Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11528
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 29-Aug-2014
metadata.dc.creator: CHAGAS, Tiago Paulo Câncio das
metadata.dc.contributor.advisor1: GOMES, Ellen de Nazaré Souza
metadata.dc.contributor.advisor-co2: SILVA, Carolina Barros da
Title: Aplicação de Well-Tie no imageamento de uma área da bacia Tumbes-progresso
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: CHAGAS, Tiago Paulo Câncio das. Aplicação de Well-Tie no imageamento de uma área da bacia Tumbes-Progresso. Orientador: Ellen de Nazaré Souza Gomes. 2014. 56 f. Dissertação (Mestrado em Geofísica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em:http: //repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11528. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Regiões geológicas que apresentam grandes variações laterais de velocidade, como em regiões com falhas e domos de sal, são áreas complexas que, em geral, o imageamento sísmico em tempo é limitado. Nestes casos, o imageamento sísmico em profundidade pode apresentar melhores resultados. Entretanto, é necessário um modelo de velocidade em profundidade com precisão, o que não é uma tarefa fácil. Uma alternativa para a estimativa do modelo de velocidade em profundidade é oferecida através da técnica do Well-Tie. Com a calibração do traço sintético, obtido a partir de dado de poço, com a seção sísmica, o mapa de velocidade em profundidade pode ser obtido através da curva tempo-profundidade. Neste trabalho, utilizamos o Well-Tie para melhorar o modelo de velocidade RMS obtido do processamento do dado sísmico. O modelo de velocidade atualizado foi convertido para profundidade e usado para gerar uma imagem sísmica migrada em profundidade de uma região da Bacia Tumbes-Progresso.
Abstract: Geological areas with large lateral velocity variations, such as in areas with faults and salt domes are complex areas, in general, seismic imaging time is limited. In these cases, the seismic imaging depth can provide better results. However, a velocity model is needed in depth with precision, which is not an easy task. An alternative to estimate the depth velocity model is provided by Well-tie technique. With the calibration of the synthetic trace data obtained from wells, seismic section with the depth map of velocity can be obtained through the time-depth curve. In this study, we used the Well-Tie to improve the model of RMS velocity obtained from the processing of seismic data. The updated velocity model was converted to depth and used to generate an in depth migrated seismic image of a region of Tumbes Basin-Progress.
Keywords: Método de reflexão sísmica
Well-tie
Modelo de velocidade em profundidade
Migração em profundidade
Model speed in depth
Migration in depth
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: MÉTODOS SÍSMICOS
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: INVERSÃO E IMAGEAMENTO ATRAVÉS DE MÉTODOS ACÚSTICOS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AplicacaoWellTie.pdf152,13 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons