Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11185
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Alan Victor Flor da-
dc.date.accessioned2019-05-22T17:40:17Z-
dc.date.available2019-05-22-
dc.date.available2019-05-22T17:40:17Z-
dc.date.issued2018-11-08-
dc.identifier.citationSILVA, Alan Victor Flor da. Vida literária na Belém oitocentista: a contribuição do Diário de Belém para o desenvolvimento das Letras na capital paraense (1882-1889). 2018. 306 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em Letras. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11185. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11185-
dc.description.abstractFrom the research we have carried out in several literary histories, we find that the only writers of prose fiction born in the province of Pará during the nineteenth century mentioned in these works are Inglês de Sousa, Marques de Carvalho and José Veríssimo. However, the study carried out in dictionaries, encyclopaedias and anthologies revealed that Inglês de Sousa left the region where he was born at the age of eleven and never returned to his native land, just as the research in literary histories made José Veríssimo as a critical and historian of literature and Marques de Carvalho, on the other hand, as a naturalist writer without any importance for the development of literary production in the province of Pará neither for the evolution of Brazilian literature. The cataloguing of dictionaries, encyclopaedias and anthologies also showed a slightly more expressive number of authors settled in the province of Pará during the nineteenth century, who dedicated themselves to periodical press and literary production. However, these writers did not obtain national visibility neither did they attain a place in the canon of Brazilian literature. In the same way, the research in the nineteenth century periodical press in Belém carried out by members of the Group of Studies in History of Literature (GEHIL), coordinated by Profa. Dr. Germana Maria Araújo Sales, has also demonstrated a considerable number of writers collaborating with productions written both in verse and fiction prose for periodicals that circulated in the capital of Pará during the last decades of the nineteenth century. We are not referring, therefore, to publications translated or extracted from periodicals coming from other provinces of Brazil, but to original publications prepared to be first published in newspapers that circulated in the city of Belém. The dissertations originating from the research carried out by GEHIL members in periodicals of Belém from the nineteenth century, however, have sought to study the circulation of translated versions of fictional prose signed by foreign writers or of productions extracted from periodicals of other provinces of the country signed by Brazilian writers. Due to the few studies on writers who have established themselves from original publications for the periodical press of Belém, we sought to promote a work that was dedicated to walking a path on the circulation and production of prose fiction signed by writers who settled in the capital of the province of Pará during the nineteenth century and contributed to the periodical press in Belém that century. Our aim, therefore, is not put on evidence authors whose productions were translated or extracted from other periodicals that circulated from other distinct places of Brazil, but writers who were located in the province capital and wrote original fictional narratives for the periodical press from Belém in the nineteenth century. To develop the research, we selected as the main periodical to be studied the Diário de Belém (1868-1892), because this newspaper circulated on a daily basis in the capital of Pará, it lasted for more than a decade in circulation and was the first to offer opportunity and space for writers settled in Belém to ventured themselves by the literary production. From the considerations that we weave, we aim, with this thesis, demonstrate how writers and journalists involved in the periodical press of Belém in the nineteenth century interpreted some subjects, for example, associated with the (in) existence of a literature in the Amazon or in the province of Pará, the publication of works signed by writers established in Belém, literary schools of the nineteenth century, as well as Romanticism, Realism and Naturalism, among others. In addition, we aim to trace a profile of prose fiction published in the Diário de Belém, signed by writers settled in the capital of Pará.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectEscritores paraensespt_BR
dc.subjectProsa ficção-Século XIXpt_BR
dc.subjectImprensa periódicapt_BR
dc.subjectJornais na literaturapt_BR
dc.titleVida literária na Belém oitocentista: a contribuição do Diário de Belém para o desenvolvimento das Letras na capital paraense (1882-1889)pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Letras e Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRApt_BR
dc.contributor.advisor1SALES, Germana Maria Araújo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8723885160615840pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8719538106499765pt_BR
dc.description.resumoA partir da pesquisa que realizamos em diversas histórias literárias, verificamos que os únicos escritores de prosa de ficção nascidos na província do Pará durante o século XIX mencionados nessas obras são Inglês de Sousa, Marques de Carvalho e José Veríssimo. O estudo desempenhado em dicionários, enciclopédias e antologias, no entanto, revelou que Inglês de Sousa saiu da região onde nasceu aos onze anos de idade e nunca mais retornou para a terra natalícia, assim como a pesquisa em histórias literárias evidenciou José Veríssimo mais como crítico e historiador da literatura e Marques de Carvalho, por sua vez, como um escritor naturalista sem importância nem para o desenvolvimento da produção literária paraense nem tampouco para a evolução da literatura brasileira. A catalogação que realizamos também em dicionários, enciclopédias e antologias, em contrapartida, demonstrou um número um pouco mais expressivo de autores radicados na província do Pará durante o Oitocentos que se dedicaram à imprensa periódica e à produção literária. Esses escritores, porém, não obtiveram visibilidade nacional nem alcançaram um lugar no cânone da literatura brasileira. Do mesmo modo, a pesquisa na imprensa periódica belenense oitocentista realizada por membros do Grupo de Estudos em História da Literatura (GEHIL), coordenado pela Profa. Dra. Germana Maria Araújo Sales, também tem demonstrado um considerável número de escritores colaborando com produções escritas tanto em verso quanto em prosa de ficção para periódicos que circularam pela capital paraense durante as últimas décadas do século XIX. Não estamos nos referindo, portanto, a publicações traduzidas nem extraídas de periódicos provenientes de outras províncias do Brasil, mas sim a publicações originais elaboradas para serem lançadas primeiramente em jornais que circularam por Belém. As dissertações provenientes da pesquisa realizada por membros do GEHIL em periódicos belenenses oitocentistas, no entanto, têm procurado estudar a circulação de versões traduzidas da prosa de ficção assinada por escritores estrangeiros ou de produções extraídas de periódicos de outras províncias do país assinadas por escritores brasileiros. Em razão dos poucos estudos sobre escritores que se firmaram a partir de publicações originais para a imprensa periódica belenense, procuramos promover um trabalho que se dedicasse a percorrer um caminho sobre a circulação e a produção de prosa de ficção assinada por escritores que se estabeleceram na capital paraense durante o século XIX e contribuíram para a imprensa periódica belenense oitocentista. O nosso intento, portanto, não é colocar em evidência autores cujas produções foram traduzidas ou extraídas de outros periódicos que circularam por lugares distintos do território brasileiro, mas sim escritores que se localizaram na capital paraense e escreveram narrativas ficcionais originais para a imprensa periódica belenense oitocentista. Para desenvolvermos a pesquisa, selecionamos como principal periódico a ser estudado o Diário de Belém (1868-1892), pois esse jornal circulou diariamente na capital paraense, perdurou por mais de uma década em circulação e foi o primeiro a oferecer oportunidade e espaço para que escritores radicados em Belém se aventurassem pela atividade da produção literária. A partir das considerações que tecemos, pretendemos, com esta tese, demonstrar como escritores e jornalistas envolvidos na imprensa periódica belenense oitocentista interpretaram alguns temas, por exemplo, associados à (in)existência de uma literatura na Amazônia ou na província do Pará, à publicação de obras assinadas por escritores fixados em Belém, às escolas literárias do século XIX, assim como o Romantismo, o Realismo e o Naturalismo, entre outros. Além disso, objetivamos traçar um perfil da prosa de ficção publicada no Diário de Belém assinada por escritores radicados na capital paraense.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.subject.linhadepesquisaLITERATURA: INTERPRETAÇÃO, CIRCULAÇÃO E RECEPÇÃOpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoESTUDOS LITERÁRIOSpt_BR
dc.description.affiliationUNIFESSPA - Universidade Federal do Sul e Sudeste do Parápt_BR
Appears in Collections:Teses em Letras (Doutorado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_VidaLiteráriaBelem.pdf9,52 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons