Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11113
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 2011
metadata.dc.creator: RIOS ARÉVALO, Michelly
metadata.dc.contributor.advisor1: PONTE, Marcos Ximenes
Title: Desenvolvimento da floricultura tropical paraense: uma análise dos fatores locais de inovação
Citation: RIOS ARÉVALO, Michelly. Desenvolvimento da floricultura tropical paraense: uma análise dos fatores locais de inovação. Orientador: Marcos Ximenes Ponte. 2011. 265 f. Tese (Doutorado em Ciências do Desenvolvimento Socioambiental) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2011. Disponível em:http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11113. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Teve como objetivo a interação de comunidades sociais específicas no aglomerado da floricultura tropical paraense. A mesma foi direcionada a produtores locais em interação direta com outros agentes do setor para valorizar os fatores locais de inovação da floricultura tropical. Embora a floricultura tropical tenha uma representação econômica menor que a da floricultura temperada (inserida de outras regiões do Brasil) no cenário local, a mesma, ainda em seu curto estabelecimento, vai sendo considerada pelos diferentes agentes públicos e privados como uma importante atividade econômica do estado do Pará. No entanto, evidenciam-se ações de atores que se focam em organizações sociais, alternativa que reduz os “custos de produção” e os “custos de transações” sobre as diferentes atividades que este setor demanda. Entre as comunidades estudadas estão: a Associação dos Floricultores de Benevides (AFLORBEN), Cooperativa Agrícola Santo Antônio (COOPSANT), Associação dos Produtores de Flores de Santa Bárbara (TROPISAN), Associação de Microprodutores de Castanhal (BARREIRÃO), Associação Paraense de Floricultura e Plantas Medicinais (PARÁFLOR), e por último, as comunidades e/ou agentes que conformam o cenário comercial e institucional da floricultura (a Rede Social do Aglomerado Local de Flores na Mesorregião Metropolitana de Belém). Esta última comunidade como sendo a responsável pela concretização do objeto central do estudo, onde se integrou os processos organizacionais de relevância que valorizam os fatores de inovação local e seu impacto para o desenvolvimento sustentável do setor. A metodologia foi baseada na análise do capital social e redes sociais, tendo como finalidade resgatar a estruturação e a funcionalidade da sociedade local sobre um mercado dinâmico e competitivo como a floricultura em si. Já os resultados mostram que os processos organizacionais minimizam os custos de transação e ajudam a permanência destes grupos sociais no mercado, e com isto, a valorização da marca tropical. Por último, sugere-se priorizar processos mais integrativos e abrangentes para fortalecer ainda mais esta atividade local.
Abstract: The aim of this study was the interaction of specific social communities in the tropical floriculture agglomeration of Pará. The focus was local producers in direct interaction with other agents of the sector in order to value local factors of innovation in tropical floriculture. Although tropical floriculture has a lower economic representation than temperate floriculture (found in other regions of Brazil) in the local scenario, in the short time it has been established, it has been considered by different public and private agents as an important economic activity for the state of Pará. However, there is evidence of agents who focus on social organizations, an alternative that reduces the “production costs” and the “transaction costs” of different activities that this sector demands. Among the communities studied are: the Benevides Florists Association(AFLORBEN), The Santo Antônio Agricultural Cooperative (COOPSANT), The Flower Producers Association of Santa Bárbara (TROPISAN), The Microproducers Association of Castanhal (BARREIRÃO), The Pará Association of Floriculture and Medicinal Plants (PARÁFLOR); and finally, the communities and/or agents that make up the commercial and institutional floricultural scene (The Social Network of the Local Flower Agglomeration of the Metropolitan Mesoregion of Belém). This last community was responsible for the implementation of the central object of the study, where the relevant organizational processes that value the factors of local innovation and their impact on the sustainable development of the sector were integrated. The methodology was based on the analysis of the social capital and of social networks, with an aim to recover the structure and functionality of the local society in relation to a dynamic and competitive market like floriculture itself. The results show that the organizational processes minimize the costs of transaction and help these social groups to remain on the market, and, therefore, value the tropical brand of flowers. Finally, it is suggested that more integrating and far-reaching processes be prioritized in order to strengthen this local activity even more.
Keywords: Economia florestal - Pará
Flores - cultivo - Pará
Capital social
Comunidades agrícolas
Inovações agrícolas
Floricultura tropical - Pará
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FLORICULTURA, PARQUES E JARDINS::FLORICULTURA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_DesenvolvimentoFloriculturaTropical.pdf4,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons