Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11445
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 21-Aug-2018
metadata.dc.creator: MACHADO, Jean Ricardo Mesquita
metadata.dc.contributor.advisor1: OLIVEIRA, Davis Carvalho de
Title: Geologia e geoquímica dos granitóides Arqueanos da área de Bannach (PA): uma reavaliação das áreas de ocorrência do trondhjemito mogno e granodiorito Rio Maria
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: MACHADO, Jean Ricardo Mesquita. Geologia e geoquímica dos granitóides Arqueanos da área de Bannach (PA): uma reavaliação das áreas de ocorrência do trondhjemito mogno e granodiorito Rio Maria. Orientador: Davis Carvalho de Oliveira. 2018. 85 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11445. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A área de Bannach localiza-se na porção centro-oeste do Domínio Rio Maria, Provincia Carajás, Cratón Amazônico. Com base em relações de campo, petrografia e comportamentos geoquímicos foi possível a individualização de seis de rochas variedades na área de trabalho, divididas em dois grupos: (i) grupo de alta sílica e baixo Mg, representado por rochas trondhjemíticas associadas ao Trondhjemito Mogno (TdhMg), leucogranodioritos e granitoide finos e (ii) grupo de baixa sílica e alto Mg, representado pelos biotita granodioritos, tonalitos com anfibólio e biotita tonalitos (enclaves). Os trondhjemitos, leucogranodioritos são os batólitos mais extensos da região, com aproximadamente 90% da área de trabalho, apresentando textura heterogranular média a grossa e feições de deformação dúctil E-W a NW-SE. Os biotita granodioritos ocorrem como um pequeno stock no nordeste da área de trabalho, sendo formado por rochas mais enriquecidas em minerais máficos do que a variedade granodiorítica predominante. Os tonalitos com anfibólio (± quartzo dioritos) ocorrem alojados ao longo de zonas de cisalhamento que intersectam a porção central área, sendo mais deformados que as demais rochas e os únicos granitoides portadores de anfibólio. Em menores proporções, os biotita tonalitos representam mega-enclaves das rochas trondhjemíticas, enquanto que os granitoides finos intersectam as demais rochas da região. Essas variedades são divididas em dois grupos. Geoquimicamente, o grupo de alta sílica (SiO2 > 70%) apresenta altos teores de Al2O3, CaO e Na2O (especialmente os leucogranodioritos) em detrimento de Fe2O3, MgO, Ni e Cr. Além disso, essas variedades apresentam altas razões La/Yb e Gd/Er, anomalias negativas de Eu discretas ou ausentes e padrão ETR fortemente fracionado. Os leucogranodioritos se destacam das demais rochas de alta sílica pelo seu enriquecimento em sódio, Ba e Sr. Por outro lado, os granitoides de baixa sílica apresentam alto conteúdo de Fe2O3, MgO, Ni e Y, com destaque para os elevados teores de K-Ba-Sr dos biotita granodioritos em relação aos demais granitoides da área, além de suas moderadas a altas razões La/Yb, enquanto os demais granitoides de baixa sílica apresentam baixas razões La/Yb devido ao elevado conteúdo de ETRP, o que proporciona um padrão ETR sub-horizontalizado. Tais diferenças remontam a processos distintos de formação para os granitoides de Bannach. Apesar da formação dos trondhjemitos e leucogranodioritos ocorrer na zona de estabilidade da granada, suas diferenças químicas remontam a sensíveis diferenças em seu magma formador. A origem dos trondhjemitos é associada a fusão parcial de granadas anfibolitos, sob condições de alta pressão em ambiente de subducção. Já os leucogranodioritos, dado seu maior enriquecimento em Na, Ba e Sr, têm seu controle composicional associado a diferentes graus de fusão de basalto sob diferentes níveis de pressão e por uma fonte mais enriquecida em sedimentos subductados da crosta oceânica para produzir magmas com composição similar ao leucogranodiorito. Sendo assim, supõe-se que essas rochas teriam se originado pela fusão de basaltos toleítos enriquecidos instalados abaixo de uma crosta TTG mais antiga que teria sido assimilada por esses fundidos. Os aspectos geoquímicos, como o alto LILE e presença elevada de elementos de afinidade mantélica (Mg, Ni e Cr) dos biotita granodioritos e tonalitos com anfibólio denunciam suas afinidades com as rochas da Suíte Sanukitoide Rio Maria. O caráter geoquímico ambíguo dos biotita granodioritos associados aos mais altos conteúdo de SiO2 quando comparados aos quartzo dioritos, assim omo seus teores mais elevados de Rb e Ba, Sr, Y e das razões La/Y e Sr/Y, indicam um caráter mais evoluído e condições de formação em mais alta pressão e que possui magmas parentais félsicos, bem como um componente máfico atuando em sua origem, se aproximando dos granitos tipo-Closepet. Desta maneira, essas afinidades composicionais indicam uma forte analogia petrogenética, com uma origem a partir de um manto enriquecido ou de uma fonte máfica de alto-K. Por sua vez, o caráter menos evoluído dos tonalitos com anfibólio, bem como as baixas razões La/Yb e Sr/Y indicam que estas possuem uma maior afinidade mantélica e que se formaram em baixas profundidades. Admite-se que a origem destas rochas teria sido a partir de um manto metassomatizado por fluidos da slab em um ambiente de subducção.
Abstract: The Bannach area is located in the center-west of Rio Maria Domain, Carajás Province, Amazonian craton. Based on field relationships, petrography and geochemical behavior, it was possible to identify six varieties that was divided into two groups: (i) high silica and low Mg group, represented by trondhjemitic rocks associated with mogno Trondhjemite (TdhMg), leucogranodiorites and fine grained granitoids and (ii) low silica and high Mg groups, represented by biotite granodiorites, amphibole bearing tonalites and biotite tonalites (enclaves). The trondhjemites, leucogranodiorites are the most extensive batholiths of the region, covering approximately 90% of the work area, presenting medium-to-coarse heterogranular texture and E-W to NW-SE ductile deformation features. The biotite granodiorites occur as a small stock in the north-east, being formed by more enriched in mafic minerals rocks than the predominant granodioritic variety. The amphibole bearing tonalites (± quartz diorites) is emplaced along shear zones that intersect the central portion of the area, being more deformed than the other rocks and the only amphibole bearing granitoid. In smaller proportions, the biotite tonalites represent mega-enclaves of the trondhjemitic rocks, whereas the fine granitoids intersect the other rocks of the region. These varieties are divided into two groups. Geochemically, the group of high silica (SiO2> 70%) presents high levels of Al2O3, CaO and Na2O (especially leucogranodiorites) in detriment of Fe2O3, MgO, Ni and Cr. Moreover, these varieties have high La/Yb and Gd/Er ratios, discrete or absent Eu negative anomalies, and strongly fractionated REE patterns. On the other hand, the low silica granitoids present high content of Fe2O3, MgO, Ni and Y, emphasizing the high K- Ba-Sr content of the biotite granodiorites in relation to the other granitoids in the area, in addition to their moderate to high La/Yb ratios, while the other low silica granitoids present low La/Yb ratios because of the high HREE content, which provides a sub-horizontal REE pattern. These differences trace back distinct formation processes for Bannach granitoids. Although the formation of trondhjemites and leucogranodiorites occurs in the garnet stability zone, its chemical differences go back to sensible differences in its magma. The origin of the trondhjemites is associated with the partial melt of garnet amphibolite, under high pressure conditions in a subduction environment. The leucogranodiorites, due to their higher sodium enrichment, Ba and Sr, have their compositional control associated to different degrees of melting of basalt under different pressure levels and by a source richer in subducted sediments of the oceanic crust to produce magmas of similar composition to the leucogranodiorite. Therefore, it is assumed that these rocks would have originated by the fusion of enriched tholeiite basalts installed below an older TTG crust that would have been assimilated by these melts. The geochemical aspects, such as the high LILE content and even high presence of mantle affinity elements (Mg, Ni and Cr) of the biotite granodiorites and amphibole bearing tonalites may denounce their affinities with the rocks of the Sanukitoid suite of Rio Maria. The ambiguous geochemical character of the biotite granodiorites associated with the highest SiO2 content when compared to the quartz diorites, as well as their higher levels of Rb and Ba, Sr, Y and the La/Y and Sr/Y ratios indicate a more evolved and conditions of formation in higher pressure and that has felsic parent magmas, as well as a mafic component acting in its origin, approaching the Closepet-type granites. In this way, these compositional affinities indicate a strong petrogenetic analogy, with an origin from an enriched mantle or even from a mafic source of high-K. On the other hand, the less evolved character of the amphibole tonalites, as well as the low La/Yb and Sr/Y ratios indicate that these have a higher mantle affinity and that formed at low depths. It is assumed that the origin of these rocks would have been from a metassomatized mantle by slab fluids in a subduction environment.
Keywords: Geoquímica - Bannach (PA)
Granito - Bannach (PA)
Geologia estratigráfica - Arqueano
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOQUÍMICA E PETROLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: PETROLOGIA E EVOLUÇÃO CRUSTAL
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOQUIMICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_GeologiaGeoquimicaGranitoides.pdf5,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons