores apenas como profissionais ‘’ conteudistas’’, ou seja, enxergam estes professores apenas como um fonte de sanar dúvidas com deveres de casa dos filhos esse dado tem relação com a baixa escolaridade dos responsáveis. Outro aspecto que o presente estudo traz é a visão negativa que a escola tem de que as famílias não valorizam a educação e o estudo II aponta que as 16 participantes demonstraram valorizar e acreditar que por meio da educação o futuro dos seus filhos será melhor, entretanto, apesar das participantes demonstrarem o valor positivo que dão para a educação elas não acreditam na possibilidade de seus filhos virem a se tornar profissionais de qualificação superior, mas conformam-se que eles tenham uma ocupação profissional digna e não necessariamente ascendam socialmente. Portanto, através desses estudos é possível planejar ações que estabeleçam pontes entre estes dois microssistemas, ou seja, canais de comunicação entre a família e a escola de modo que os professores tenham acesso aos aspectos positivos do funcionamento das famílias pobres que atendem e, por sua vez, que favoreçam às famílias a capacidade de identificar os professores como uma importante rede de apoio. Sugere-se que outras pesquisas acerca da resiliência familiar sejam realizadas com intuito de conhecer como as crenças de profissionais que atuam com famílias pobres influenciam em suas práticas profissionais com estes sujeitos e como as famílias se organizam diante de situações de adversidades reais. Ademais, pesquisas futuras podem contribuir com o estudo da resiliência familiar identificando o papel da escola, em particular, dos professores nas estratégias de enfretamento das adversidades vividas pelas famílias pobres.
Abstract: The purpose of this dissertation was to understand family resilience from two points of view. The first one regarding the perception of teachers about the possibilities of resilience in the their students in situations of social vulnerability and the second under the vision of a family member on the characteristics of resilience in their respective family groups. For this, two qualitative exploratory studies. Study I was conducted with the teachers and had the understanding teachers' perceptions of resilience in poor families. Participants in the study were eleven teachers from 1st to 5th grade who answered an interview semi-structured, whose script consisted of questions of characterization and others that allowed reveal the teachers' perceptions about the families of their students and a press conference that had as objective to obtain information about the professionals' perception about family resilience. Data were collected and categorized based on the literature on family resilience and content being implemented with the help of Nvivo version 10 software. teachers identified the elements of family resilience, however, perceived these aspects in the families of their students, therefore they tend to have a negative perception and pessimistic about the possibilities of success and resilience in these groups. In study II 16 mothers and / or guardians of children from 1st to 5th year of school who participated in answered a sociodemographic instrument, and participated in a press conference, with the objective of identifying how families react to situations of problem and with who can count. The data were collected and categorized based on the literature family resilience and content analysis and operationalized with software New version 10. The data showed that families are exposed to some situations threatening development. However, despite the risks associated with poverty, protective intrafamilial factors, which gave rise to development benefits of younger generations. These two studies are interconnected in their objectives and results since these two studies are complementary in their objectives and in the implications of results. Some aspects have drawn attention to and interrelated studies. O first is that parents and / or guardians identify as '' content '' professionals, that is, they see these teachers as only one source of doubts about their children's homework, this figure is related to the low school attendance. Another aspect that the present study brings is the negative view that the school has that families do not value education and study II points out that the 16 demonstrated that they value and believe that through education the future of their children will be better, however, although the participants demonstrate the positive value they give for education they do not believe in the possibility of their children becoming professionals, but are satisfied that they have an occupation and do not necessarily rise socially. Therefore, through these studies, it is possible to plan actions that establish bridges between these two microsystems, or communication channels between the family and the school so that teachers have access to the positive aspects of the functioning of the poor families they serve and, on their families to be able to identify teachers as important support network. It is suggested that other research on family resilience be carried out in order to know how the beliefs of professionals working with families influence their professional practices with these subjects and how families in situations of real adversity. In addition, future research may contribute to the study of family resilience by identifying the role of the school, in particular, of teachers in the strategies of coping with the adversities experienced by the families poor.
Keywords: Resiliência Familiar
Análise do comportamento
Pobreza
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ResilienciaFamiliasBaixa.pdf1,33 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons