Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11159
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 28-Nov-2012
metadata.dc.creator: SILVA, José Guilherme Carvalho da
metadata.dc.contributor.advisor1: CASTRO, Edna Maria Ramos de
Title: Hidrelétricas em Rondônia: tempos e conflitos nas águas do Madeira
Citation: SILVA, José Guilherme Carvalho da. Hidrelétricas em Rondônia: tempos e conflitos nas águas do Madeira. Orientadora: Edna Maria Ramos de Castro. 2012. 217 f. Tese (Doutorado em Ciências do Desenvolvimento Socioambiental) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2012. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11159. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta tese se assenta na concepção de que o universo, a nossa sociedade e nós mesmos vivenciamos diferentes tempos profundamente imbricados. Isto quer dizer que passado, presente e futuro não podem ser compreendidos apartados entre si e/ou como uma sucessão de etapas. Contudo, a modernidade consolidou a ideia de que o tempo é linear, uniforme, eterno e universal. Tal perspectiva se tornou hegemônica em nossa sociedade e com ela a noção de que o tempo é ascendente e progressivo. O trabalho ora apresentado tenta demonstrar que pensar o tempo dessa maneira nos impõe barreiras à inteligibilidade do mundo em que vivemos; dos fenômenos sociais e da natureza. Com o apoio de diferentes contribuições teóricas da Física, da História, da Sociologia e da Geografia, entre outras ciências, questionamos os pressupostos da modernidade sobre o tempo, para em seguida apresentarmos outra perspectiva que compreende as três dimensões temporais de maneira plural e integradas. Como consequência desse percurso analítico passamos a falar de passados, presentes e futuros, bem como resgatamos o acaso e a incerteza como parte integrante da própria história. Utilizamos esse referencial para analisar os conflitos decorrentes da construção das hidrelétricas Santo Antonio e Jirau no rio Madeira, em Rondônia, as repercussões sobre as populações locais, particularmente sobre as comunidades ribeirinhas. Aos embates travados por estas contra empresas e outros setores interessados no erguimento das barragens denominamos de conflitos temporais. É sobre a multiplicidade do tempo e os conflitos temporais que se travam nas águas do Madeira o ponto focal da nossa reflexão.
Abstract: This thesis is based on the conception that the universe, our society and ourselves experience different life spans inextricably interwoven. It means that past, present and future cannot be understood apart from each other and / or as a sequence of steps. However, modernity has established the idea which time is linear, uniform, eternal and universal. Such perspective has become hegemonic in our society and, moreover, adopted the concept that time is ascendant and progressive. The work presented here seeks to demonstrate that thinking the time into this way imposes barriers to intelligibility of the world we live in; both in social phenomena and nature. On the basis of distinct theoretical contributions from Physics, History, Sociology and Geography, among other sciences, the assumptions of modernity are questioned over the time, so that it is introduced another viewpoint concerned about the three temporal dimensions in a plural and integrated aspect. In consequence of this analytical course, it is raised to discuss pasts, presents and futures, as well as randomness and uncertainty are considered as integrated part of history itself. In regard to this framework, it is possible to analyze the conflicts arisen from the construction of Santo Antônio and Jirau hydropowers in the Madeira River, in the state of Rondônia, the repercussions on regional populations, especially on coastal communities. The clashes fought by these people against companies and other stakeholders in the erection of dams are named as temporal conflicts. The focal point of this reflection deals with multiplicity of time and temporal conflicts which are current in waters of the Madeira River.
Keywords: Usina hidrelétrica - Rondônia
Impacto ambiental - Rondônia
Usina hidrelétrica - Aspectos ambientais - Rondônia
Conflitos - Aspectos ambientais
Madeira, Rio - Rondônia
Madeira, Rio - Amazonas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_HidreletricasRondoniaTempos.pdf6,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons