Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11490
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 3-Dec-2012
metadata.dc.creator: SILVA, Alice Cunha da
metadata.dc.contributor.advisor1: DALL'AGNOL, Roberto
Title: Geologia, petrografia e geoquímica dos granitoides arqueanos da área de Vila Jussara, Província Carajás
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Alice Cunha da. Geologia, petrografia e geoquímica dos granitoides arqueanos da área de Vila Jussara, Província Carajás. Orientador: Roberto Dall'Agnol. 2013. 115 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) – Centro de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11490. Acesso em: .
metadata.dc.description.resumo: Mapeamento geológico, seguido de estudos petrográficos e geoquímicos, realizado nas proximidades de Vila Jussara, localidade situada a sul de Canaã dos Carajás, no Subdomínio de Transição da Província Carajás, permitiu avanço expressivo na caracterização de granitoides arqueanos anteriormente englobados no Complexo Xingu. A unidade mais antiga identificada na área possui idade mesoarqueana, e formada por hornblenda-biotita tonalitos e foi denominada de Tonalito São Carlos. Segue-se na estratigrafia, uma associação TTG mesoarqueana tonalítica-trondhjemitica-granodioritica (Trondhjemito Colorado) e Leucogranodioritos, distintos daqueles associados aos TTG, ainda sem denominação e idade definida. Além desses, possuem importante distribuição na área estudada corpos granitoides neoarqueanos (ca. 2,74-2,73 Ga.), anteriormente correlacionados a Suite Planalto e designados informalmente neste trabalho como Granitoides Vila Jussara. Diques máficos seccionam todas as unidades anteriores. O Tonalito São Carlos e Trondhjemito Colorado foram o alvo principal desta pesquisa, sendo, portanto, discutidos com maior profundidade. Os Leucogranodioritos e os Granitoides Vila Jussara tiveram uma caracterização petrográfica e geoquímica mais sucinta porque são objeto de estudo de outros pesquisadores. O principal objetivo em relação a essas unidades foi verificar sua afinidade petrográfica e geoquímica, e compara-las com as duas unidades tonaliticas estudadas. Isso era particularmente relevante no caso dos Granitoides Vila Jussara porque apresentam termos granodioriticos a tonaliticos passiveis de confusão com as rochas das duas associações tonalíticas. O Tonalito São Carlos possui características peculiares, como foliação de direção NE-SW a N-S, discordante do trend regional, e é composto por anfibolio-biotita tonalitos, com marcante recristalização dos cristais de plagioclasio e quartzo. Forneceu idade de ~2,93 Ga. (Pb-Pb por evaporação em zircão; Guimaraes em preparação). Geoquimicamente diverge do Trondhjemito Colorado por ser comparativamente empobrecido em silica e enriquecido em TiO2, Fe2O3, MgO, CaO e P2O5. Possui baixo fracionamento de elementos terras raras (ETR) pesados e anomalias de Eu discretas a ausentes. Suas características não permitem associa-lo com as típicas suites TTGs arqueanas, tampouco a suite Sanukitoide Rio Maria. Diverge igualmente do Trondhjemito Bom Jardim e Suite Pedra Branca, mas apresenta afinidade geoquímica com as variedades portadoras de anfibolio do Complexo Tonalitico Campina Verde da área de Canaã dos Carajás do Subdomínio de Transição. O Trondhjemito Colorado possui bandamento composicional e foliação com orientação E-W a NW-SE, localmente N-S, com mergulhos fortes. São rochas bastante homogêneas petrograficamente, formadas por biotita tonalitos/trondhjemitos e, subordinadamente, granodioritos, compostos essencialmente por quartzo e plagioclasio, tendo biotita e epidoto como principais ferromagnesianos. Mostram intensa recristalização, que afeta principalmente os cristais de plagioclasio e quartzo. Suas características geoquímicas são compatíveis com aquelas dos TTGs arqueanos. Possuem conteúdo relativamente baixo de ferromagnesianos e os ETR mostram sempre marcante fracionamento de ETR pesados (altas razoes [La/Yb]n) e, ora anomalias de Eu positivas, ora negativas e muito discretas ou mesmo ausentes. Essa unidade possui idade de 2,87 Ga. (Pb-Pb por evaporação em zircão). Os Leucogranodioritos exibem foliações predominantemente E-W e apresentam biotita, epidoto e muscovita como minerais varietais. Destaca-se o aspecto heterogranular dessa unidade, com fenocristais de plagioclasio e feldspato alcalino em meio a uma fina matriz recristalizada. Essa unidade encontra-se melhor exposta em área imediatamente a leste, onde esta sendo estudada em maior detalhe. Dados químicos de suas rochas, indicam um caráter distinto em relação aos granodioritos da associação TTG (Trondhjemito Colorado). Os Granitoides Vila Jussara são intrusivos no Trondhjemito Colorado e no Tonalito São Carlos e formam corpos alongados preferencialmente segundo E-W na porção central da área estudada. Os granitos stricto sensu dominantes nessa unidade não foram alvo desta pesquisa. Porem, os granodioritos e tonalitos associados foram estudados devido a importância de uma clara separação entre os mesmos e granitoides mesoarqueanos de mesma classificação. Os dados petrográficos e geoquímicos demonstram que os granodioritos e tonalitos associados aos Granitoides Vila Jussara são distintos daqueles presentes no Tonalito São Carlos e Trondhjemito Colorado. Isso foi corroborado por diversas datações realizadas que confirmaram a idade neoarqueana dos primeiros (2,75 a 2,72 Ga.; Pb-Pb por evaporação em zircão; Guimaraes em preparação).
Abstract: Geological mapping, followed by petrographic and geochemical studies, conducted near Vila Jussara, locality situed south of Canaa dos Carajas, in the Transition Subdomain of the Carajas Province, allowed significant advance in the characterization of Archean granitoids previously embraced in the Xingu Complex. The oldest unit identified in the area is a hornblende-biotite tonalite of Mesoarchean age (~2.93 Ga) named Sao Carlos Tonalite. It is followed stratigraphycally by a Mesoarchean (~2.87 Ga) tonalitic-trondhjemitic-granodioritic association (TTG, Colorado Trondhjemite) and by a Leucogranodiorite of undefined age but distinct from those associated with the Colorado Trondhjemite. Additionally, in the study area, Neoarchean granitoid bodies (ca. 2.74 to 2.73 Ga, tonalites to granites), previously correlated to Planalto Suite and informally designated here as Vila Jussara Granitoids, were also mapped. Mafic dikes are intrusive in the Archean granitoids. The Sao Carlos Tonalite and Colorado Trondhjemite constitute the main goal of this research and, therefore, are discussed in more detail. The Leucogranodiorites and the Vila Jussara Granitoids are characterized in a more succinct way because they are being studied by other researchers. In this case, the aim was to make a preliminary characterization of these granitoids and compare them with the two studied tonalitic units. This was particularly relevant in the case of the Vila Jussara Granitoids because they have tonalitic to granodioritic varieties that could be confused with the rocks of the two tonalitic units. The Sao Carlos Tonalite has a dominant N-S foliation discordant with the E-W regional trend, is composed of amphibole-biotite tonalite, and shows a remarkable recrystallization of plagioclase and quartz. It yielded an age of ~2.93 Ga (Pb-Pb zircon evaporation; Guimaraes in preparation) and is depleted in silica and enriched in TiO2, MgO, Fe2O3t and CaO compared to the Colorado Trondhjemite. The Sao Carlos Tonalite displays relatively low (La/Yb)n and discrete negative Eu anomalies. Its geochemical characteristics are distinct of those of typical Archean TTG suites, and also of the Rio Maria Sanukitoid Suite. On the other hand, the Sao Carlos Tonalite show strong geochemical contrast with the Bom Jardim Trondhjemite and Pedra Branca suite and significant analogies with the amphibole-bearing varieties of the Campina Verde tonalitic complex of the Canaa dos Carajas area in the northern part of the Subtransition Subdomain of the Carajas domain. The Colorado Trondhjemite shows compositional banding and E-W to NW-SE or, locally NS, foliation with strong dips. It is composed of epidote-biotite tonalite/trondhjemite with subordinate granodiorite. Its rocks show intense recrystallization which affected mainly the plagioclase and quartz crystals. Their geochemical characteristics are consistent with those of typical Archean TTG suites. The heavy REE are strongly fractionated [high (La/Yb)n] and some samples show positive Eu anomalies and others absence of Eu anomaly or discrete negative Eu anomalies. An age of ~2.87 Ga (Pb-Pb zircon evaporation) was obtained for this granitoid. The Leucogranodiorite exhibit a dominant E-W foliation and, besides quartz and feldspars, have biotite, epidote and muscovite as main minerals. Most rocks are porphyritic with coarse- or medium-grained phenocrysts or phenoclasts of plagioclase and alkali feldspar in a fine-grained recrystallized matrix. This unit is better exposed immediately to the east of the mapped area, where it is being studied in greater detail. Geochemical data of these rocks indicate its distinct character compared to the granodiorites of the TTG association (Colorado Trondhjemite). The Vila Jussara Granitoids are intrusive in Sao Carlos Tonalite and Colorado Trondhjemite and form E-W elongated bodies in the central part of the study area. Granites (stricto sensu) are dominant in this unit which includes also granodiorites and tonalites. The granites were not included as a goal of our study but the latter rocks were studied because of the relevance of a clear separation between them and the studied Mesoarchean granitoids with the same petrographic classification. Petrographic and geochemical data show that the granodiorite and tonalite associated with Vila Jussara Granitoids are distinct from those found in the Sao Carlos Tonalite and Colorado Trondhjemite. This conclusion was corroborated by several Neoarchean ages obtained in representative granodiorites and tonalites of the Vila Jussara granitoids (2.75 to 2.72 Ga, Pb-Pb zircon evaporation; Guimaraes in preparation). Keywords: Stratigraphic geology – Archean. Carajas Province. Transitional Subdomain. TTG. Granitoid.
Keywords: Geologia estratigráfica
Arqueano
Serra dos Carajás - PA
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOQUÍMICA E PETROLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: PETROLOGIA E EVOLUÇÃO CRUSTAL
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_GeologiaPetrografiaGeoquimicaGranitoides.pdf15 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons