Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11332
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 11-Aug-2017
metadata.dc.creator: CARRARO, Patrícia Fernandes Holanda
metadata.dc.contributor.advisor1: MAGALHÃES, Celina Maria Colino
Title: Riscos psicossociais do trabalho e estresse de cuidadores de idosos institucionalizados
Other Titles: Psychosocial work risks and stress of institutionalized elderly caregivers
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: CARRARO, Patrícia Fernandes Holanda. Riscos psicossociais do trabalho e estresse de cuidadores de idosos institucionalizados. 2017. 143 f. Orientadora: Celina Maria Colino Magalhães. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O atual processo de envelhecimento populacional direcionou atenção para muitas pesquisas e novos serviços. As pesquisas avançam na compreensão das especificidades do envelhecer, dentre as temáticas de estudo, o cuidador formal de idosos institucionalizados foi escolhido nesta pesquisa. O estudo objetivou avaliar os riscos psicossociais e estresse de cuidadores formais, que atuam em Instituições de Longa Permanência para Idosos. Foram participantes 33 cuidadores de idosos que responderam o Protocolo de Avaliação dos Riscos Psicossociais do Trabalho; Inventário de Estresse Percebido e realizaram análise laboratorial da saliva para aferir os níveis de cortisol. Os principais resultados indicam que os cuidadores se perceberam pouco estressados (média=20 ±7,830; p<0,0001), os níveis de cortisol também foram abaixo do valor de referência estabelecido pelo laboratório (média = 9,2 ± 3,59; p<0,0001); a organização do trabalho apresentou risco alto para os mesmos (média=3,00 ± 1,34; p<0,000); verificou que existe uma relação estatisticamente significativa entre os níveis de cortisol e o risco alto da organização prescrita do trabalho (r= -0,4394; p=0,0359), assim como entre o estresse percebido e o sentimento de desqualificação nos cuidadores (r= 0,4854; p=0,0042). Cuidadores homens com nível superior demonstraram-se mais insatisfeitos com o trabalho realizado, embora a qualificação desta mão de obra esteja aumentando. Conclui-se que fatores intrínsecos (sexo, idade, escolaridade...) somados ao ambiente de trabalho são determinantes para os riscos psicossociais e estresse dos cuidadores formais.
Abstract: The current population aging process has focused attention on many research and new services. The researches advance in the understanding of the specificities of aging, among the study themes, the formal caregiver of institutionalized elderly was chosen in this research. The study aimed to evaluate the psychosocial risks and stress of formal caregivers, who work in Long Stay Institutions for the Elderly. Participants were 33 caregivers of elderly people who responded to the Protocol for the Evaluation of Psychosocial Work Risks; Perceived Stress Inventory and performed laboratory analysis of saliva to gauge cortisol levels. The main results indicate that the caregivers perceived themselves to be less stressed (mean = 20 ± 7.830; p <0.0001); cortisol levels were also below the reference value established by the laboratory (mean = 9.2 ± 3.59; P <0.0001); The organization of the work presented a high risk for them (mean = 3.00 ± 1.34, p <0.000); Found that there is a statistically significant relationship between cortisol levels and the high risk of the prescribed work organization (r = -0.4394; p = 0.0359), as well as between the perceived stress and the feeling of disqualification in the caregivers ( R = 0.48854, p = 0.0042). Male caregivers with higher education have been more dissatisfied with the work performed, although the qualification of this workforce is increasing. It is concluded that intrinsic factors (gender, age, schooling ...) added to the work environment are determinant for the psychosocial risks and stress of the formal caregivers.
Keywords: Análise do comportamento
Cuidadores de idosos – assistência em instituições
Cuidadores de idosos – estresse
Riscos Psicossociais – cuidadores
Ecoetologia – comportamento humano
Idosos
Cuidador
ILPI - Instituições de Longa Permanência para Idosos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_RiscosPsicossociaisTrabalho.pdf4,42 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons