Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11338
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: 2013
metadata.dc.creator: KATSURAYAMA, Marilise
PARENTE, Rosana Cristina Pereira
MORAES, Rosângela Dutra de
PIRES, Rodrigo Otávio Moretti
metadata.dc.description.affiliation: KATSURAYAMA, M; ROSÂNGELA, D.M. Universidade Federal do Pará, Faculdade de Psicologia (FAPSI/IFCH)
Title: Trabalho e sofrimento psíquico na estratégia saúde da família: uma perspectiva Dejouriana
Other Titles: Work and psychic suffering in the family health strategy: a Dejouriana's perspective
Citation: KATSURAYAMA, Marilise et al. Trabalho e sofrimento psíquico na estratégia saúde da família: uma perspectiva Dejouriana. Cadernos Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 21, n. 4, p. 414-419, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-462X2013000400009. Disponível em:http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11338. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho propõe uma análise teórica do constructo "sofrimento psíquico" do trabalhador na Estratégia Saúde da Família (ESF). Para isso, optou-se pelo uso da teoria da psicodinâmica do trabalho do autor Christophe Dejours, visando a uma articulação entre a teoria e os aspectos da práxis do modelo de reorientação da atenção primária no Brasil. Nesse aspecto, a análise da saúde mental dos trabalhadores inseridos na linha de frente da atenção à saúde mostra-se de suma importância, uma vez que pode auxiliar na construção de propostas avaliativas que superem perspectivas tradicionais e excludentes, indicando caminhos para a superação de entraves nas políticas públicas, a fim de que seja oferecido aos usuários serviço satisfatório na Atenção Básica. Ainda, foi possível por meio dessa articulação teórica permitir uma ampliação acerca das possibilidades de falar sobre o trabalho, ser escutado, exercitar a mobilização subjetiva e buscar a transformação das condições patogênicas, esperando causar um reflexo direto na organização do trabalho.
Abstract: This paper proposes a theoretical construct of "mental suffering" of the worker at the Family Health Strategy (FHS). To this end, we opted for using the theory of the psychodynamics of work from the author Christophe Dejours, seeking a link between theory and practice aspects of the reorientation of primary care model in Brazil. In this sense, the analysis of the workers' mental health employed at the health care forefront appears to be of paramount importance, since it can assist in building evaluation proposals that go beyond traditional and exclusionary perspectives, indicating ways to overcome barriers in public policies, so that it is offered satisfactory service to users in Primary Care. Still, it was possible through this theoretical articulation allow an expansion about the possibilities of talking about work, be heard, to exercise subjective mobilization and seek the transformation of pathogenic conditions, hoping to cause a direct reflection on the organization of work.
Keywords: Saúde da família
Saúde mental
Saúde do trabalhador
Series/Report no.: Cadernos Saúde Coletiva
ISSN: 1414-462
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-462X2013000400009&lng=pt&nrm=iso
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-462X2013000400009 
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAPSI/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_TrabalhoSofrimentoPsiquico.pdf462,24 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons